sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Boas-vindas aos "refugiados" com cabeças de porco

Foram encontradas cabeças de porco à entrada de um centro para "refugiados" na localidade holandesa de Eschmarkerverld, perto da cidade de Enschede. A polícia local já avisou que os que fizeram essa gracinha anti-islâmica vão ser encontrados pelo "crime ambiental" que cometeram.


É engraçado as pessoas dizerem que nem todos os "refugiados" são muçulmanos. Ora bem, se forem cristãos, as cabeças de porco de certeza que não lhes afligirão (os cristãos que fogem por serem perseguidos pelos muçulmanos nas suas terras é que são verdadeiramente refugiados), e se são muçulmanos e a Europa não é um continente islâmico, então porque é que querem tanto ir para lá? Ah, já sei, é para islamizar, cometer atentados terroristas ou então simplesmente para parasitar às custas dos contribuintes. What else?

Quando estive em Londres fiquei com a sensação de que estava no Paquistão
Jihadista na Síria em 2013, refugiado sírio na Europa em 2015
"Chamar 'putas' às mulheres está ok", disse um muçulmano na Suécia
Quo vadis, Europa?

Sem comentários: