quinta-feira, 30 de junho de 2016

Um puto que não foi "poluído"

Ex-muçulmano diz que é preciso banir o islão para haver segurança


Ibn Q. al-Rasooli, um exilado iraquiano que abandonou o islão e que se debruçou sobre o estudo do islão e também do Cristianismo durante vários anos, disse, num programa de pastores protestantes americanos em directo a propósito do massacre de Orlando, que o atirador era gay e que procurava agradar a Alá matando outros gays e morrendo como mártir para conseguir as tais 72 virgens no paraíso. De acordo com Ibn Q. al-Rassoli, que está radicado no Reino Unido, todos os muçulmanos, mesmo os que se dizem «moderados», apoiam a jihad e querem a sharia. Os «moderados» mentem praticando a taqiyya (تقیة), isto é, a dissimulação islâmica que o próprio Maomé ensinou aos seus seguidores. O Barack Hussein Obama também não foi poupado: "Obama é tudo taqiyya. Ele mente para proteger o islão. Ele tem andado a mentir para proteger o islão há oito anos. Oito anos. Isto chama-se taqiyya".
Em baixo, duas intervenções de Ibn Q. al-Rassooli, que tem que andar mascarado em público por causa de possíveis represálias, feitas há uns anos atrás:

video

video

Saiba como poupar até 500 € por ano nas compras

Uma notícia interessante para quem está em Portugal:

Deco revela quais os supermercados mais baratos do país
Saber escolher o supermercado no momento de fazer as compras pode significar uma poupança considerável no final do ano. 
Para quem vive em Lisboa, a diferença entre fazer as compras do mês no Minipreço do Restelo ou no Continente do Vasco da Gama é de 501 euros ao ano. 
No distrito do Porto, o cenário é idêntico: entre ir ao Minipreço de Amorim (Póvoa de Varzim) ou ao Jumbo da Maia há um alívio de 412 euros no orçamento familiar, segundo a Deco. 
O estudo da associação de defesa dos consumidores aponta, contudo, que não é preciso ir fazer compras ao concelho vizinho para conseguir poupar. 
"Em Peniche, por exemplo, trocar o Pingo Doce pelo Minipreço traduz-se numa poupança anual de 62 euros", lê-se no estudo da Deco. E a distância entre estes dois supermercados é de apenas duzentos metros. 
No Restelo, a situação repete-se: trocar o Minipreço e andar os 600 metros que o separam do Supercor dá lugar a uma poupança anual de 287 euros. 
Em Coimbra, menos de um quilómetro e 161 euros por ano separam o Pingo Doce de Eiras do Pão de Açúcar também de Eiras. 
O Continente destrona a concorrência e é o mais barato em 16 dos 18 distritos. Esta liderança só é quebrada nos distritos de Porto e Setúbal, onde os preços do Jumbo são os mais baixos. A Deco salienta que "a concorrência é muito intensa". 

Como é que a Islândia saiu da crise?


Agora que ainda anda tudo maluco por causa do Brexit e também, a nível do Euro 2016, maravilhado com a prestação da selecção islandesa, estreante na fase final da competição, vale a pena trazer à tona um excelente artigo do ano passado sobre a maneira como a Islândia saiu da crise: não dando, precisamente, ouvidos à União Europeia, que queria que o país aplicasse medidas de austeridade para suportar a recuperação económica. Em 2008, a Islândia necessitou de recorrer ao FMI e em 2011 já estava a acabar o programa de ajustamento, cumprindo os objectivos com sucesso. A intenção era aderir à União Europeia, mas em 2014 as negociações foram, e bem, interrompidas por vontade da própria Islândia.
A população islandesa é das mais homogéneas da Europa e isso vê-se na selecção nacional islandesa - os islandeses descendem de um cruzamento étnico entre colonizadores vikings e celtas que foram levados para a ilha como escravos -, e a língua oficial, o islandês (íslenska), é a língua norueguesa do século XIV que não evoluiu. Como os islandeses são empenhados na preservação da sua língua nacional, também não é de admirar que eles também se preocupem em preservar a sua identidade nacional contra o globalismo, coisa que passaria a existir se a Islândia estivesse na União Europeia com a política de fronteiras abertas e cedência de parte da sua própria soberania a Bruxelas.

