quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Islão: o que os outros dizem

Globo: começou o hajj (حج - "peregrinação" a Meca) que marca o início da celebração do Eid-al-Adha (عيد الأضحى - festa do sacrifício), uma das datas mais importantes do islão, começando com o ritual do apedrejamento simbólico de Satanás em Mina. Sob apertada vigilância das autoridades sauditas, este ano não houve incidentes como a tragédia do ano passado que foi a maior de sempre e que resultou em 2300 mortos.

Os muçulmanos atiram pedras contra estalas que simbolizam Satanás que também é Alá
PACMA: e como começou ontem o Eid-al-Adha, festa que dura uns três dias, os muçulmanos de todo o mundo já começaram a sacrificar milhões de animais de forma halal. Com efeito, o partido dos animais espanhol PACMA exige o fim das excepções que permitem o abate religioso dos animais porque isso não tem lugar no mundo moderno e civilizado. "Durante a celebração deste rito (halal), as ruas convertem-se em cenários de um espectáculo de sangue e vísceras cujo centro de atenção é um animal que tenta lutar em vão pela sua vida, sendo presenciado por famílias inteiras, entre as quais se encontram crianças. A legislação europeia que regula o sacrifício de animais para o consumo humano é contundente quanto a isto: os animais são mortos unicamente depois de atordoamento prévio", pode ler-se no sítio internético do partido.

Segundo o islão, Alá pediu a Ibrahim para sacrificar o seu filho Ismael
Pamela Geller: e já que falamos de sacrifícios, um muçulmano abateu a sua própria filha de sete anos em Northiam, no Reino Unido, depois de se ter separado da mulher. Depois do crime, Yasser Alromisse matou-se. "Eu era quem ele mais detestava", disse Lindsey Shipstone, a mãe da pequena Mary. Lindsey era vítima de violência doméstica e chegou a deixar o Catolicismo (era praticante) para se converter ao islão, a "religião da paz", por causa do alógeno.

Já dizia o falecido cardeal Policarpo para as mulheres não se envolverem com muçulmanos...
Finland Times: dois "refugiados" do Iraque foram detidos por homicídio em Kajaani, na Finlândia. A vítima, um(a) local de 52 anos, terá morrido muito provavelmente durante um assalto. O director da Cruz Vermelha de Oulu, que gere o centro de refugiados de Otanmäki para onde foram colocados os dois alógenos, disse que eles estão no país há quase um ano.

Mais dois que fugiram da miséria para a levarem para o Ocidente...
Vlad Tepes: dois jovens afegãos têm andado a matar e a maltratar barbaramente gatos vadios em Bovigny, na Bélgica, e acabaram por ser expulsos do centro onde estavam alojados, Fedasil. "Um gatinho de dois meses foi encontrado no centro num estado muito triste", disse um dos funcionários do local. Felizmente o antigo director de uma instituição de ensino municipal local decidiu adoptar o gatinho que está a receber tratamento veterinário.

Não sabem esses afegãos que o gato era o animal predilecto do Maomé? Heresia!
Jornal de Notícias: o búlgaro Dinko Valev, que lidera um pequeno grupo paramilitar que patrulha a fronteira entre a Bulgária e a Turquia de maneira a evitar a entrada de refugiados, jihadistas e migrantes económicos no seu país, tem a cabeça a prémio, mas, ironicamente, não são os esquerdistas, os refugees' lovers, os activistas dos Direitos Humanos ou as elites reinantes apátricas que o querem capturar, mas sim o... Estado Islâmico!

Dinko Valev, de 29 anos, caça os migrantes ilegais e entrega-os à polícia.
Em troca tem o apoio da comunidade que defende a protecção do território
Euronews: na sequência da detenção de três muçulmanas que planeavam atacar a catedral de Notre Dame e também de um adolescente de apenas 15 anos que preparava um atentado terrorista, o primeiro-ministro francês Manuel Valls lembrou que "No nosso território há 1350 pessoas sob investigação, que hoje estão na prisão, 293 estão em ligação com grupos terroristas e podemos considerar – entendo o peso destes números – que há cerca de 15.000 pessoas em França que são monitorizados, porque as pessoas estão em processo de radicalização".

Quanto é que custará aos cofres do Estado francês vigiar tantos "maluquinhos"?
RT: ainda em França, o famoso jornalista judeu Éric Zemmour afirmou que o exército francês está pronto para reconquistar áreas controladas por muçulmanos no país, tal como Israel fez em Gaza. Segundo ele, "o povo francês tornou-se estrangeiro na sua própria terra" e é preciso haver uma desislamização: "quando uma mulher está totalmente velada, quando um homem veste roupas parecidas com as do profeta do século VII, quando eles (muçulmanos) chamam a uma jovem 'prostituta' por usar minissaia, quando olham (desaprovando) para pessoas a beber álcool, isto não é França".

Ah, mas então os judeus não estão por trás da islamização do Ocidente? A CIA e tal?
Jihad Watch: no Kosovo, uns muçulmanos albaneses de Pristina incendiaram uma catedral ortodoxa e depois disso ainda a usaram como se fosse uma casa de banho. Se fosse o contrário, ou seja, se fossem cristãos a vandalizar uma mesquita, seria na certa islamofobia ou mesmo xenofobia apesar dos muçulmanos não serem propriamente uma etnia. Aliás, os muçulmanos dos Balcãs até são, muitos deles, brancos, descendentes dos sérvios convertidos ao islão devido ao Império Otomano; o problema é fazer os burros e os imbecis perceberem isso.

Há que agradecer a NATO por ter apoiado os jihadistas...
Alerta Digital: o chefe da Al-Qaeda, Ayman Al Zawahiri, ameaçou os Estados Unidos dizendo que o ataque de 11 de Setembro, que acabou com a vida de 2753 pessoas, repetir-se-á milhares de vezes. Foi esta a mensagem do grupo terrorista por ocasião do 15.º aniversário do atentado terrorista islâmico moderno mais famoso.

A Al-Qaeda continua bem vivinha da Silva, senhor Bush!

12 comentários:

Afonso de Portugal disse...

Que a história da branca estúpida que casou com o muslo horroso sirva de lição a todas as rameiras (incluindo as rameiras do sexo masculino) que gostam de piça islâmica!

Adilson disse...

Essa coluna "Islão: o que os outros dizem" cada vez que a vejo me dá até calafrio e chega a me revoltar com a burrice reinante e que certamente tem levado muitas pessoas à morte. Desta vez quero destacar dois casos: 1) o búlgaro Dinko Valev. Bom trabalho que este rapaz está fazendo. A corja dos direitos "humanos" são verdadeiros imbecis a serviço do diabo. Só pessoas malignas ou burras não percebem que eles se contradizem, como bem provou o deputado Jair Bolsonaro ao atacar a louca da Maria do Rosário, como nesse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=FWNNUcgH50I

2) O caso da Lindsey Shipstone, a mãe da pequena Mary. Certamente essa mulher foi mais um caso do ilusionismo intelectual que impõe a ideia louca do multiculturalismo. Ora, se homens ocidentais que nunca tiveram contanto com o islã são terrivelmente violentos, imagine muçulmanos que desde criança são ensinados a odiar e a matar mulheres como um direito? Santo Deus!

Anónimo disse...

A NOM está a andar...andar não...a voar.
O islã, dizem alguns imbecis, tem muito em comum com o cristianismo, os idiotas politicamente corretos e adestrados anencéfalos, mesmo vendo essas fotos ainda dizem isso.
O islã não é nada mais e nada menos, que herdeiro das religiões pagãs que existiam no médio oriente na antiguidade. Os gens espirituais malígnos daquela Era ainda impregnam aqueles povos.
As fotos, so não vêem quem não querem.

