terça-feira, 20 de setembro de 2016

Japão: mais de 40% dos jovens adultos solteiros são virgens?


Diz aqui que um estudo do Instituto Nacional da População e Segurança Social do Japão concluiu que 42% dos japoneses solteiros e 44,2% das japonesas solteiras com idades entre os 18 e os 34 são virgens. Se tivermos em conta que a sociedade japonesa está bastante saturada com imagens sexuais, desde os desenhos animados (anime ou manga) até à pornografia (o Japão é a maior indústria pornográfica do mundo), tal não deixa de ser verdadeiramente espantoso.
O Japão é actualmente um dos países mais envelhecidos do planeta, tem a taxa de natalidade em queda livre e também há por lá cada vez mais solteirões (70% dos solteiros e 60% das solteiras nem sequer namoram). Apesar dos esforços do governo para fazer aumentar a natalidade, 30% dos jovens adultos inquiridos não estão à procura de uma relação e mesmo casar. O governo de Shinzo Abe quer aumentar a taxa de fecundidade de 1,4 filhos por cada mulher em idade fértil para 1,8 até 2025, mas pelo andar da carruagem terá de fazer muito melhor...
O verdadeiro problema não é haver muitos virgens, que no caso das gajas até é uma coisa muito boa (LOL), mas sim o facto de haver pouca procriação. E, conhecendo como conheço o Japão, para os japoneses sempre é preferível ver a sua população reduzir-se do que ter de recorrer à imigração desenfreada para contrariar o declínio populacional, isto apesar de as últimas duas Misses Japão serem mestiças, claro... Já agora, serão elas virgens também?

24 comentários:

Lura do Grilo disse...

Ai ... e o Japão aí tão perto!

Anónimo disse...

Nao consigo parar de pensar que esta virgindade e a falta de vontade de vontade para relacionamento é por causa do vício em pornografia real ou animada. Isso pensando do ponto de vista dos homens,pelo menos.

Ivan Baptista disse...

O Japão é a maior indústria pornográfica do mundo ?!? WTF?!? E pensar que era nos States ! :O

Anónimo disse...

Porque é que nas "gajas" (Católico como és pensava que respeitavas mais as mulheres), é bom? Nos homens não?

Afonso de Portugal disse...

«Se tivermos em conta que a sociedade japonesa está bastante saturada com imagens sexuais, desde os desenhos animados (anime ou manga) até à pornografia (o Japão é a maior indústria pornográfica do mundo), tal não deixa de ser verdadeiramente espantoso.»

Talvez não... há quem diga que o acesso fácil e generalizado à pornografia criou uma geração de punheteiros que, mesmo ao fim de algumas décadas, se continuam a contentar apenas com a(s) mão(s).

A teoria é evidentemente controversa, mas parece-me que o caso Japão passa muito por aí. Já ouviste falar nos "homens herbívoros"? Ao relativo isolamento social acrescenta-se uma qualidade de vida elevadíssima, uma saturação industrial sem precedentes e um fosso geracional insuperável.

O resultado final é um monte de betinhos e betinhas acomodados que adiam as responsabilidades da família para o mais tarde possível. A Europa vai pelo mesmo caminho, mas aqui os traid... eer... os dirigentes políticos decidiram importar pirilaus mais esfomea... eeer... perdão, mais vibrantes para tentar contrabalançar a baixa natalidade dos nativos.

Desconfio que, infelizmente, tanto o Japão como a Europa terão de enfrentar uma grande crise económica para que as atitudes sociais em relação à família se tornem mais saudáveis do ponto de vista da sustentabilidade demográfica.

Portuguesinha disse...

FireHead, não acho nada espantoso.
Documentários que assisti há décadas atrás já alertavam para alguns problemas de relacionamento entre homens e mulheres dessa cultura. Chineses também. Lamento não ter gravado o último em que demonstravam a FEIRA DAS NOIVAS, onde mulheres e homens encontravam-se para casar. Toda a mulher com 25 anos era considerada velha e diziam-lhe isso assim na cara: És demasiado velha. Um rapaz imberbe de poucos anos...