Notas soltas

Na Islândia há um antropólogo que diz que os elfos existem! O pagão Magnus Skarphedinsson, que tem uma "escola de elfos" na capital Reikjavik, da qual é o director, garante que essas personagens de lendas infantis e do mundo de fantasia aparecem a quem as souber ver. Estas vivem em grandes rochas, são seres bem mais pequenos que os humanos e normalmente não falam. Magnus, de 60 anos, acredita que os islandeses são mais receptivos aos elfos que os restantes povos devido ao facto do iluminismo ter chegado tarde demais à Islândia. "Em outros países, com a arrogância científica e a negação de tudo o que não se descobriu pelo seu método, dizem que as testemunhas são vítimas de alucinações", argumenta...

A Islândia é um dos países europeus com mais ateus. Já dizia muito
bem Gilbert K. Chesterton que os descrentes tendem a crer em tudo
Na Catalunha, o muçulmano convertido David Franco Portolés, que já chegou a ser detido no passado dia 8 de Abril por suspeita de pertencer à célula terrorista de Terrasa e por planear um atentado, foi o vogal numa mesa eleitoral durante as eleições legislativas em Espanha que deu uma nova vitória do Partido Popular liderado por Mariano Rajoy.

Eleições democráticas livres, por Alá! Allahu Akbar!!
Em Portugal, a Polícia Judiciária lançou uma mega-operação de combate ao tráfico de armas, efectuando mais de 40 buscas em alguns bairros problemáticos, ou bairros ditos sensíveis e de difícil entrada (ah, as no-go zones!), das zonas de Loures, Amadora e Leiria. Foram detidos 11 indivíduos, entre eles cadastrados pelo mesmo crime de posse de armas ilegais, e apreendidas dezenas de armas de vários calibres e munições.

Mais um episódio vibrante nos bairros problemáticos do Portugal pós-25 de Abril de 1974!
Em Rabo de Peixe, na ilha açoriana de São Miguel, uma mãe matou o seu próprio filho de três anos e imolou-se de seguida no seu carro. Débora Pimentel, de 37 anos, estava desesperada com a decisão do juiz que a obrigou a partilhar a guarda do filho com o ex-marido. Como não queria que o homem tivesse autorização para ver o filho, que também é dele, durante alguns dias da semana, Débora decidiu fazer o que fez.

Segunda consta, é a oitava morte de uma criança ao cuidado da mãe em Portugal este ano...
Foi assassinado mais um português na Venezuela: o comerciante Carlos Manuel Fernández Gouveia, que estava desaparecido desde o dia 23 de Maio. Segundo fontes policiais, o português de 42 anos foi sequestrado e assassinado por desconhecidos que lhe cortaram as mãos e também a cabeça. O cadáver só foi identificado graças a uma tatuagem. Carlos Gouveia foi o segundo português assassinado no fantástico país do falecido Hugo Chávez no espaço de duas semanas.

O cadáver do português foi encontrado no rio Guaire
No aeroporto internacional do Rio de Janeiro, Galeão, alguns agentes da polícia e bombeiros que reivindicavam melhores condições de trabalho e o pagamento dos ordenados em atraso anunciaram o "Inferno" espantando os turistas. A coisa está tão preta por lá que já foi anunciado pelo polémico governador interino da cidade, Francisco Dornelles, que as forças de segurança poderão ficar paralisadas no fim desta semana porque nem sequer há dinheiro para abastecer o combustível. Os representantes dos hotéis, restaurantes, agências de viagens e outros sectores económicos mais directamente ligados ao turismo já começaram a ficar preocupados e não é pouco.

E os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro começam no dia 5 de Agosto...
Ainda no Brasil, a Miss Brasil de 2004, Fabiane Niclotti, de 31 anos, foi encontrada morta em sua casa em cima da cama na terça-feira. A representante do Rio Grande do Sul era estagiária no Tribunal de Justiça desse Estado brasileiro e estaria com uma depressão.

E assim se perdeu mais uma beldade neste mundo...
Na Bielorússia, muitos trabalhadores foram trabalhar completamente nus depois do presidente bielorusso, Aleksandr Grigorievitch Lukashenko, ter cometido uma gafe num discurso trocando as palavras "melhorar" (razvivatsa) e "despir" (rasdevasta). "Vocês sabem o que fazer, como fazer, que objectivos atingir... A nossa vida resume-se a duas coisas: despir e trabalhar", disse Lukashenko. Os bielorussos não perdoaram o erro e fizeram exactamente o que Lukashenko lhes pediu, nascendo assim uma verdadeira "epidemia do naturismo" na Bielorrússia...

