terça-feira, 6 de setembro de 2016

Alemãs aprendem a ser mães com bonecos mulatos


Oito alemãs participaram num programa de simulação da maternidade, com direito a trocar fraldas e a dar de comer, entre outras coisas, a oito bebés falsos... mulatos (notícia em inglês aqui). As raparigas, para experimentarem a sensação de serem mães, tinham que andar com os bonecos munidos de um chip que permite avaliar o comportamento delas.
"Tão nova e já é mãe?", perguntou assim um cota quando viu uma delas, Zoé, de 15 anos, numa paragem de autocarros. "Isto não é um bebé mas sim um boneco. Ou, mais precisamente, um bebé-simulador", respondeu-lhe assim a menor.
Porque será que eu tenho a impressão que, conforme podemos ver na foto, todos os bonecos parecem a versão infantil da Naomi Campbell ou do Tiger Woods? Isto é mesmo capaz de ser o pior da engenharia social! Mas não, que ideia, acho que não tem nada a ver com nada disso... com certeza que isto só aconteceu porque os bebés-simuladores brancos estavam esgotados, pá! Nada de pensar para o torto.

21 comentários:

Afonso de Portugal disse...

Que nojo!!! E se fosse ao contrário? Raciiiiismo, é claro!

Portuguesinha disse...

Não é isso... eram os modelos mais baratos!!
Kkkkk.

Tenho sentimentos divergentes quando oiço falar desse hábito de simular a maternidade imposto às adolescentes. Não sei bem o que pensar. Se é bom, se é mau... Mal não faz. Dá conhecimentos. Mas parte de mim acha que também está a «impor» o papel da maternidade às jovens meninas. Na américa, pelo que vejo em filmes, os rapazes também têm direito a carregar o seu boneco-simulador, acho muito bem. Mas na Alemanha será que é só para «as meninas»?

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Se fosse o contrário seria normal, é claro. Qual racismo, qual quê! Tu também parece que andas com a mania da perseguição, pá! :P

FireHead disse...

Portuguesinha,

Pois, não sei. Mas se estas raparigas andam a experienciar o que é que é ser mãe então pode ser que seja uma coisa boa, ou seja, pode ser que isto signifique que elas pelo menos querem ser mães e que querem aprender a lidar com as vivências da maternidade. Só não acho assim muita piada arranjarem-lhes bonecos mulatos porque aí parece que se está indirectamente a impor a ideia de que todas elas querem arranjar homens negros. Mas, claro, a minha opinião vale o que vale.

Afonso de Portugal disse...

«Se fosse o contrário seria normal, é claro. Qual racismo, qual quê! Tu também parece que andas com a mania da perseguição, pá! :P»

Seria normal, o tanas:

http://madamenoire.com/605367/black-girls-with-white-dolls-does-race-matter-when-buying-toys/

Mas já agora que estamos a falar em manias da perseguição, não publicaste um comentário meu no postal sobre on Butão! :P

FireHead disse...

Epá, links como este são tendenciosos, visam enganar as pessoas e cimentar nelas o ódio e a discriminação pelas minorias, o que é o mesmo que dizer que fomenta a xenofobia, pá!! Já estou a ver que não há maneira de tu abrires os olhos! :)

Quanto ao teu suposto comentário sobre o meu postal do Butão, lamento informar-te, mas eu não vi nenhum comentário teu, logo não o aprovei porque não pude. Então, vais agora fazer como o outro que me chamou mentiroso e dizeres que tens a certeza que me enviaste o comentário e que eu fiz de propósito porque não tinha como me defender dos argumentos brilhantes do mesmo?? É que fui à pasta dos spam agora mesmo e também não estava lá.

Afonso de Portugal disse...

Suposto não, que o comentário era bem real! :P

Agora é evidente que não vou fazer como o outro anormal porque há muitas outras possibilidades para além de tu não teres aprovado. Eu posso não ter submetido i.e. ter-me esquecido no botão de "publicar" depois de o escrever, o blogger pode ter dado erro, etc.

Em tempos, o Sr. Hamsun também se queixava de que eu não lhe publicava alguns comentários mas eu nunca tinha nenhum por aprovar, portanto, essas coisas acontecem. Não tenho razões para duvidar de ti, pelo menos para já. Até porque esta é a primeira vez que isto acontece desde que eu venho aqui! :)

Mudando de assunto, como é que o clima em Macau lá para Novembro?

FireHead disse...

Em Novembro o clima estará bom. Aliás, a partir de Setembro o tempo aqui em Macau só melhora. A pior altura é mesmo o Verão, que é super quente, húmido e abafado.

Então, estás a pensar em dar um saltinho até cá? :)

Afonso de Portugal disse...

Claro que estou. Desde que o teu "rico amigo" atacou o Caturo para me atingir que estou. E hei-de ir, mais cedo ou mais tarde. ;)

FireHead disse...

Ah, já sei o que é que tu tencionas fazer. Queres provar ao "rico amigo" que tu e o Caturo não são a mesma pessoa, né? :)

Afonso de Portugal disse...

:) Exactamente! Ele vai poder verificá-lo em primeira mão! No fundo é o que ele mais quer e eu decidi fazer-lhe a vontade!

FireHead disse...

Mas depois não terias de ir também para o Brasil ter com o Carlos Broche? XD

Afonso de Portugal disse...

«Mas depois não terias de ir também para o Brasil ter com o Carlos Broche? XD»

Não, porque vai ser o próprio Lá Lá Cardo a admitir a vigarice. E a partir daí, todos ficarão a saber em definitivo que o Lá Lá, o Didi e o Brubru são todos aldrabões! :)

FireHead disse...

