domingo, 11 de setembro de 2016

Presidente filipino quer acabar com o Abu Sayyaf

Um líder tem que ser um terror para os poucos que são maus para proteger
a vida e o bem-estar dos muitos que são bons
(Rodrigo Duterte, 2016)
O Donald Trump filipino, Rodrigo Duterte, afirmou que vai comer os jihadistas do Abu Sayyaf vivos e crus na sequência de mais um ataque islâmico que vitimou 14 pessoas em Davao.
"Eles vão pagar. Quando chegar a hora, comer-vos-ei à frente das pessoas. Se me tirardes do sério, com toda a honestidade, comer-vos-ei vivos, crus", disse Duterte, que acrescentou que esculpirá o peito dos jihadistas. "Dai-me vinagre e sal que eu como-vos. Não estou a brincar. Estes gajos estão para lá da redenção".
O braço direito de Duterte, Ronald Dela Rosa, afirmou, por sua vez: "Nós não somos carniceiros que matam pessoas sem nenhum motivo".

O Abu Sayyaf tem ligações ao Estado Islâmico que já
pediu aos lobos solitários para matarem até crianças no Ocidente
Duterte, que também já prometeu acabar com a corrupção e o crime, neste momento tem a simpatia de 90% dos filipinos. Quando era presidente da câmara de Davao, Duterte disse que qualquer pessoa que cometesse uma actividade ilegal e pusesse a vida de pessoas inocentes em perigo seria um alvo legítimo de assassinato. Duterte transformou assim a perigosa região numa das mais seguras, senão mesmo a mais segura, das Filipinas.

4 comentários:

Afonso de Portugal disse...

Os multiculturalismos e as diversidades acabam assim...

FireHead disse...

Nas Filipinas? O povo filipino etnicamente é bastante diverso por natureza e a ilha de Mindanao, no sul, é praticamente muçulmana, o que constitui uma excepção. E essa escumalha do Abu Sayyaf está por lá, comete atrocidades porque quer a independência da região.

O Duterte, que já provou não ter papas na língua e passa efectivamente à prática as coisas que diz, é bem capaz de exterminar o grupo terrorista. E já não era sem tempo, diga-se de passagem. Com os terroristas não há nunca lugar para diálogo. Curiosamente o gajo é filho de um católico com uma muçulmana.

Afonso de Portugal disse...

O Obama não gosta dele. Portanto, ele não deve ser tão mau como alguns pintam!

FireHead disse...

Claro que não gosta dele. O Duterte chamou-o filho da puta. Mas já lhe pediu desculpa e já se encontraram informalmente. O Duterte deve ter tido um enorme gozo ao ofendê-lo. :)