Mas então os gajos preferem olhar para o PC em vez de olharem para a colega?
O árbitro da final da Copa América Centenário, o brasileiro Héber Roberto Lopes, de 43 anos, foi às prostitutas depois do jogo e poderá agora estar tramado. De acordo com o sítio Líbero, do Peru, as prostitutas são chilenas - o Chile derrotou a Argentina e venceu a final - e em 2005 o árbitro já tinha sido afastado da arbitragem depois de se ter envolvido num escândalo de compra de resultados que ocorreu no campeonato brasileiro.

Depois da vergonhosa arbitragem na final, o alívio dos tomates
O futebol chinês ganhou mais um craque internacional: o avançado brasileiro Hulk, nom de guerre de Givanildo Vieira de Sousa. O jogador de 29 anos, que saiu do Zenit de São Petersburgo, vai actuar no Shanghai SIPG, clube que pagou 55 milhões de euros pelo seu passe, e auferir anualmente 11 milhões de euros. O Shanghai SIPG, orientado pelo sueco Sven Göran Eriksson, está em quarto lugar do campeonato com menos 12 pontos que o líder, o pentacampeão chinês e bicampeão asiático Guangzhou Evergrande, treinado por Luiz Felipe Scolari.

Hulk tornou-se assim na nova contratação mais cara do futebol chinês

«Lagarto, a tua mãe de quatro, a tua mãe de quatro!»

Ricardinho, o capitão da selecção portuguesa de futsal que actua nos espanhóis do Movistar, gozou com os sportinguistas quando estava com três amigos numa piscina...

video

... e depois o melhor jogador de futsal do mundo veio pedir desculpas pelo sucedido:

video

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Mariana: Contabilidade e Falta de Senso


A imagem que tenho da Mariana Mortágua é a de alguém que consegue dizer os maiores absurdos mantendo uma calma olímpica. A Mariana faz afirmações aparentemente fundamentadas. A forma como o diz faz com que se acredite e muita gente quer mesmo acreditar nela. Mas a verdade é que das poucas vezes que tentei confirmar afirmações quantificadas feitas pela Mariana nada batia certo.
Vem isto a propósito de um artigo que a Mariana publicou há uns dias no JN chamado Caixa: Sensibilidade e Bom Senso, já aqui referido pelo Gabriel. 
Um dos primeiros parágrafos reza assim:

“A necessidade de recapitalização da Caixa é normal. A crise desvalorizou os activos e as exigências regulatórias de capital apertaram muito. O BPI (9% dos activos do sistema), reforçou o seu capital em 1400 milhões. O BCP (15% dos activos) reforçou em 4500 milhões. A Caixa (24% dos activos) aumentou o capital em 850 milhões. O accionista único da CGD, o Estado, recebeu 2700 milhões em dividendos na década antes da crise. Agora deverá também recapitalizar o seu banco.” 

Quando li isto, devo ter feito uma expressão de surpresa interrogativa, do género “mas onde é que eles vão desencantar estes números?” Só podem ser inventados. Virei a página e rapidamente esqueci. São tantas e tantas as invenções que nos surgem daqueles lados que era apenas mais um cão a morder um homem. Mas hoje vi um debate em que a Mariana Mortágua, com ar doutoral, plena de sapiência, cada vez mais arrogante, despejou todos estes números outra vez – leu o parágrafo – em debate com Adolfo Mesquita Nunes. Este, sempre bem educado, contestou apenas levemente o caso do BPI e recordou que o Estado meteu mais na CGD em aumentos de capital do que o que recebeu de dividendos. 
O Adolfo tem razão. Os números da Mariana não fazem nenhum sentido. O BPI não reforçou o seu capital em 1400 milhões coisa nenhuma. O BPI reforçou o seu capital em 200 milhões de euros, em 2012 e converteu 110 milhões de dívida subordinada em capital em 2013. Total: 330 milhões. Muito longe dos 1400 que a Mariana sugeriu. O empréstimo do Estado (CoCos) no montante de 1500 milhões de euros já foi reembolsado na íntegra. E durante este período (desde 2011) pagou quase 170 milhões de juros dos CoCos ao Estado, outro tanto de IRC e ainda teve que contribuir com 60 milhões para os fundos de resolução e de garantia. Ou seja, pagou ao Estado mais do que aquilo que reforçou em capital. 
Disse a Mariana que a Caixa aumentou o capital em 850 milhões. Também não, Mariana. Também não. Desde 2011, o Estado aumentou o capital da Caixa em 750 milhões e deu-lhes mais 900 milhões de CoCos que não pagou nem quer pagar. Pretende convertê-los em capital. 
Em resumo, nestes anos a Caixa recebeu 1650 milhões de euros dos contribuintes. Mas não fica por aqui. A Parpública, empresa pública, comprou à Caixa as participações na EDP por 960 milhões de euros. E durante estes 4 anos, a Caixa tem alienado participações a bom ritmo. A mais relevante foi a venda do grupo segurador por 1000 milhões de euros. Mas depois de tudo isto, ainda faltam 4000 milhões. 
A Mariana não acerta uma. E também não acertou esta: 

“O accionista único da CGD, o Estado, recebeu 2700 milhões em dividendos na década antes da crise.” 

