domingo, 3 de janeiro de 2016

O hino da PEGIDA

Vós sabeis qual é a canção que está em primeiro lugar na tabela de vendas lá na Alemanha? Não? É o hino da PEGIDA (Patriotische Europäer gegen die Islamisierung des Abendlandes - Patriotas Europeus Contra a Islamização do Ocidente), intitulado Gemeinsam sind wir stark! ("Juntos somos fortes!"), que destronou o mais recente trabalho da inglesa Adele, Hello. A canção está a ser vendida para financiar o grupo anti-islâmico e ajudar os sem-abrigo alemães.



Força, PEGIDA!!

6 comentários:

wind disse...

amanhã já começo a trabalhar:)

Lura do Grilo disse...

Força Pegida. Pelo direitos dos povos europeus viverem em paz na sua terra.

FireHead disse...

Wind,

Então desejo-te um bom regresso às aulas! Eu só volto para o batente dia 18, justo no dia de receber o ordenado. :)

FireHead disse...

Lura do Grilo,

E que a PEGIDA continue a apoiar Israel e a demonizar o nazismo que é para os anormais continuarem a acusar o grupo de ser... nazi.

João Alves disse...

Bem Haja Dr António Justo

É com grande apreço que vejo o amigo e compatriota a comentar o perigo da Invasão Islâmica da Europa…mais uma vez bem haja.
Muita portugueses não sabem, mas também em Portugal o Partido Nacional Renovador (www.pnr.pt) é único partido em Portugal que levanta a Voz contra a Invasão Islâmica, aconselho uma visita à página oficial e facebook do partido. Aqui deixo um link do que se passou ontem (13fev16):

https://www.facebook.com/PNR.Partido.Nacional.Renovador/

Mais o PNR é o único partido em Portugal que comemora na rua os feriados nacionais, tendo como ponto mais alto o 10 de Junho – Dia de Portugal, coisa que os outros partidos não fazem.

Sou militante e apoiante do PNR desde a sua fundação e convido-o a visitar-nos. Nunca votei noutro partido senão no PNR. É o único partido que defende Portugal e os Portugueses.

Infelizmente o boicote da comunicação social não permite uma maior exposição e divulgação do partido, mas tendo em conta os resultados eleitorais crescentes do PNR, acredito veemente que havemos de lá chegar.

Bem Haja
João
PNR

FireHead disse...

João Alves,

Está equivocado. Eu não sou o Dr. António Justo.