terça-feira, 13 de setembro de 2016

Seul tem plano para destruir Pyongyang


O governo da Coreia do Sul promete reduzir a capital norte-coreana a escombros com uma investida militar massiva caso os camaradas de Kim Jong-un lancem um ataque nuclear, na sequência do quinto e até ao momento mais potente ensaio nuclear norte-coreano realizado na sexta-feira. Seul acredita que Pyongyang já está a preparar o seu sexto teste nuclear.
"Todos os distritos de Pyongyang, particularmente naqueles onde possa esconder-se o líder norte-coreano, serão completamente destruídos por mísseis balísticos e projécteis de alto poder explosivo assim que a Coreia do Norte mostre sinais de usar arsenal nuclear. Por outras palavras, a capital do Norte será reduzida a cinzas e eliminada do mapa", disse uma fonte militar de Seul à agência sul-coreana de notícias Yonhap. Os detalhes da operação foram divulgados depois de o Ministério da Defesa sul-coreano, que vai aumentar de forma significativa o seu arsenal de mísseis, ter dado conta do denominado "Castigo Massivo e Represália da Coreia do Norte" à Assembleia Nacional.
A explosão de sexta-feira, causada por cerca de 10 quilotoneladas, provocou um sismo de 5 graus de magnitude. Como se isso não bastasse, milhares de edifícios do país ficaram inundados após as maiores chuvadas regitadas em décadas, provocando a morte a pelo menos 60 pessoas.

6 comentários:

Ivan Baptista disse...

Não acredito nisso. Se a a Coreia do Norte utilizar Nukes, a Coreia do Sul não terá como retaliar.

Afonso de Portugal disse...

Mais uma prova inequívoca de que o comunismo é uma dádiva para a humanidade.

Lura do Grilo disse...

O povo morre de fome aos milhões mas não falta dinheiro para alimentar este militarismo desenfreado e louco.

FireHead disse...

Ivan Baptista,

É por isso que os sul-coreanos e os americanos vão instalar na Coreia do Sul um moderníssimo sistema anti-mísseis que é o THAAD, o que já gerou reacções negativas e esperadas por parte dos chineses e dos russos porque estão lá perto.

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Então não é? O problema é que é uma utopia...

FireHead disse...

Lura do Grilo,

Nem mais. Muita gente a morrer à fome e a viver de ajudas dos outros (ironicamente, a Coreia do Sul é que mais ajuda os famintos do norte) e no entanto há dinheiro para investir no armamento, de tal forma que a Coreia do Norte é actualmente a quarta maior potência militar do mundo...