A sério, Mariana? Os contribuintes portugueses foram bafejados com este sucesso empresarial? Vamos lá ver. A década anterior. 


Numa década em que os contribuintes deram à CGD 3572 milhões de euros, esta teve a gentileza de devolver-lhes 2482 milhões. 
Afinal, Mariana, os 2700 milhões que o Estado recebeu são 1100 milhões que o Estado pagou. E isto na década de ouro da banca, enquanto o Bloco gritava nas ruas contra os lucros milionários da banca. Lembra-se? 
Isto quando era bom. Quando passou a ser mau, foi assim: 


Nestes 6 anos, os contribuintes dão à CGD 5 650 milhões de euros. A CGD devolve aos contribuintes um saco cheio de palavras sobre as virtudes da banca pública. 
Para a Mariana, importante é a forma como se diz. Essa forma é excelente. O conteúdo é zero. 
E não venham dizer que isto não merece uma CPI. Merece sim. Merece.


jcd in Blasfémias

UE vai propor sanções a Portugal e Espanha!


Sim, é isso mesmo, com multa pesada e com suspensão temporária de fundos comunitários por incumprimento do Pacto de Estabilidade e Crescimento, diz aqui. Quem não gostou nada disso é a Catarina Martins, a líder do Bloco de Estrume, que já exigiu a realização de um referendo à permanência de Portugal na União Europeia (mas isso não é coisa de nacionalistas ou patriotas, ou seja, de «xenófobos» e «racistas», hem?) caso Portugal seja mesmo penalizado. Diz ela que a "sanção inédita" é "inaceitável e provocatória", sendo uma "declaração de guerra". O problema é que o governo (não-eleito), como é constituído maioritariamente por súcias e o socialismo é pró-integração europeia, já garantiu que não vai haver referendo coisa nenhuma, que isso é só para os que são verdadeiros adeptos da democracia e há que ter medo da vontade popular, sobretudo depois do que aconteceu no Reino Unido. Aliás, o próprio António Costa agora até já defende o legado do governo anterior dizendo que seria injusto acusá-lo de falta de empenho na consolidação das contas públicas, gerando o aplauso da Direita parlamentar.
Pois é, ao que nós chegámos! Como é que vai a gerigonça aguentar-se nos próximos tempos?

Os cidadãos comunitários já estão a ser vítimas do «racismo» pós-Brexit!


Diz esta fonte brasileira que lá no Reino Unido a comunidade polaca, a comunidade estrangeira mais numerosa dos países da União Europeia, já virou alvo de «racismo» (sim, isso mesmo, «racismo»). O primeiro-ministro, que já é demissionário, David Cameron e o mayor de Londres, Sadiq Khan, já condenaram os episódios «racistas» que envolveram a vandalização do Centro Cultural Polaco no bairro de Hammersmith no dia 27. "Temos de ser absolutamente claros que este governo não tolerará a intolerância", afirmou a porta-voz de Cameron, que condenou "os incidentes que vimos em todo o país durante o fim-de-semana, nos quais os imigrantes foram intimidados e ouviram que deveriam voltar para casa". Diz o Jornal de Negócios que também os portugueses, entre outros cidadãos estrangeiros, foram vítimas de ataques «racistas» após o referendo, o que já fez preocupar a maçónica ONU. Entretanto, a língua inglesa, que é a língua internacional, pode deixar de ser uma das línguas oficiais da União Europeia como uma consequência legal do Brexit.
Acho bem que o inglês deixe de ser uma das línguas oficiais da União Europeia. E é bom também que não se tolere os intolerantes (e um bom entendedor sabe a que tipo de pessoas é que eu me refiro), o problema é que a intolerância só existe, de acordo com o pensamento politicamente correcto, de um só lado. Já agora, de que raça são os polacos (recordemos que a Polónia é governada por forças nacionalistas) para poderem ser vítimas de racismo lá no Reino Unido? Será que são os negros ou os amarelos que lhes estão a fazer a vida negra para poder haver racismo?

