sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Polícia reformado tenta travar assalto e foi baleado


Um polícia aposentado com cerca de 60 anos foi baleado na última noite de 2016 quando tentava, na Damaia, travar um assalto num minimercado na zona da Buraca por parte de um grupo de «jovens» armados com uma caçadeira de canos serrados. O ex-agente, que é o marido de uma funcionária que trabalha no minimercado, acabou por ser atingido na zona da face e na cabeça, tendo sido transportado para o Hospital de Santa Maria em estado grave. Os «jovens», ou melhor, os alógenos, conseguiram levar a gaveta da caixa registadora e estão a monte.
Infelizmente, com a justiça abrilesca existente em Portugal, os «jovens» dificilmente terão aquilo que andam a pedir...

6 comentários:

FireHead disse...

Não sobreviveu. Tornou-se mais uma vítima do multiculturalismo.

Islamohesterico disse...

como sabes se os assassinos era de cultura diferente a vitima?

oque sabe-se é que em versiculos do alcorão há muito ódio contra pessoas de raça branca ,e sendo os autores de origem racial africana é de esperar que sejam islamicos ou simpatizantes.

wind disse...

Coitado, não se devia ter metido:(

FireHead disse...

Islamohistérico: dedução. Na Damaia vivem muitos africanos e gente de origem africana. Além disso, pessoas entrevistadas garantiram que por lá é muito normal haver crimes. Só não querem é dizer o óbvio que é para não serem acusados de racismo. Quanto ao Alcorão, não é verdade que há ódio contra pessoas de raça branca, mas é um facto que para os verdadeiros muçulmanos os pretos são seres inferiores porque era assim que Maomé (QAMESE) via os pretos, daí ser deveras engraçado ainda hoje em dia haver muçulmanos pretos, ainda por cima imãs.

Wind: a mulher dele trabalha lá...

Anónimo disse...

é a igreja cristão tambem via não só os negros como tambem os indios como seres inferirores desprovidos de alma,no entnato o catolicismo hoje sobrevive graças a essa gente .

FireHead disse...

Anónimo,

Tens como comprovar este mito que os teus donos te ensinaram?