quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Morreu a "Angelina Jolie curda"...


... mas a morte só pode ter sido heróica, pois a jovem morreu a lutar contra o Estado Islâmico (EI) na Síria.
Asia Ramazan Antar, conhecida por ser parecida com a famosa actriz norte-americana que é casada com o Brad Pitt apesar de haver quem diga que ela é mais parecida com a também actriz Penélope Cruz, tinha 22 anos e lá no Facebook já lhe chamam "mártir na luta contra o Daesh". Lutava juntamente com mais de 20 mil mulheres na Unidade de Protecção Feminina contra o EI junto da fronteira com a Turquia.
Que a Asia descanse em paz e finalmente em liberdade.

10 comentários:

wind disse...

Uma luta perdida infelizmente:(

FireHead disse...

Ela foi vítima da curdofobia...

Dr. No disse...

Desculpe lá meter nojo mas é preciso fazer umas correcções:

Morreu a "Angelina Jolie curta" --> CURDA

Asia Ramazan Antar, conhecida por ser (PARECIDA COM) a famosa actriz --> faltam as palavras entre parênteses.

Se quiser nem precisa de publicar este comentário porque não faz falta aos restantes leitores.
Obrigado.

CÉU disse...

Muita parecida com a Angelina Jolie, de facto!
Morreu lutando por uma causa justa. Já está no Paraíso, vivendo em luz, liberdade e paz.

Aprecio pessoas, assim!

RICARDO LIMA disse...

Que a Alma dela descanse em paz. E que o exemplo que ela deixou inspire mais mulheres (e por que não, homens) a lutarem contra esta barbárie chamada Estado Islâmico.

FireHead disse...

Dr. No,

Lol, o que é que é isso? É claro que não é meter nojo, pá! Pelo contrário, agradeço-te imenso. Já está corrigido.

Não tenho problemas nenhuns em admitir que me engano, pois eu sou humano.

FireHead disse...

CÉU,

Enquanto mulheres como ela lutam pelo EI, no Ocidente preferem ter discussões estúpidas e estéreis sobre a liberdade das mulheres de poderem usar o burkini, só para não falar de outras coisas islâmicas que já estão há muito instaladas por lá. Mas, claro, a islamização não existe e quem denuncia casos que roçam a criminalidade envolvendo os muçulmanos e as suas práticas é um islamofóbico sem tirar nem pôr!

FireHead disse...

RICARDO LIMA,

Tem piada agora ouvir a Hillary Clinton estabeleceu como "prioridade absoluta" deter o líder do EI! Logo ela que, juntamente com o monga do Obama, criou o EI!!!

Portuguesinha disse...

É a triste realidade das guerras.
Ninguém se mantém vivo por muito tempo.
Chegou ela ao expoente máximo da juventude e beleza e se foi.
Se bem que não concordo que se destaque a mulher que carrega armas e luta pela liberdade pela beleza do seu rosto. Muito menos estabelecendo-se comparações com ícones «patéticos» de hollywood. Será que ela sequer sabia da existência de tais pessoas? Estou inclinada a pensar que a sua realidade era bem distinta dos flashes e red carpets de hollywood...

FireHead disse...

Portuguesinha,

Opá, não digas que a Angelina Jolie é patética porque senão o Brad Pitt ainda fica tristinho. :)

Agora a sério, infelizmente as guerras são mesmo assim, provocam feridos e mortos. E diz o ditado que quem vá à guerra dá e leva. A partir do momento em que ela se aliou à causa de combater os jihadistas de certeza que já se mentalizou que podia morrer a qualquer momento.

Morreu na guerra contra os jihadistas. Não importa, portanto, como morreu. Importa sim que morreu como uma heroína.