Macau: bófia deteve menor por falta de BIR

A filha menor de uma residente permanente de Macau foi detida pela PSP por não trazer com ela o BIR (Bilhete de Identidade de Residente). Julene Goitia Soares, a mãe da Ariana, de 13 anos e sem conhecimentos de chinês, queixou-se do comportamento da PSP alegando que a menor foi tratada de forma "traumatizante" dentro duma carrinha das Forças de Segurança. O incidente foi na Rotunda Ferreira do Amaral durante a tarde de anteontem quando Ariana viajava num autocarro da Taipa para se encontrar com a mãe que estava a trabalhar. "Uma polícia virou-se para a minha filha e disse-lhe: Passport. Ela disse que tinha BIR, mas que estava comigo e pediu para me ligar, tudo em inglês. Como eu não atendi, ela ligou ao pai e enquanto começou a falar ao telefone, a polícia pegou no braço dela e colocou-a fora do autocarro, para a meter na carrinha", contou Julene ao jornal Ponto Final. "Nessa altura, a minha filha disse que só tinha 13 anos. Mas eles não quiseram saber e meteram-na na carrinha com outros chineses, que acho que também não tinham BIR nem outros documentos". Depois de falar com a filha, o pai de Ariana ligou para a Julene, que foi ao local com o BIR da filha, que diz guardar consigo por precaução, uma vez que tem medo que os filhos menores percam os seus documentos: "Comecei a perguntar quem é que tinha prendido a minha filha. Depois um polícia disse-me que se eu não me acalmasse que não falava comigo. Respondi-lhe que não conseguia ficar calma depois de ter recebido uma chamada assim. Perguntei o que se passava com a minha filha. Porque é que ela estava na carrinha sempre a chorar e ninguém estava com ela, nem uma agente feminina para lhe fazer companhia, enquanto ela chorava ali sozinha no meio de homens adultos. Fiz a pergunta e eles ainda me disseram: 'Qual é o problema?'. O polícia de quem tirei foto, que está em pé na carrinha, até gozou com a minha filha. Estava-se a rir porque ela estava a chorar. Para uma criança é traumatizante a maneira como eles tratam as pessoas". Depois de lhes mostrar o BIR da Ariana, Julene ainda pediu aos agentes para se identificarem para assim poder apresentar queixa contra eles, mas tal foi-lhe negado. Julene ligou então para o Comissariado da Polícia contando "tudo o que se passou e eles disseram que iam abrir o processo" e que depois lhe iam dar a resposta dentro de 45 dias.

Mais um atentado islâmico na Turquia


Desta vez cometido por três bombistas suicidas em Istambul, antiga Constantinopla, vitimando pelo menos 36 pessoas, na sua maioria de nacionalidade turca. Há ainda mais de 140 feridos, alguns em estado grave. O Estado Islâmico ainda não reivindicou a autoria do atentado.

«Não explorem Orlando»

O Estado Islâmico lançou um novo vídeo de propaganda, com um jihadista que se supõe ser francês (ou «francês») a enaltecer o feito do muçulmano Omar Mateen, que matou 49 pessoas num bar gay em Orlando, e também Larossi Abballa, o muçulmano «francês» que matou o agente da polícia Jean-Baptiste Salvaing, a sua mulher e o seu filho em Paris. Ao colo do jihadista pode-se ver uma criança.



Por falar no massacre de Orlando, lá na Alemanha os liberais continuam a amuar-se quando lhes dizem que é assim que os verdadeiros muçulmanos tratam os gays. O activista e blogueiro anti-islâmico alemão Michael Stürzenberger, membro do pequeno partido político Die Freiheit (A Liberdade) e conhecido pelos seus discursos públicos sobre o perigo da islamização (ele é um investigador e estudioso do islão), que o diga.

video

É bom saber que é conversando como gente civilizada que nos entendemos, não é assim, Michael Stürzenberger, ó seu «incendiário»?

terça-feira, 28 de junho de 2016

Sobrevivente gay de Orlando diz que vai mudar a sua vida e voltar para a Igreja

video

O porto-riquenho Ángel Colón, um dos sobreviventes gays do massacre de Orlando, levou seis tiros e foi hospitalizado no Orlando Regional Medical Center. "Eu não sei, mas pela glória de Deus, ele (Omar Mateen) disparou na minha cabeça mas acertou na minha mão e depois disparou novamente e acertou no lado do meu quadril", disse Ángel. "Senhor não deixe que eu morra nesse momento, nesta condição", suplicou na altura, desesperado. Agora afirma que mudará de vida e voltará para a Igreja porque "notou que Deus o livrou e lhe deu outra oportunidade".

