quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Morreu o maior exorcista de sempre


Morreu aquele que foi certamente o mais famoso exorcista de sempre, Pe. Gabriele Amorth, aos 91 anos de idade em Roma, na passada sexta-feira, vítima de problemas pulmonares.
Ordenado sacerdote em 1954, Pe. Gabriele Amorth foi ajudante durante vários anos do Pe. Candido Amantini, exorcista da Santa Sé, antes de sucedê-lo em 1990. Depois fundou a Associação Internacional de Exorcistas (AIE), que conta hoje com 250 exorcistas de 30 países e que Pe. Gabriele Amorth presidiu até se aposentar aos 75 anos em 2000 com um currículo que regista cerca de 160 mil exorcismos. Foi também autor de várias obras sobre o exorcismo, a última das quais publicada em língua espanhola em 2012 sob o título "O último exorcista. A minha batalha contra Satanás".
Um dos sacerdotes da AIE disse, durante às exéquias, à ACI Digital que o Pe. Gabriele Amorth "acompanhava com grande humildade, fé, generosidade e caridade as pessoas que eram atormentadas pelo maligno" e "os animava no duro caminho da libertação". "Era admirável a sua capacidade de criar um ambiente sereno durante os exorcismos, transmitindo calma a todos. (...) Deus quis que dom Gabriele levasse adiante esta associação com grande entusiasmo e vigor para ajudar os exorcistas a desenvolver a sua tarefa. Foi sincero com todos, entre os exorcistas sempre foi admirado pela sua grande espiritualidade encarnada na sua vida de oração e no seu grande amor à vida religiosa, ao seu instituto religioso, ao sacerdócio, ao Papa (...) Também à adoração eucarística e à Virgem Maria".
Depois de uma carreira de 30 anos a lutar contra demónios, o merecido descanso. Paz à alma do Pe. Gabriel Amorth.

2 comentários:

wind disse...

Tem um bom dia:)

FireHead disse...

Obrigado. Entrei de miniférias novamente. :)