quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Breves (02/10/16 - 05/10/16)


De acordo com o Speisa, afinal as teorias da conspiração sobre a existência de uma vontade política em promover a destruição da homogeneidade das nações europeias através da imigração maciça têm fundamento: o próprio chefe para a migração da ONU e também presidente não-executivo do banco Goldman Sachs, Peter Sutherland, afirmou que a União Europeia deve fazer o seu melhor para acabar com a homogeneidade dos seus Estados-membros porque a prosperidade deles depende da multiculturalidade!


A Hungria realizou um referendo para saber se a sua população quer aceitar refugiados e o resultado foi um rotundo "não", com 98% das pessoas a manifestarem-se contra as regras impostas pela União Europeia. Acontece que o referendo não é considerado válido porque a participação foi inferior a 50%, o que fez com que líderes europeus como o António Costa ficassem aliviados. Nada que um novo referendo com uma maior participação não resolveria, embora ache estranho que em Portugal haja quem considere que a invalidade do referendo húngaro é uma coisa "positiva" quando a despenalização da interrupção voluntária da gravidez foi decidida com os votos a favor numa participação de 43,57% (fonte aqui, com agradecimentos ao camarada Afonso de Portugal)...


Na Colômbia, a população rejeitou num referendo o acordo de paz entre o governo e as FARC, que é, como todos nós sabemos, um grupo terrorista ligado ao Partido Comunista Colombiano. Apesar dos colombianos terem rejeitado uma paz podre e a possibilidade de os comunas ganharem assentos no Congresso para terem participação política, tanto o governo como as FARC já garantiram que vão continuar com o cessar-fogo definitivo que já tinha sido acordado entre ambas as partes.


Informa o Metro que, lá em Detroit dos EUA, um veterano da Segunda Grande Guerra, Paul Monchnik, de 91 anos, foi assassinado pelo jovem afro-americano George Steward, de 18 anos, que já foi condenado a uma pena de cadeia de entre 30 e 60 anos por não se ter preocupado com o facto de White Lives Matter...


Ainda lá nos States, diz o Right Wing News que o adolescente Brian Ogle, de 17 anos, foi brutalmente espancado por um grupo de estudantes negros depois de ter criado e colocado um vídeo sobre o Blue Lives Matter (um movimento pró-polícia que surgiu em 2014) nas redes sociais. Brian está agora num estado crítico e a sua mãe exige que a justiça seja feita...


No Brasil, uma mãe rapou o cabelo da sua filha adolescente como forma de castigo e filmou o acontecimento para o colocar nas redes sociais, o que tornou-se viral. Tudo porque a rapariga gozava com uma colega que estava careca por estar a fazer quimioterapia, logo podemos concluir que a mulher esteve muito bem.


Faleceu uma das maiores glórias do futebol português: o 'Velho Capitão' Mário Wilson. O antigo jogador do Sporting e da Académica e antigo treinador de vários clubes, entre eles o Benfica, faleceu a poucos dias de completar 87 anos vítima de uma pneumonia. Para a história fica a personalidade ímpar, que cativou toda as pessoas que o conheceram, do luso-moçambicano que era neto de um comerciante americano, Henry Wilson, e de uma princesa moçambicana filha de um dos primeiros régulos (chefes tribais) da região do Catembe.


O Benfica goleou o Feirense no domingo e reafirmou a liderança na Liga NOS devido ao surpreendente empate do Sporting em Guimarães a três bolas depois de os lagartos estarem a vencer por 3-0 (o tricampeão tem agora mais três pontos que os lagartos e os Andrades corruptos). Luís Aurélio, na própria baliza, Salvio, Cervi e Grimaldo foram os autores dos golos na Luz.


Crise no Real Madrid e no Barcelona depois de os merengues terem empatado em casa com o modesto Eibar por 1-1 e os culés terem perdido nos Balaídos com o Celta de Vigo por 3-4? Com estes resultados, o Real e o Atlético de Madrid partilham a liderança da liga espanhola com 15 pontos e o Barcelona está em quarto, com 13 pontos, menos um ponto que o Sevilha.


A Argentina tornou-se na terceira selecção a conquistar o Mundial de futsal depois do Brasil e da Espanha. Na final do Mundial da Colômbia, os argentinos derrotaram a Rússia por 5-4. O brasileiro naturalizado russo Éder Lima ainda colocou os russos em vantagem aos 15', mas depois o treinador Skorovich decidiu, surpreendentemente, alterar toda a equipa assim sem mais nem menos, o que permitiu a reviravolta albiceleste: bis de Alamiro Vaporaki, bis de Brandi (nascido em Espanha) e um golo de Cuzzolini (de penálti). O "russileiro" Éder Lima, autor de um hat-trick, depois de fazer o 2-2 foi nova e surpreendentemente substituído pelo treinador russo e Lyskov reduziu aos 39'. O Mundial de futsal terminou também com o Irão a ganhar a Portugal e a conquistar o 3. lugar.

2 comentários:

Anónimo disse...

o estrago ja foi feito. milhoes usaram a hungria para invadir o centro e norte europeu ,tendo orban COMPACTUADO com isto.
Como um ditador comunista e ignorando as leis Orban proibiu uma reunião ,já em andamento, pró branca em budapeste em 2015 organizado por jared taylor do amren .
O tipo é uma fraude.

FireHead disse...

Mas o teu amigo gosta destas coisas. Se dependesse dele, na Europa já deveria haver mais não-brancos que brancos. :)