Porque será que 1 em cada 2 alemães sente-se às vezes estrangeiro na Alemanha?


Segundo o Alerta Digital, que citou um estudo da Universidade de Leipzig e de várias fundações no passado dia 15, um alemão em cada dois sente-se "às vezes como um estrangeiro" no seu próprio país por causa da presença de "numerosos muçulmanos". Em 2014, 43% dos alemães tinha essa sensação de sentir-se estrangeiro; agora quem assim pensa já alcança os 50%. 41,4% das pessoas interrogadas estima que "deveria proibir-se a entrada aos muçulmanos" na Alemanha (36,6% em 2014). Um alemão em cada três (33,8%) estima inclusivamente que o seu país, que acolheu em 2015 mais de um milhão de refugiados, está "invadido" por estrangeiros "de forma perigosa". Uma maioria de alemães (59,9%) crê que os refugiados não são realmente perseguidos nos seus países de origem e 32,1% considera que essas pessoas querem aproveitar-se das ajudas sociais.
Por outras palavras, de acordo com esse estudo, e à luz do politicamente correcto, metade dos alemães é "islamofóbica", "racista" e "xenófoba"...
Já agora, seguem-se alguns vídeos antigos que eu já tinha chegado a colocar aqui no blogue em tempo oportuno e que dão razão a essa metade dos alemães que se sente estrangeira na sua própria terra:

Imigrantes avisam que os alemães serão minoria na Alemanha:

video

Violência islâmica nas escolas alemães:

video

A opinião dos "muçulmanos integrados" sobre os alemães:

video

Muçulmano diz abertamente a alemão que o islão vai dominar a Alemanha:

video

Holanda: «jovens» infernizam Veghel

No município holandês de Veghel andam uns quantos «jovens» norte-africanos já há seis anos a fazer a vida negra aos residentes, em particular os mais velhos, deixando-os com medo de sair de casa. Segundo relatos, os «jovens» até desafiam a polícia com muito gosto.

video

E depois como é que querem os idiotas úteis adeptos do politicamente correcto que os holandeses não votem no Partido da Liberdade do anti-islâmico Geert Wilders?

«Vou-me certificar que nós vos bombardeamos»

O jornalista de Los Angeles Tony Vera falou com uma muçulmana (uma refugiada somali, será?) de cabeça embrulhada que é anti-Trump e que fez umas ameaças terroristas no aeroporto LAX. Ela disse também que os homossexuais merecem morrer, que os actos terroristas cometidos por muçulmanos representam a vontade de Alá e que o ídolo lunar do paganismo árabe de Meca destruirá a América. Acabou detida pela polícia.

video

Com toda a certeza que a rapariga é apenas e só mais uma maluquinha que anda por aí à solta, pois todos nós sabemos que o islão prega a paz e o amor...

«O Brexit é apenas o começo»

A juíza americana Jeanine Pirro, católica de 65 anos e de ascendência árabe libanesa, não tem dúvidas: depois do Brexit, Donald Trump vai ser o próximo presidente americano contra a maçónica Nova Ordem Mundial que os "gatos gordos" de Washington e Bruxelas querem!

video

Euro 2016: 2.º Brexit!

Oitavos-de-final: Itália 2 X 0 Espanha
A Itália despachou a selecção bicampeã europeia no Estádio de França. Ao contrário do que muitos estariam à espera, foi a squadra azurra que entrou a dominar e a trocar melhor a bola e a Espanha a jogar na expectativa. Foi sem surpresa que Giorgio Chiellini abriu a contagem a favor dos transalpinos aos 33' numa recarga. Já nos instantes finais, e depois do guardião espanhol De Gea ter brilhado, o capitão e guarda-redes italiano, Gianluigi Buffon, evitou de forma brilhante o empate. A Itália só suspirou de alívio quando, pouco antes do apito final, Graziano Pellè marcou e acabou com o sofrimento. Agora é com a Alemanha no dia 2.

Oitavos-de-final: Inglaterra 1 X 2 Islândia
Surpresa em Nice, mais precisamente no Allianz Riviera: houve um segundo Brexit! Ok, é verdade que o País de Gales ainda está na competição, mas sei que vós entendestes o que eu quero dizer com isso: a Inglaterra foi surpreendemente eliminada pela Islândia, que não faz parte da União Europeia e cujo povo é dos mais etnicamente homogéneos do velho continente, por 1-2! Os súbditos de "sua majestade" ainda estiveram em vantagem logo aos 4', através de um penálti superiormente convertido por Wayne Rooney, de ascendência irlandesa, mas os bravos islandeses, quais vikings, deram a volta ao marcador com golos de Ragnar Sigurðsson, dois minutos depois, e de Kolbeinn Sigþórsson, marcando assim encontro nos quartos-de-final com a anfitriã França no dia 3.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Chile revalida título de campeão da Copa América

