quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Árabe mata israelita mãe de 6 filhos


No bairro judeu de Otniel, na cidade palestiniana de Hebron, uma israelita mãe de seis filhos (no meio na foto) foi barbaramente esfaqueada até à morte por um árabe muçulmano que invadiu a sua casa. Dafna Meir, uma enfermeira de 39 anos, tornou-se assim na primeira vítima mortal israelita da ira islâmica depois da morte da família Fogel em 2011.
Se fosse um israelita a matar um «palestiniano», aqui d'El Rey, né?

4 comentários:

wind disse...

Esta guerra entre os 2 países dura desde a 2ª guerra Mundial. Acho que não há nada mesmo a fazer!

FireHead disse...

Pois, mas o que as pessoas não querem enxergar é o facto da Palestina pertencer por direito a Israel e não a um povo árabe muçulmano que não é originariamente de lá. Aliás, se formos a ver, o Egipto também só é árabe hoje porque os árabes invadiram aquilo...

Anónimo disse...

"Se fosse um israelita a matar um «palestiniano», "

tu nem aqui noticiaria o hipocrita .

FireHead disse...

Sim porque para falar dos israelitas que morrem às mãos dos «palestinianos» estás cá tu para vibrares com isso, seu filho da puta.