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Infelizmente uma menina muito bonita perdeu a vida por causa de um porco muçulmano. Felizmente um porco seguidor do islão foi com os porcos.

FireHead disse...

Adilson,

O búlgaro apenas está a fazer aquilo que o Estado devia fazer, isto é, interceptar os imigrantes ilegais e garantir que eles sejam entregues às autoridades que é para se proceder à deportação (ou não...). Os amantes das fronteiras abertas são adeptos de um mundo desiquilibrado, eles querem todo o mundo apenas e só no Ocidente e também os terceiro-mundistas no terceiro-mundo.

Em Portugal, quando o falecido cardeal D. José Policarpo alertou as mulheres portuguesas para terem cuidado com os muçulmanos se se relacionarem com eles gerou-se uma enorme onda de indignação. E depois, não há muito tempo atrás, o líder islâmico de Lisboa, o xeique David Munir, tido unanimamente como um muçulmano "extra-moderado e civilizado", deu umas cotoveladas na sua mulher e arrebentou-lhe as ventas.

FireHead disse...

Anónimo,

Esses imbecis relacionam o islamismo ao Cristianismo e ao Judaísmo devido às suas supostas origens abraâmicas. Mas como abraâmicas se o Alá já "existia", a Kabah, já existia, as setes voltas que se dá à pedra negra já existiam e inclusive para o islão o Abraão ia sacrificar o Ismael e não o Isaac?? O Judaísmo e o Cristianismo nasceram na Terra Santa, o islão é lá das Arábias. O islão é abraâmico? Só mesmo para os imbecis, como dizes muito bem.

Anónimo disse...

"um muçulmano abateu a sua própria filha de sete anos em Northiam, no Reino Unido, depois de se ter separado da mulher."

Mas que diabos tem isso a ver com o islão seu fanatico debil mental?por acaso há no islão algum mandamento que mande um homem descontar nos seus filhos suas magoas conjugais?vá se tratar o doente!

Anónimo disse...


"Infelizmente uma menina muito bonita perdeu a vida por causa de um porco muçulmano. Felizmente um porco seguidor do islão foi com os porcos."

A menina tamben era mućulmana ,ô fanatico!

Anónimo disse...

sobre a garota que morreu : porque nao postou tu uma imagem REAL da garota ? Porque usaste uma foto de uma garota branca?
http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2014/09/12/1410545646515_Image_galleryImage_Girl_shot_in_Northiam_die.JPG

FireHead disse...

«Mas que diabos tem isso a ver com o islão seu fanatico debil mental?»

Vais continuar a defender o islão até quando, seu filho da puta nazi? Ou agora vais ter a coragem suficiente para dizer que aí a culpa é dos genes, como que a insinuar que o homem, que não era judeu, até podia ter genes de merdoso? Mas isso assim chocaria com a tua narrativa, pá!! Vai-te tratar, seu descompensado mental!

«por acaso há no islão algum mandamento que mande um homem descontar nos seus filhos suas magoas conjugais?»

Se no lugar dos filhos fossem mulheres, já poderia e já te calarias, né??

«vá se tratar o doente!»

Vai armar-te em advogado do islão para a real puta que te pariu.

FireHead disse...

«A menina tamben era mućulmana ,ô fanatico!»

Era, mas foi baptizada ainda antes de ser assassinada pelo seu próprio pai, seu deficiente mental.

http://www.bbc.co.uk/news/uk-england-sussex-29649710

Fanático és tu, seu nazi do caralho.

FireHead disse...

sobre a garota que morreu : porque nao postou tu uma imagem REAL da garota ? Porque usaste uma foto de uma garota branca?
http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2014/09/12/1410545646515_Image_galleryImage_Girl_shot_in_Northiam_die.JPG

Foda-se, ó Carlos Broche, vai para a puta que te pariu que tu és um ser completamente demente!!

Se para ti a rapariga não era branca, ou se estás a insinuar que ela era preta ou amarela, então vai mas é para a puta que te pariu duma vez por todas!