As pessoas são educadas com códigos morais e com conceitos cruéis. Acabam por não se desenvolver bem emocionalmente. O Japão é um case-study muito interessante. Quase toda a sua sexualidade manifesta-se em fantasias. Nas tais Mangas e toda a sexualização praticamente pedófila desses «cartoons». Pedófila, submissa, repressora. Está tudo lá. Podem ser giros, mas os japoneses não conseguiram libertar-se, fazer a sua «revolução sexual» como os franceses, por exemplo. Ainda perdura bastante a inferiorização feminina, a superioridade masculina, a ideia de que a mulher tem de se sujeitar a imensas torturas de moda para atrair um homem. Depilar-se já não chega, por exemplo. Tem de fazer «a barba», tem de ter olhos grandes, tem de certificar-se que «em baixo» é apertada, tem de ser virgem... E as que cometem suicídio quando o noivo não quer casar? Acho que até na China e noutras culturas orientais se procede algo semelhante.

A tendência da humanidade é esta. A do Japão. E a virgindade não é, ao contrário do que se calhar se pensa, algo tão raro assim, hoje em dia. Basta espreitar um certo blogue de confidências para verificar algo que, na realidade, também não me espanta. Isso e existirem mulheres que praticamente param de ter relacionamentos após o primeiro ou os seus melhores anos. Há de tudo. Mas essa falta de interacção, essa opressão moral e social, sem dúvida que criou um povo que se tornou pouco capaz de se relacionar AFETIVAMENTE. Sexo até podem ter. Selvagem, submisso, como nos filmes, no porno etc.. Mas uma RELAÇÃO, uma ligação espiritual?

Há muitos que nunca conseguiram e outros que nunca conheceram. Outros nem estão capacitados para o entender, porque cresceram com conceitos pornos do que é uma relação homem-mulher, mulher-homem.

O Japão é o barómetro mundial para alguns países desenvolvidos liberais, demasiado centrados em relacionamentos com base em critérios superficiais e impossíveis de alcançar.

Anónimo disse...

"E, conhecendo como conheço o Japão, para os japoneses sempre é preferível ver a sua população reduzir-se do que ter de recorrer à imigração desenfreada para contrariar o declínio populacional"
Nunca duvide de algo. Todos achavam que nenhum nao branco iria se meter no Leste da/Central Europa. Que nenhum daqueles povos iria receber imigrantes. Hoje eles tem ate prefeito negros, estudantes (que depois virarao cidadãos ao se casarem com as branquinhas) vindos da Asia e Africa(obviamente nao recebem imigrantes como Europa Ocidental, mas recebem!). Entao nao duvide de que o Japao um dia nao abra a porteira. Do jeito, que japoneses sao, provavelmente irao trazer imigrantes de outra parte da Asia, ou europeus. Duvido muito que eles aceitem em massa os africanos, latinos e a escoria asiatica (indianos, pakis, nepaleses etc).
O que tem os japoneses serem majoritariamente contras? Pelo que sei nenhum povo de paises europeus eram favoraveis a substituiçao deles por pessoas de terceiro mundo, mesmo assim isso aconteceu, e hoje existe varias cidades onde brancos sao minoria na Europa.
Só precisa um politico ruim pra por tudo a perder. Espero que os japas escolham bem seus representantes politicos. Porque se nao, verao seu país imundar de nao japas, e nao poderao fazer nada (asiaticos sao xenofobicos, mas nao sao violentos, diferente dos brancos, e nem - os asiaticos - sao intimidadores. Entao é mais facil um nao japa expulsar os japas de casa, do que um japones fazer isso com um africanos, por exemplo).
Nao deixem que eles invadam vosso pais. Pois se invadirem, voces provavelmente nao terao força e personalidade para tira-los dai.

CÉU disse...

Parece contradição, mas acredite que não fico nada desagradada, sobretudo no k diz respeito às mulheres. Eu tb o fui até aos 30.

Em relação aos homens, acho difícil, mto difícil mesmo, e até me custa a acreditar, pke vocês são totalmente diferentes de nós, nesse aspeto e não só, e ainda bem k assim é. DEUS PENSOU EM TUDO.

Qto às misses, pois... Mestiças? Ah, não acredito. "Aquilo" está-lhes no sangue, k fervilha bem cedo.

Boa semana!

Anónimo disse...

http://www.renegadetribune.com/putin-celebrates-as-europes-largest-mosque-opens-in-moscow/

Porque ainda tem nacionalista que vê em Putin um salvador ?

FireHead disse...

Lura do Grilo,

Está perto daqui sim; o problema é que eu não sei falar japonês. :P

FireHead disse...

Anónimo das 18:29,

Se é por causa do vício em pornografia real ou animada, isso eu não sei. Não é suposto haver uma tendência contrária já que há tanta pornografia? Pergunto eu, que sou um leigo na matéria. :/

FireHead disse...

Ivan Baptista,

Já agora ficas a saber também que a maior indústria cinematográfica do mundo não é Hollywood mas sim Bollywood, da Índia. :)

FireHead disse...

Anónimo das 20:49,

Eu se for católico serei então um católico ainda pior que um católico nominal. Neste momento eu creio na Igreja Católica, o que é um pouco diferente.

Quanto ao que eu escrevi sobre as gajas virgens, eu pus de propósito a sigla "LOL" entre parênteses logo a seguir, o que significa alguma coisa. Além do mais, eu não sou paneleiro...

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Epá, eu penso que no Ocidente esta questão não se coloca. Quer dizer, é claro que há-de haver sempre punheteiros - o que não é necessariamente uma coisa má -, mas também muitos são os promíscuos e promíscuas. Com certeza que na Europa e nos Estados Unidos não há nem de longe nem de perto 40% de jovens entre os 18 ou 34 anos que ainda são virgens. Talvez uns 4% quanto muito e mesmo assim tenho dúvidas.

Eu ainda sou do tempo em que se dizia que não se pode entrar virgem na universidade. Efeitos do American Pie.

FireHead disse...

Portuguesinha,

Na China ainda hoje em dia muitas mulheres com 30 ou mais anos já são consideradas velhas e muito dificilmente elas desencalham por si próprias sem ajuda de terceiros. Mas naquelas bandas é uma prática muito comum arranjar-se encontros com o exclusivo objectivo de casar. Em muitos casos são os próprios pais das pessoas que as apresentam aos filhos de outros pais, geralmente amigos ou conhecidos.

Depilar-se já não chega? Lol, estou a ver que tu nunca viste nenhum filme pornográfico japonês. As japonesas, ao contrário das ocidentais dos dias de hoje, nunca ou raramente se depilam (excepto os pêlos da sovacada). É ao natural. :P

Quanto aos desenhos animados japoneses, o complexo não é exclusivamente de cariz sexual. É muito mais abrangente que isso. Os japoneses costumam ver nos seus desenhos animados aquilo que eles não são e que gostariam de ser. Cheguei a ler coisas sobre isso que dizem que eles projectam-se nas "fantasias". Alguma vez reparaste que muitos dos heróis das bandas desenhadas ou desenhos animados japoneses são tipos que na verdade nem se parecem com japoneses mas sim com ocidentais (cabelos e olhos claros, altos, etc)? É por que eles não são assim e gostariam que fossem. O mais irónico é que eles são um povo basicamente nacionalista e patriota, são um pouco aversos à estrangeirização... mas depois, bem lá no fundo, cultivam um fascínio oculto pelos ocidentais. Isto aconteceu por exemplo depois da 2ª guerra, com os japoneses a copiarem os americanos em quase tudo. E houve até uma fase em que os japoneses quiseram "melhorar a sua raça", atribuindo a nacionalidade japonesa aos ocidentais para que estes fizessem filhos com as japonesas de modo a fazer filhos mestiços, mais bonitos.

Eu não coloquei aqui o facto do número de virgens no Japão ter aumentado. Na última pesquisa, os jovens virgens rondavam os 30%. Portanto houve, mais coisa menos coisa, um aumento de 10%. Será que a tendência é para aumentar? O Japão já tem problemas demográficos que cheguem e agora com a existência de tantos virgens só se vai é piorar ainda mais as coisas. E não digo isso porque eu acho que todos não deviam ser virgens, é claro que não, mas porque não há mulheres virgens que dão à luz (a não ser a Virgem Maria) e aumentar desesperadamente a taxa de natalidade é tudo o que o Japão mais precisa neste momento.

FireHead disse...

Anónimo das 08:34,

O Japão é dos países com regras muito restritas relativamente à imigração. Eu sei disso porque eu tenho uma prima que já lá vive há uns anos e ela está porque foi transferida para lá a nível profissional e o trabalho dela (ela é uma artista internacional com algum nome) é muito apreciado pelos japoneses. Se não fosse assim, ela dificilmente teria autorização de residência. Um dos filhos dela até já nasceu por lá, em Tóquio, e para se integrar na sociedade está a aprender a falar japonês.

Acontece que se o Japão fosse como algum país europeu ocidental - não estou com isso a incluir países como a Polónia - há muito que já estaria invadido por imigrantes terceiro-mundistas e o povo étnico japonês não poderia a esta hora ser mais de 95%. E é por isso que a população japonesa está envelhecida e a diminuir, pois eles, mal por mal, preferem ser cada vez menos a terem que gramar com um crescimento visível da população imigrante ou de "dekaseguis" (mestiços com sangue japonês), coisa que eles tanto apreciam (se forem bonitos e forem actores ou cantores) como depreciam por motivos racialistas/etnicistas.

Pelo que sabes nenhum povo de países europeus eram favoráveis à substituição? Com certeza que não deves conhecer esquerdistas europeus. Não foram com certeza os terceiro-mundistas que obrigaram os países europeus a aceitarem imigrantes à barda. Se eles para lá foram e estão lá é porque os de lá os deixaram entrar!

Tu como brasileiro deves saber muito bem que existe uma grande colónia brasileira no Japão tal como existe uma comunidade japonesa significativa no Brasil. E que também, à pala dessa comunidade brasileira no Japão, o português já até começa a ser uma língua a ter em conta lá no Japão. Talvez isso signifique que o Japão também já esteja a derrubar barreiras antigas e a aceitar o desgraçado multiculturalismo, que só é mau ou mesmo péssimo quando excede a porção do q.b. (quanto baste).

Quanto a isso da invasão, não estás bem a ver a cena. Os asiáticos expulsam e matam até mesmo os estrangeiros se preciso for. No Japão há a pena de morte tal como há na China ou em Singapura. Nesses países quem comete crimes passíveis de pena de morte são condenados à morte, indiferente aos apelos dos defensores dos Direitos Humanos, das embaixadas ou dos consulados (estes dificilmente conseguem influenciar). Como certa vez um grupo de negros que se puseram a fazer basqueiral nas ruas de Guangzhou, em Cantão, por um motivo qualquer e que depois foram "carregados" pela polícia chinesa sem apelo nem agravo (alguém se queixou? Têm medo da China?). Os chineses de etnia han são mais de 90% da população total da China e por lá existem mais de 50 etnias próprias que são reconhecidas pelo governo comunista. Portanto se nem estes piam, quanto mais os estrangeiros?

Com os asiáticos não se brinca neste aspecto e é por isso que eu acredito que eles substituirão os brancos mais tarde quando estes se forem... por culpa própria.

FireHead disse...

CÉU,

Sabe, eu fico preocupado por saber que há gente que considera jovens com 20 e tal anos e que ainda são virgens como "coisas raras" ou mesmo "anormais". Lá porque há gente que banaliza o sexo não significa que todos tenham que pensar da mesma maneira. E lá porque uns perdem a virgindade antes dos 18 anos não quer dizer que todos tenham de fazer igual. Qual é o problema de haver virgens com 30 e tal ou mesmo 40 e tal anos? Ou pessoas que morrem de velhas virgens?? O que é que isso tem a ver com os outros? E se fulana X ou Y quer-se casar virgem? E se um par de namorados querem esperar até depois do casamento? Eu não vejo problemas nenhuns nisso, pelo contrário, eu até acho isso bem e bonito.

O mais engraçado é que, baseado na minha experiência, há muita gente que diz que é algo que na verdade não é. Dizem que quem muito fala geralmente não faz nada. Você lembra-se do American Beauty do Sam Mendes? :)

Beijinhos.

FireHead disse...

Anónimo das 10:08,

Há alternativas a ele, é? Diz-me lá então o nome de um político russo que seria capaz de governar de forma nacionalista o maior país de mundo com mais de 100 etnias e quase 7% de muçulmanos, entre eles populações espalhadas em repúblicas de maioria islâmica.

Anónimo disse...

Politicos ?tu fala dos partidos nacionalistas que ele extinguiu ou dos milhares de nacionalistas que ele jogou na prisão?

E se é tanto dificil governar a Russia por conta das suas peculiaridades,porque entao putin faz questao de piorar tudo importando 30.000.000 de estrangeiros ,que sao em sua maioria muçulmanos?

CÉU disse...

Completamente de acordo consigo, FireHead!

Nós não somos carneiros, nem velhas, portanto, não vamos todos atrás uns dos outros e pensamos pelas nossas cabeças.

Acho k os sentimentos, os afetos são mto importantes. Usar e deitar fora, está na moda e as pessoas, em geral, até acham isso mto natural, mas eu sou completamente contra.

Lembro-me do filme, sim, mas não o vi. Todavia, sei o resumo da história. Pois é, cão k ladra, não morde e quem diz k já "fez" esta e aquela e mais a outra, geralmente, está em "jejum". Vá lá, Deus deu-lhes duas mãos...!

As raparigas, as mulheres e para se colocarem ao vosso nível, ou seja, para fazerem aquilo k vocês, naturalmente, fazem, dizem k já fizeram isto e mais aquilo, qdo na verdade, nada fizeram. Enfim, e como se diz no "meu" Alentejo: "Famas sem proveto, fazem mal ao peto".
Estúpidas! Não veem k se estão a rebaixar.

Eu "não" posso vir ao seu blogue, concluo, pke os artigos que publica são tão interessantes e apelativos, que tenho de os comentar.

Então, até daqui a uns meses (estou a brincar)!

Beijinhos e continuação de boa semana.

PS: já levou uma rosinha do meu blogue? Ok. Eu sei k é encarnada, mas é a cor do nosso clube, tb. Não há novidades por lá, só em Outubro, mas se quiser, apareça e leve uma rosa. Acredite, k não é para eu ter mais um comentário, umas palavrinhas, pke eu tenho mtos comentários e até estou atrasada nos agradecimentos, é só para eu ler o k diz k tem sempre mto interesse e inteligência.
Não costuma ler os comentários feitos por outros/as nos blogues? Eu não passei os "melhores", mas há lá "coisas" engraçadas.
E já é quase uma e meia da manhã. Virgem Santa!

Byeeeeeeeeeeee!

Portuguesinha disse...

Não, nunca vi porno japonesa :P
Mas tens razão, eu falei de um modo generalista sobre esta «obsessão» da moda que é a depilação total mas havia uma dúvida nesse respeito no que respeita às orientais - porque não oiço falar que essa moda - depilação íntima total- os caracterize muito por lá.