Ainda hoje um amigo meu disse-me lá no Facebook que costuma vê-lo na zona dele e que Aparece com ar inconsciente. Nao sei se estava bebado ou com outras "coisas".

Achei piada. XD

Afonso de Portugal disse...

Eheheheh... não me admirava nada. Vamos ver o que acontece nas próximas semanas. Se ele voltar a insultar o Caturo, o TU regressa e desta vez regressa em definitivo.

Uma coisa em que eu tenho reparado é que ele tem aumentado o tom de agressividade para contigo, o que é bom, porque indicia um certo grau de desespero. Acho que ele estava à espera que tu fechasses o blogue depois de ele ter revelado o teu nome verdadeiro.

Há pessoas que julgam que gozando/intimidando as pessoas convencem imediatamente os outros a mudarem de ideias. Estão redondamente enganadas. Este tipo de estratégia pode resultar a curto prazo, mas a longo prazo só faz aumentar a revolta e a indignação. Parece-me que tu estás a fazer a melhor coisa possível, que é cagar de alto no gajo. Era o que eu faria se não houvesse outros (Caturo) ao barulho.

FireHead disse...

Porque as coisas que nós fazemos nem sempre têm o efeito que nós desejamos. E muitas das vezes o tiro pode acabar por sair pela culatra.

Acho que o outro que ainda se dá abertamente ao trabalho de lhe responder, o Paulo Reis, também usa a identidade verdadeira dele no Facebook para expor casos daquilo que é verdadeiramente o islão. Não o conheço, mas já ouvi dizer que ele é ou foi jornalista.

Hehehehe, agora já dizes que eu estou a fazer a coisa certa? Pá, eu simplesmente estou a seguir conselhos já por demais batidos como desprezar, que é o melhor remédio, ou acreditar que os actos ficam com quem as praticam.

Afonso de Portugal disse...

Exactamente, AGORA, porque dantes não o fazias.

Por exemplo, respondeste várias vezes às provocações do cretino de uma forma demasiado educada aqui no BdF, tratando-o como uma pessoa normal, quando o anormal nunca foi minimamente educado para contigo. Foi sempre arrogante, condescendente, pedante e sobretudo MENTIROSO, o grandessíssimo filho da puta.

Também não gostei da forma como lhe mandaste várias vezes "um abraço" depois de ele ter revelado o teu nome verdadeiro. Há coisas que simplesmente não são aceitáveis. O Assange e o Snowden estão encavados precisamente por lutarem pelo direito à privacidade. E eles lutam por bons motivos: a privacidade é a garantia suprema da liberdade de expressão, sem a qual não há democracia. Alguém que cruza essa linha, a da violação da privacidade alheia, merece tudo o que há de mau neste mundo.

Até porque, no caso concreto do Lá Lá Cardo, ninguém lhe fez mal nenhum. Mas desconfio que é precisamente esse o problema desse vigarista, o animal está armado em homenzinho quando não passa de um panasca de merda porque nunca ninguém lhe foi às trombas. Lá chegará o dia...

FireHead disse...

E só de lembrar que tudo isso começou quando eu decidi comentar um artigo que ele escreveu no Hoje Macau numa posta aqui do meu blogue em que eu basicamente lhe dava razão e que em momento algum eu o insultei. O primeiro texto dele sobre mim (e contra mim) nasceu a partir daí e desde então agora não quer fazer outra coisa. Eu sou apenas mais um de muitos dos "inimigos" que ele arranjou. Portanto, ou sou eu e todos os outros que estamos mal, ou é ele que está mal. Para ele, naturalmente, nós é que estamos todos mal.

Anónimo disse...

Volta Afonso, cá te esperamos!

G, o cigano

Afonso de Portugal disse...

Prazer em ver-te novamente, caro G! Obrigado pelo encorajamento! Espero que esteja tudo bem contigo...

Se o Lá Lá Cardo publicar novamente fotos do Caturo, ou mencionar o nome verdeiro dele outra vez, voltarei imediatamente e farei o que nunca fiz antes: atacá-lo directa e implacavelmente em postais do TU. Ou pior, até posso criar um blogue só para o efeito.

Mas se ele não o fizer, o TU continuará desactivado. É um acordo implícito: ele deixa o Caturo em paz e eu não "propago a islamofobia".

Entretanto, podes ir deixando uns comentários por aqui! Olha que o Fire merece! ;)

Afonso de Portugal disse...

«Para ele, naturalmente, nós é que estamos todos mal. »

O gajo só pode ser doente! No YouTube fez um vídeo a gozar com um fulano que o "desamigou" no fuçaslivro. Aparece ele em tronco nú (um clássico dos vídeos e fotos dele), sempre com aquela barba encardida e olhar esgazeado, a fingir que chora pela perda do "amigo". Depois passa uma música pimba à medida que vai mostrando fotos do outro fulano! Esta merda não é normal, digam o que disserem!

E não tenho a menor dúvida: é só uma questão de tempo até ele apanhar um gajo completamente atrofiado pela frente. Nem toda a gente leva estas coisas na desportiva. Eu não importo que gozem o "Afonso de Portugal", o "FireHead" ou o "Caturo". Mas quando gozam com o Celso Carvalhana ou com o Hugo Gaspar, a coisa muda de figura. Há fronteiras que não se cruzam. Em cruzando, está aberta a caixa de Pandora.