terça-feira, 20 de setembro de 2016

Gascoigne multado por comentário racista


O antigo futebolista britânico Paul Gascoigne foi condenado pelo juiz Graham Wilkinson a uma multa de 1168 euros por causa de um comentário racista a um segurança negro, Errol Rowe. "Gazza", de 49 anos, disse, num programa televisivo do ano passado, o seguinte a Errol: "Importa-se de sorrir se faz favor porque eu não consigo vê-lo?"
Graham não tem dúvidas: "Você (Paul Gascoigne) procurou fazer sorrir uma plateia de mais de mil pessoas por causa da cor da pele de Rowe".
Alguém por favor avise-me de casos semelhantes que envolvem racistas negros (isso existe para o politicamente correcto?). Pode ser em África mesmo. Robert Mugabe, talvez?

4 comentários:

Afonso de Portugal disse...

«Robert Mugabe, talvez?»

Não, pá! O Mugabé é um herói, incansável lutador contra o malvado colonialismo britânico, pá!

CÉU disse...

Mas o homem só disse verdades. Então, os pretos não têm SÓ os dentes brancos? O resto, acho eu, à exceção da língua, k pode ser avermelhada (nunca vi a língua de um preto), é tudo preto ou castanho mtooooooooooooo escuro. Não entendo a multa.

Há brancos com os dentes amarelos, k bem precisam de uma destartarização com laser, pke de outro modo, a "coisa" já lá não vai.

Então, se for um preto a dizer a um branco com dentes amarelos, com uma sujidade altamente entranhada: mostra os dentes para verem o estado em k eles estão. Então, isto é alguma atitude racista? É sim chamar ao outro, porco, javardolas e descuidado, SOMENTE!

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Mas o melhor de todos continua a ser o herói Nelson Mandela! Este sim, era um mito! Até chegou a cantar "morte aos Boer (brancos)!" e tudo. Racismo?? Não, isso não se aplica aos pretos nunca nem por nada.

FireHead disse...

CÉU,

Pois é, de tanto quererem fazer de conta que as diferenças não existem, qualquer dia também nós seremos caçados por dizermos que um loiro é um loiro, uma ruiva é uma ruiva e quem tem olhos azuis é porque tem olhos azuis.

O meu pai esteve muitos anos fora, tanto em África como aqui na Ásia e ele sempre foi vítima de racismo. Em África, mais precisamente em Moçambique, disseram-lhe os pretos para voltar para a terra dele porque ele andava a comer o que era dos pretos. E na Ásia diziam que ele é "cuai lou" (homem-diabo, um termo pejorativo em cantonês que os chineses costumam usar para denominar os caucasianos). Se ele em Portugal, que é a terra dele, se atrevesse a dizer por exemplo aos pretos da Guiné-Bissau que vivem no nosso bairro para voltarem (ou irem, pois muitos até já nasceram em Portugal) para Guiné-Bissau porque eles estão a comer o que é dos brancos, o que é que faria do meu velho? Um racista filho da mãe, né??