domingo, 3 de janeiro de 2016

Bélgica: imigrantes e o espírito natalício

Este vídeo foi encontrado no Facebook. Parece que se trata de mais uma daquelas provas cabais de excelente integração por parte de imigrantes, quiçá muçulmanos?, em solo europeu, neste caso na Bélgica.

video

Então não se vê claramente que a árvore de Natal é islamofóbica?

4 comentários:

João José Horta Nobre disse...

Absolutamente delirante!

Anónimo disse...

apenas vandalismo de raças escuras provinientesao sul do equador ,nada tem a ver com religião-ate porque esses gajos de segunda,terceira e quarta geração não ligam nada a religião.


ou seria esse carro vandalizado pelo mesmo bando um simbolo religioso?
http://www.liveleak.com/view?i=7c0_1451633922

FireHead disse...

João José Horta Nobre,

Há gente que não acredita que a Bélgica está muito islamizada. Ainda há quem duvida, por exemplo, que em Bruxelas a população islâmica já representa 1/4 de toda a população da capital belga. Ah, e para compor o ramalhete, há também gente que não acredita na existência de no-go zones como por exemplo Molenbeek, que as próprias autoridades belgas já reconheceram tratar-se de uma zona... hmmm... "sensível".

FireHead disse...

Anónimo,

E se fossem raças já nascidas na Europa, ou seja, no hemisfério norte? Vais apelar às ascendências ancestrais delas, é? E se esses vândalos fossem brancos puros, puríssimos, com Pedigree a comprovar que são autenticamente brancos, etc.? Olha que nos manicómios e nas prisões não existem apenas espécimes de raças provenientes do sul do Equador.

Se és daqueles que associam raças à criminalidade então é porque és um totó.