sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Bangladesh: muçulmanos matam padre


Na passada quarta-feira, três muçulmanos alvejaram mortalmente o padre italiano Piero Arolari na cidade bangladeshi de Dinajpur. O sacerdote de 57 anos ia de bicicleta para a igreja rezar a Missa quando foi atacado perto de uma paragem de autocarros, o que levou o bispo da cidade, Sebastian Tudo, a insurgir-se contra a violência que está a ser cometida por muçulmanos contra os cristãos. O Bangladesh tem sido palco de imensos ataques de "extremistas islâmicos", ataques esses que incluem assassinatos de blogueiros críticos do islão. O partido nacionalista do Bangladesh e o seu braço armado, a organização islâmica Jamaat-e-Islami, são muito certamente os responsáveis por este clima de terror.
Mais um crime da "religião da paz" que clama pela "tolerância" no Ocidente e que tem o apoio dos totós! De crimes como estes infelizmente os principais meios de comunicação não falam, vá lá saber-se porquê. Que o padre descanse em paz e que a comunidade católica do Bangladesh persista na fé e resista forte e firme à profetizada tribulação.

2 comentários:

wind disse...

Triste.

FireHead disse...

Os adeptos da "religião da paz" são mesmo assim. Se o islão é mesmo tão pacífico e não é nada disso então como é que pode haver tantos casos destes? Não é suposto isso acontecer muitíssimo poucas vezes?