domingo, 10 de julho de 2016

Mais um toureiro que morre numa tourada

O toureiro espanhol Víctor Barrio, de 29 anos, foi mortalmente colhido por um touro que ele tentava matar numa corrida de touros em Teruel, na província espanhola de Aragão. O corno do touro atingiu as costas do Víctor, perfurando-o até ao peito.


Diz um provérbio que quem com ferro mata, com ferro morre. O toureiro estava onde estava porque queria. Já o touro nem por isso. Poder-se-á falar de legítima defesa por parte do animal?

8 comentários:

wind disse...

Deus me perdoe, mas foi bem feito!

Lura do Grilo disse...

Arriscou a vida e perdeu. O Podemos regozija-se com a morte do toureiro! Isto também não está certo.

João José Horta Nobre disse...

Até me doeu a mim!

FireHead disse...

Wind,

Pois, bem feito não digo, porque uma vida humana sempre é uma vida humana... mas quem semeia ventos, colhe tempestades.

FireHead disse...

Lura do Grilo,

Pois não, mas vindo do Podemos por acaso é alguma coisa de admirar??

FireHead disse...

João José Horta Nobre,

Serão os familiares e amigos do malogrado toureiro fãs das touradas? Se sim, continuam a ser fãs das touradas?

João José Horta Nobre disse...

«Serão os familiares e amigos do malogrado toureiro fãs das touradas? Se sim, continuam a ser fãs das touradas?»

Provavelmente vão até dizer que ele é um "mártir" por ter morrido na arena...

FireHead disse...

Isso de gostar das touradas parece ser uma doença. Há um toureiro espanhol que teve a sorte de não ter morrido (mas foi-lhe arrancado um olho) e depois de recuperado voltou a matar touros. Falei disso aqui no blogue.