terça-feira, 20 de setembro de 2016

Explosões em Nova Iorque


Houve uma série de explosões em Nova Iorque inspirados no... terrorismo islâmico, por muito que as autoridades locais e os mé®dia não tenham tomates para admitir o óbvio. Ou então é porque omitem descarada e propositadamente a verdade para... não ferir susceptibilidades nem alimentar (ainda mais) o "ódio" e a "intolerância".
O autor das bombas artesanais, Ahmad Khan Rahami, um afegão de 28 anos que se naturalizou norte-americano, foi detido depois de ter ficado ferido numa troca de tiros com a polícia. Curiosamente, o alógeno já tinha chegado a processar as autoridades policiais de "islamofobia"... 
A sorte para os EUA e também para o mundo é que a Hillary Clinton, que juntamente com o Barack Hussein Obama criou o Estado Islâmico (que reivindicou a autoria do atentado terrorista cometido por um somali muçulmano há uns dias atrás no Minnesota, que os tipos lá do sítio Bare Naked Islam não hesitam em chamar de Minnesotastão devido à comunidade muçulmana lá radicada), tem um plano preparado para vencer o grupo terrorista (para limpar a merda que fez, né?). Já Donald Trump, visionário, não hesitou em prever novos ataques e criticou novamente a política de portas abertas...

2 comentários:

Afonso de Portugal disse...

«Ou então é porque omitem descarada e propositadamente a verdade para... não ferir susceptibilidades nem alimentar (ainda mais) o "ódio" e a "intolerância".»

Também... mas desconfio que a grande preocupação dos mé(r)dia neste momento é abafar todas as notícias que deixem a bruxa Hilária e a restante escumalha islamófila mal vista. A brincar, a brincar, já só estamos a mês e meio das eleições... e os mé(r)dia, ou melhor, aqueles que controlam os mé(r)dia, não querem que a sua marioneta Hilária perca para o imprevisível Donald Trump.

FireHead disse...

Mas isto, a meu ver, até tem um efeito contrário. As pessoas que vêem as notícias, por muito democratas que elas sejam, não são estúpidas ao ponto de não reconhecerem que todos estes atentados que estão a acontecer nos EUA e mesmo na Europa têm cunho islâmico. E quanto mais os mérdia ou as elites lhes procuram esconder isso, mais o Donald Trump insiste em bater na mesma tecla, ou seja, o Trump faz aquilo que é suposto os mérdia e as elites fazerem que é dizer a verdade e manter o povo esclarecido.