video

Tal como aconteceu no ano passado, o Chile venceu a final da Copa América à Argentina, e novamente na lotaria das grandes penalidades, desta vez por 4-2 após um nulo durante os 120 minutos de jogo. Em Nova Jérsia, Lionel Messi, que brilhou durante toda a Copa América Centenário, voltou uma vez mais a decepcionar no fim ao falhar o seu castigo máximo e acabou por carregar todo o peso da derrota argentina em mais uma final - já lá vão sete desde 1993: quatro vezes na Copa América, duas na Taça das Confederações e uma no Mundial. No fim do jogo, a tristeza de Messi ofuscou os festejos chilenos: o astro argentino sentou-se no banco dos suplentes, chorou e foi confortado pelos seus colegas e até alguns adversários.
A próxima Copa América será realizada no Brasil em 2019.

Euro 2016: Bélgica e Alemanha goleiam

Oitavos-de-final: França 2 X 1 República da Irlanda
A França esteve a perder praticamente desde o início do jogo frente à República da Irlanda, golo apontado por Robbie Brady de grande penalidade, mas logrou operar a reviravolta no marcador na segunda parte através de Antoine Griezmann, jogador de 25 anos e de ascendência germânica da Alsácia que actua no Atlético de Madrid, que bisou em apenas quatro minutos.

Oitavos-de-final: Alemanha 3 X 0 Eslováquia
A Alemanha finalmente mostrou de forma convincente o porquê de ser a actual campeã do mundo ao golear a Eslováquia por 3-0, no Estádio Pierre-Mauroy. Logo aos 8 minutos, Jérôme Boateng, filho de pai ganês e de mãe alemã, disparou um forte remate que só acabou nas redes da baliza à guarda de Matúš Kozáčik. Depois, perto do apito para o intervalo, o hispano-alemão Mario Gomez ampliou a vantagem e, no segundo tempo, o endiabrado Julian Draxler confirmou a superioridade alemã. O médio Mesut Özil, de origem turca, ainda desperdiçou uma grande penalidade quando estava 1-0.

Oitavos-de-final: Hungria 0 X 4 Bélgica
A Bélgica esmagou a Hungria, do grupo de Portugal, por expressivos 4-0 e já tem o jogo dos quartos-de-final marcado com o País de Gales para o dia 1 de Julho. No Estádio Municipal de Toulouse, os belgas, considerados favoritos à vitória final neste Euro 2016, demonstraram uma grande autoridade e chegaram com naturalidade aos golos por intermédio de Toby Alderweireld, Michy Batshuayi, o tal belga de origem africana que se dizia por aí que o Benfica queria contratar já há uns anos atrás, Eden Hazard (magnífico golo!) e Yannick Ferreira Carrasco, de ascendência portuguesa e espanhola.

'Selfie' para um 'site' de pregnofilia!


Ai as selfies! O que é que seria deste mundo sem as selfies? Como é que terão sobrevivido os nossos pais e avós sem os selfies, pá?? Ainda por cima selfies que vão parar à net? Pois, então não é que várias selfies da blogueira americana Meg Irland, de 25 anos e conhecida por partilhar conselhos sobre a maternidade, a saúde e a alimentação, foram parar a sites pornográficos para quem tem fetiche por mulheres grávidas, ou seja, gente pregnófila? "Vejo tantas mulheres a partilharem fotografias da barriga e agora percebo que podem acabar nas mãos erradas", escreveu a rapariga, do blogue ShutUpMeg, nas redes sociais. "Vi coisas terríveis no site pornográfico. Gente a partilhar fotografias da própria mulher grávida com um desconhecido, fotografias da cunhada e da irmã. Até mulheres a divulgarem fotos de colegas de trabalho grávidas!", contou, afirmando que vai ter mais cuidado na partilha de fotografias pessoais e deixando um aviso que é válido para qualquer utilizador de uma rede social: "Por favor tenham cuidado com quem vos adiciona como amigo ou vos segue. Não tenham medo de dizer que não e bloquear essa pessoa, se vos parecer suspeito".
Fica dada a dica de quem gosta de tirar selfies e colocá-las na net para que os outros as possam ver.