Quanto aos cartoons japoneses, sim, acho que tens razão. Também já soube dessas teorias de projecção de fantasias - não só de cariz sexual mas de todo esse «padrão de beleza» ocidental: os olhos mais redondos, a altura, etc. E também me passam a ideia de serem um povo orgulhoso de si mesmo, ao mesmo tempo que admiram o que é diferente :)

Mas tudo o que sei do Japão é o que fui «apanhando» aqui e ali, em notícias e em documentários sociais. Ainda assim não deixa de ser o país que me fascina desde muito nova e ainda gostava de visitar. Talvez o único fora da europa, KKkkkk

FireHead disse...

Anónimo das 03:27,

Não me respondeste à pergunta portanto eu vou passar à frente. Mas não sem antes ficar a questionar se os tais milhares de nacionalistas que tu referistes não serão antes falsos nacionalistas, ou seja, os pseudo-nacionalistas como tu que são de ranço nazi.

Quanto aos estrangeiros, que são na sua maioria muçulmanos, não é disso que tu gostas? Não te passa pela cabeça que possam existir de facto estrangeiros decentes e honestos que querem melhorar o seu nível de vida e ajudar a contribuir para a riqueza do país que os acolhem?

Que mania a dos retardados de verem em qualquer imigrante uma ameaça. É por isso que tu não podes sair do Brasil porque na Europa tu és um estrangeiro, logo és uma ameaça? Ou lá porque és branco pensas que a tua terra é a Europa apesar de seres na verdade (a puta da realidade consegue mesmo ser muito cruel) um sul-americano?

FireHead disse...

CÉU,

Mas olhe que aprendi com o American Pie que os gajos e as gajas têm maneiras completamente opostas de se comportar perante estas coisas. Se viu o primeiro filme lembrar-se-á da regra das "3 vezes". Se um gajo diz que já dormiu com três gajas é porque na verdade só dormiu com uma e se uma gaja diz que só dormiu com um gajo é porque na verdade já dormiu com três. :)

Eu não sou machista, pelo que para mim, um vagabundo é igual a uma vagabunda. Não concordo com os tais garanhões que consideram muito bons por já terem papado muitas gajas e depois acusarem as gajas que já foram com muitos gajos de serem umas vadias ou uma vacas. Os homens que também trocam de gajas como quem troca de cuecas é exactamente igual a uma vaca.

Se as pessoas se preocupassem mais com a índole dos outros e também com o passado destes certamente que muitos males poderiam ser evitados. O problema é que infelizmente vivemos numa sociedade do descartável em que até mesmo as relações e os sentimentos não passam apenas de coisas que vão e vêm. Felizmente o tempo é implacável e lida de forma exemplar com todos...

Uma rosinha no seu blogue? Assim que acabar de responder a todos os comentários aqui do blogue já dou um pulo no seu blogue. :)

Beijinhos e até já.

FireHead disse...

Portuguesinha,

Eu sou capaz de compreender a depilação por motivos estéticos ou até mesmo desportivos (aerodinâmicos?), mas agora depilação íntima total... por favor! Os pêlos também são uma característica dos adultos.

Os japoneses já foram mais, sobretudo as japonesas, mas agora são principalmente as coreanas que estão na linha da frente no que diz respeito à beleza de estilo ocidental. O facto da Coreia do Sul ser o país mais desenvolvido em termos de cirurgias plásticas, 1 em cada 4 (ou 5?) sul-coreanas já fez operação(ões) plástica(s) de modo a ficar com um look mais ocidental, parece indicar que, pelo menos em termos de mundo real, os japoneses foram ultrapassados. Antes do boom da Coreia do Sul, com a K-Pop ou as novelas sul-coreanas, era o Japão que estava na linha da frente. :P

Não é por acaso que os japoneses conseguem adaptar-se. Eles ainda hoje em dia, fruto de todo esse patriotismo e nacionalismo, conseguem conciliar as suas tradições com o desenvolvimento e a tecnologia, que é muito alta. Do mesmo modo conseguem auto-valorizar-se e ao mesmo tempo apreciar o que é de fora, copiando os exemplos e adaptando-os.

A sério? Eu já tive mais fascínio pelo Japão...