quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Esquerdistas alemãs molestadas por muçulmanos

2 comentários:

Afonso de Portugal disse...

A dissonância cognitiva destas pindéricas chega a ser confrangedora. Odeiam a "extrema-direita" com tamanha paixão que chegam mesmo ao ridículo de relativizar as agressões sexuais que os alógenos cometeram sobre elas, algo que jamais fariam se os agressores fossem brancos!

E o mais grave é que estas duas tristes estão longe de serem casos isolados. Basta ver aquela desgraçada que foi violada no Haiti e culpou o "patriarcado do homem branco", para se constatar que a grave enfermidade da xenofilia está a alastrar rapidamente pelo mundo ocidental!

É por estas e por outras que eu já não consigo sentir qualquer simpatia pelos esquerdalhistas... só não entendo porque é que não vão todos para África ou para o Médio Oriente, já que gostam tanto dos adoradores do profeta pedófilo...

FireHead disse...

Já não há nada a fazer em relação a essa gente. A doença da qual padece é incurável.