sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Bangladesh: família cristã obrigada a fugir de casa


Uma família cristã foi obrigada a fugir de sua casa depois de um grupo de muçulmanos ter ateado fogo com o intuito de a queimar lá dentro no passado dia 5 de Novembro na aldeia de Kamarpara, distrito de Panchagarh, no norte do Bangladesh. O ataque aconteceu por volta da meia-noite e o fogo destruiu por completo a habitação. De acordo com a fundação católica Ajuda à Igreja que Sofre, tratou-se do segundo ataque contra os cristãos na aldeia no espaço de um ano. Os muçulmanos, que acusam os cristãos de "feitiçaria", querem roubar as propriedades dos cristãos, nomeadamente os terrenos agrícolas. 
O Bangladesh é um país de esmagadora maioria muçulmana, tendo apenas 0,2% de cristãos. Na classificação da perseguição religiosa deste ano, o país assume o 43.º lugar. Apesar de se considerar uma nação laica, o islamismo é claramente a religião oficial do Estado bangladeshi e o governo cede constantemente às pressões islâmicas que exigem a sharia. No ano passado, seis igrejas e uma escola cristãs foram destruídas.
Feitiçaria?? Como podem estes pagãos que adoram um ídolo lunar e dão, supersticiosamente, sete voltas ao meteorito de Meca, entre outras coisas, dizer uma barbaridade destas sobre a verdadeira religião?

E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições (Timóteo 3:12).

Sem comentários: