domingo, 6 de março de 2016

Mais um «crime de honra» no Canadá

A família de assassinos: o filho Hamad Shafia, a mãe Tooba e o pai Mohammad
No Canadá, agora governado pelo esquerdista islamófilo do Justin Trudeau, uma família muçulmana de origem afegã foi condenada a uma pena mínima de 25 anos de prisão depois de em 2012 ter matado Rona Amir, de 50 anos, Zainab, de 19, Sahar, 17, e Geeti, 13. Estas, a primeira mulher e as três filhas de Mohammad, o chefe da família assassina, morreram porque recusaram-se a aceitar a tradição islâmica.

As vítimas: as três filhas e a primeira esposa de Mohammad
"Que Alá as amaldiçoe. Que o diabo cague nas suas campas", disse assim Mohammad que, juntamente com Hamad e Tooba, acusou-as de não serem modestas e de terem adoptado valores ocidentais. A família Shafia alegou também "diferenças culturais" e, claro, "islamofobia", como defesa e vai conseguir um novo julgamento depois de ter recorrido.

6 comentários:

Douglas Sulzbach disse...

Que nojo dessa porcaria de gente, o lugar deles é lá na Síria matando infieis, por que já não foram se tanto odeiam o Ocidente?

FireHead disse...

Estes muçulmanos vão para o Ocidente e levam com eles as suas culturas infra-humanas. E depois os ocidentais é que são acusados de islamofobia por não acharem graça nenhuma às irracionalidades muçulmanas.

Adilson disse...

Boa noite, meu nobre!

O que mais podemos dizer? O que mais? Isso tudo só pode ser uma bestialidade, não apenas do lado deles, como também do Ocidente. E aqui é que está a grande contradição: as bestas progressistas sempre acusaram o cristianismo de intolerante e obscurantista. Então, eles vêm e contribui para que as aberrações do islamismo se potencializasse a tão ponto que chega a ser insuportável. Não há explicação: o Ocidente foi transformado num experimento de engenharia social com a ajuda de políticos e intelectuais! O progressismo e o multiculturalismo são autodestrutivos!!!
Sem mais!

FireHead disse...

Nem por isso, meu caro. As bestas progressistas dizem antes que o islão é tão terrível como o Cristianismo e que o paganismo é que é bom, o ateísmo ou o agnosticismo idem aspas, e o quão bom seria uma civilização sem religiões, etc. etc. Há quem diga que ainda hoje em dia, no século XXI, haver religiões e suas influências é um retrocesso civilizacional. Retrocesso quê?? Não fosse a Igreja lá existiria a superior civilização ocidental? Ah, penso que compreendo: querem a civilização desumana, irracional, decadente?? Sim, para isso é preciso combater e destruir o Cristianismo para que ele deixe de ter influência... e depois irmos todos rumo à derrocada definitiva. Retrocesso civilizacional, certo?

Adilson disse...

Perfeito! Falastes bem!

FireHead disse...

Vejamos os progressos que o neopaganismo já conseguiu até hoje: "normalização" da homossexualidade, legalização do "casamento gay", da adopção de crianças por parte de "casais gays", o aborto e a eutanásia para lá caminha. Qualquer dia legaliza-se também o incesto, porque dois irmãos podem e devem poder amar-se como se não fossem irmãos, o animalismo, porque os homens e os animais têm todo o direito de se envolver amorosamente e cruzando espécies e gerando seres híbridos meio humanos meio animal, pois afinal de contas somos todos animais, e até mesmo a pedofilia porque a picha dos pedófilos não tem culpa nenhuma de ficar dura quando eles vêem uma criança do mesmo modo que os gays não têm culpa de serem gays. Depois virão outras coisas "importantes", como o regresso do infanticídio, sacrifício de virgens nos altares para agradar aos ídolos, de animais, etc.

Ah, não podemos comparar a homossexualidade com o incesto, o animalismo, a pedofilia, etc.?? Porque não? A homossexualidade também já foi considerada uma doença, um desvio, etc. etc. e agora já é uma coisa "normal". Portanto os incestuosos, os animalistas, os pedófilos, etc. só têm é de continuar agarrados à esperança que um dia há-de chegar a vez deles verem os seus direitos e desejos concretizados. O mundo anda é para a frente e não para trás, que isso das coisas antiquadas é do passado retrógrado, dos cristãos, dos conservadores, etc. O mundo evolui sempre, né? Agora é que o mundo está perfeito e porreiro. A Idade das Trevas já lá vai!

Enfim, verdadeiro retrocesso civilizacional...