domingo, 10 de janeiro de 2016

Consequências da jihad sexual na véspera do Ano Novo


Afinal não houve só agressões sexuais a mulheres cometidas por muçulmanos imigrantes requerentes a asilo em Colónia, Hamburgo, Estugarda, Frankfurt, Bielefeld, Zurique e Helsínquia durante a passagem de ano. Também aconteceu o mesmo em Salzburgo, na Áustria, e em Kalmar, na Suécia! E vós sabeis qual é que é a melhor parte? As autoridades austríacas e suecas fizeram questão de camuflar o caso, como também aconteceu em Frankfurt, não fosse isso prejudicar a imagem dos «refugiados»!


Uma analista e professora norte-americana de nome Valerie Hudson, da Universidade A&M do Texas, disse, na revista Político, que o influxo maciço na Europa de jovens do sexo masculino solteiros levará a um desequilíbrio de género e por isso acontecerão provavelmente mais ataques sexuais em massa. Os crimes como agressões sexuais e violação tornam-se mais comuns nas sociedades «masculinizadas», enquanto piora a possibilidade de as mulheres viajarem sem medo. Além disso, aumenta também a busca pela prostituição. Já Christoph Becker, director-gerente do Hotel e Associação Restaurante de Colónia, afirmou o seguinte: "A maioria das pessoas costumava ter simpatia por eles (refugiados), mas isso está a mudar, pode ver-se nas atitudes das pessoas e ouvir-se no modo como falam dos refugiados".


Mas não tendes medo, mulheres do Ocidente! Países como a Noruega e a Bélgica têm a solução para o problema! Não, não é a deportação dos alógenos, mas sim cursos de "respeito pelas mulheres" administrados aos «refugiados», "absolutamente necessários, dado o elevado número de jovens (...) de uma cultura onde as relações com as mulheres são completamente diferentes do Ocidente".





Ah, vós sabeis de quem é que é a culpa por ter havido uma onda de agressões sexuais em Colónia? Da polícia! Sim, a culpa de ter havido mulheres que foram sexualmente molestadas é toda da polícia alemã, que não actuou como devia ter actuado, e até já querem a demissão do chefe da polícia local! Atribuir a culpa a quem de direito, isto é, aos cerca de mil homens "árabe e norte-africanos" ou, principalmente, a todos aqueles que, como a Angela Merkel, fizeram e continuam a fazer questão que os «refugiados» entrem indiscriminadamente pela Europa adentro está mas é quieto...


Outra coisa deveras engraçada é o facto de, na noite de passagem de ano, ter estado apenas 150 polícias nas ruas de Colónia para tentar travar os cerca de mil rapefugees e na mais recente manifestação da PEGIDA, o grupo patriota anti-islamização, terem estado mais de... 1700 polícias! 1700 bófias armados com canhões de água e carro blindados para travar uma manifestação de extrema-direita em Colónia contra os ataques sexuais cometidos por «refugiados» contra as mulheres! Mas andamos a brincar ou quê?


Em frente à catedral de Colónia, um grupo de feministas expressou-se contra a violência sexual que houve e também contra o... racismo! O que não faltou foram manifestantes feministas a dizerem para a TV que os «racistas», ou melhor, os «neonazis», estão a aproveitar-se agora do que aconteceu para propagar a sua agenda, pelo que é preciso também estar contra os tipos como os da PEGIDA, que, recordo, são anti-nazis e são pró-Israel como as diferentes ligas de defesa europeias.


Mas pronto, é a tal coisa, não podemos esperar que os crónicos aleijados mentais ou burros incuráveis consigam meter de uma vez por todas na porcaria da cabeça deles, dentro dos seus miolos do tamanho de ervinhas, que o Adolf Hitler era admirador do islão e que lamentava que os europeus não sejam adeptos dessa "religião guerreira".


Parece que a Merkel agora já tenciona expulsar «refugiados» criminosos... Vamos lá ver se é mesmo para valer...


Também se registaram manifestações anti-refugiados violadores em França, Bélgica e Áustria. As secções belga e holandesa da PEGIDA, os patriotas austríacos do Ein Prozent e o grupo francês Génération Identitaire insurgiram-se contra a loucura das fronteiras abertas e a consequente invasão alógena.

6 comentários:

RICARDO DA SILVA LIMA disse...

Até quando as "otoridades" alemãs vão ficar de braços cruzados?

Ou será que isto é feito de propósito, para destruir tais países? É uma hipótese a ser considerada, não acha, Firehead?

Bom domingo. :)

FireHead disse...

A entrada de hordas de imigrantes servem o grande capital apátrida, já li por aí que é isso...

Anónimo disse...

"Uma analista e professora norte-americana de nome Valerie Hudson, da Universidade A&M do Texas, disse, na revista Político, que o influxo maciço na Europa de jovens do sexo masculino solteiros levará a um desequilíbrio de género e por isso acontecerão provavelmente mais ataques sexuais em massa."

Se argumento fosse verdadeiro a china ,e não a africa do sul,seria campeã mundial de estupros.

Anónimo disse...

"A entrada de hordas de imigrantes servem o grande capital apátrida, já li por aí que é isso..."


engraçado que esse argumento não serve em israel.

Anónimo disse...

http://2.bp.blogspot.com/-Cue5CZV6Cw8/VpGcR6YVw5I/AAAAAAABJ1U/3n-b6imTLPQ/s1600/Montaje-armando-ok.jpg

mas porque se importa com a moça da foto uma vez que ela tambem é muçulmana(sim,muçulmana ,pois para ti todos com aparencia arabe são muçumanos)? não é tu que dizes que muçulmanos são o proprio diabo e que merecem tudo de ruim que lhe acontecem?
ora ,sejas coerentes ao menos uma vez na vida homem ,chega de tanta hipocrisia.


FireHead disse...

«Se argumento fosse verdadeiro a china ,e não a africa do sul,seria campeã mundial de estupros.»

Pois, mas parece que até é capaz de ser a Índia, um país altamente abalado pelo multiculturalismo e com um povo quase totalmente heterogéneo, né?? Ah, e o exemplo chinês também seria bastante pertinente para contrariar as tuas crenças...

«engraçado que esse argumento não serve em israel.»

Não existem muitos países de maioria judia com deputados árabes ou não-judeus no parlamento. Um argumento e pêras.

«mas porque se importa com a moça da foto uma vez que ela tambem é muçulmana(sim,muçulmana ,pois para ti todos com aparencia arabe são muçumanos)? não é tu que dizes que muçulmanos são o proprio diabo e que merecem tudo de ruim que lhe acontecem?»

De onde é que tu tiraste essa valente pérola de que para mim todos os árabes são muçulmanos, ó imbecil? Não existem árabes cristãos? E não, eu sempre disse que com os falsos muçulmanos posso eu bem! Portanto não andes para aí a inventar, seu songa-monga. Se queres ser parvo, vai para longe daqui.

«ora ,sejas coerentes ao menos uma vez na vida homem ,chega de tanta hipocrisia.»

Não sou eu que sou hipócrita, tu é que és uma besta!