quinta-feira, 14 de abril de 2016

Calçado ecológico

A empresa portuguesa NAE Vegan, sendo que NAE significa No Animal Exploitation ("Não à exploração animal"), lançou uns ténis feitos à base de fibras de folha de ananás em parceria com o Piñatex, uma empresa que trabalha com desperdícios agrícolas que sobram da colheita do ananás nas Filipinas. Segundo a marca portuguesa, estes ténis são impermeáveis, transpiráveis e anti-alérgicos, além de livres de emissões de dióxido de carbono. Para quem estiver interessado(a), o preço é 99 euros.

8 comentários:

Fatyly disse...

Devem ser bem confortáveis mas é demasiado caro para o meu bolso.

Beijos e um bom dia

wind disse...

Epá, desconfio dessas coisas, ainda por cima das Filipinas:)

Adilson disse...

É incrível como o "ecológico" recebe super esforços por parte das empresas. Será que vai demorar muito o "calçado humanitário"? Ah, lembrei! O negócio é reduzir a humanidade: então só devemos esperar pelo "calçado aborteiro"! Ah ah ah ah!

Até

FireHead disse...

Fatyly,

Para o meu bolso também é demasiado caro. :/

FireHead disse...

Wind,

O que é que tu tens contra as Filipinas, mulher?? :P

FireHead disse...

Adilson,

Bem, não é por nada, ainda que eu por vezes me passe com certos extremismos relacionados com a ecologia, não acho má ideia de forma alguma aproveitar melhor os recursos existentes. Não é por não ser um ecológico marrado da cabeça que vou passar a ser apoiante do desperdício e da poluição.

wind disse...

Fogo, Filipinas, exploração das crianças, prostituição infantil, etc...tu não andas neste mundo? lololol

FireHead disse...

Wind,

Eu sou deste mundo e inclusive já estive nas Filipinas, e mesmo na "Red Light District" de Manila, tendo visto muita coisa triste com os meus próprios olhos... Mas agora estares a dizer que desconfias duma empresa - que eu não sei se é ou não filipina - que trabalha com desperdícios agrícolas da Filipinas só porque nas Filipinas há turismo sexual, prostituição infantil, etc. é que não dá com nada. Há disso em muitos lugares do mundo e não é por isso que vamos pôr tudo o que vem desses lugares em causa, né?