A família multicultural Jolie-Pitt


A família fundada pelos actores americanos Brad Pitt e Angelina Jolie é composta por oito pessoas: os dois adultos, os três filhos biológicos - Shiloh Nouvel (10 anos) e os gémeos Knox Leon e Vivienne Marcheline (7) - e os três filhos adoptivos - o cambojano Maddox Chivan (14), o vietnamita Pax Thien (12) e a etíope Zahara Marley (11). Instado a falar sobre o cenário multicultural presente em sua casa, Angelina Jolie, de 41 anos, disse à BBC Radio 4 que nenhum dos seus filhos pretende seguir a carreira artística dos pais, tendo cada um deles personalidade e aspirações diferentes. "Acredito que eles gostam do processo cinematográfico, mas atrás das câmaras. O Maddox gosta de edição e o Pax adora música", contou a actriz que está junta com o Brad Pitt, de 52 anos, desde 2005. Os menores estão inscritos no sistema de escolaridade francês, o que lhes permite seguir um programa internacional em qualquer ponto do mundo, uma vez que, por motivos profissionais, nem sempre é possível que estejam nos Estados Unidos sendo a sua escolaridade assegurada por professores particulares que dão aulas quando estes não podem ir à escola.

A Espanha volta a eleger o PP


Os espanhóis querem mesmo que Mariano Rajoy, líder do Partido Popular (PP), continue a ser o primeiro-ministro de Espanha: desta vez, nas novas eleições legislativas depois de Dezembro passado, o PP reforçou o apoio popular vencendo com 33% dos votos e aumentando 14 deputados. Os súcias do PSOE, liderados por Pedro Sánchez, ficaram em segundo, ao contrário do que indicavam as previsões que diziam que os extremoesquerdistas Unidos Podemos (o Bloco de Esterco ou o Syriza lá de Espanha) é que ficariam em segundo, mas mesmo assim perdeu cinco deputados. "Ganhámos e reclamamos o direito a governar", afirmou o primeiro-ministro na reacção aos resultados. Rajoy, depois de um longo elogio ao PP, sublinhou que a partir de hoje está disponível para "falar com todos (os partidos), com o único objectivo de defender os interesses de Espanha e dos espanhóis". Já Sánchez acusou o líder do Podemos, Pablo Iglesias, de ter perdido a oportunidade de acabar com o governo do PP por preferir pôr em primeiro lugar os seus interesses pessoais. "Os resultados não são satisfatórios. É um momento para reflectir", lamentou Pablo Iglesias, desiludido com o terceiro lugar.
Como em Portugal, onde a maioria dos eleitores votou na coligação de Direita "Portugal à Frente", os eleitores espanhóis também têm juízo. O problema é que as geringonças existem para dar cabo de tudo...

Arraial de São João 2016

Cartaz promocional do Arraial de São João 2016
Decorreu no fim-de-semana passado mais um arraial de São João no bairro de São Lázaro. Este ano o certame atraiu mais público do que nas edições anteriores, com os organizadores convictos de que as bases necessárias para aumentar a dimensão da popular festividade já estão criadas.

O Arraial de São João deste ano teve um balanço bastante positivo
A festa tem atraído, ao longo dos anos, pessoas doutras culturas
Os "Fúria do Açucar" ajudaram a animar os dois dias mesmo reduzidos a três unidades
Sardinhas, frango e bifanas que sabem sempre bem nesta altura do ano
São Pedro ainda abriu um bocadinho a torneira no domingo, apenas para abençoar

domingo, 26 de junho de 2016

Dúvidas existenciais

O Papa voltou a falar do genocídio de cristãos arménios cometido pelos muçulmanos otomanos

O Papa Francisco, que está na Arménia para uma visita de três dias, não deixou de visitar o Memorial do Genocídio. A Arménia é o primeiro país ocidental a adoptar o Cristianismo como religião de Estado, no ano 301.

Reacções nacionalistas/patriotas ao Brexit

video
Paul Joseph Watson diz que o Brexit é uma vitória sobre o establishment

video
"Brexit: o que aconteceu? O que vem a seguir?" (Black Pigeon Speaks)

video
Frente Nacional, Partido da Liberdade e Liga Norte também querem referendos

Em Portugal, os camaradas do PNR parabenizaram os britânicos que estão
contra a política de portas escancaradas, a imigração descontrolada e o
totalitarismo de Bruxelas, ao mesmo tempo que querem convocar um Pexit
Donald Trump afirmou que o Brexit é "uma coisa fantástica" e que
o Reino Unido finalmente "tomou de novo as rédeas do seu país"
É isto que os defensores da maçónica União Europeia defendem
Será que o Brexit foi o pontapé de saída para o fim da maçónica União Europeia?