sábado, 27 de agosto de 2016

Rui Gomes da Silva defende-se e arrasa fcp

Rui Gomes da Silva mostrou que não é hipócrita e respondeu no Facebook aos que o atacaram por ter desejado a derrota do fcp com a Roma:


HIPOCRISIA? NÃO, OBRIGADO! 

O assunto e os hipócritas do “outro lado”, não merecem mais do que esta nota. 

Sou do Benfica e – com excepção dos “idiotas úteis” – quero tanto que os outros ganhem como eles desejam que o Benfica vença. 

Exactamente o mesmo. 

Ou eu – por ser do Benfica (também reconheço que se fosse de outra equipa portuguesa, qualquer que ela fosse, uma declaração dessas seria normal) – não posso dizer o que dizem os adeptos dos outros clubes? 

Se um treinador português, ao perder uma eliminatória, com o Benfica, diz que não quer saber da carreira do Benfica porque é do Porto, isso é normal. 

Eu é que não posso dizer o que penso,... porque sou do Benfica! 

Se um comentador televisivo, que passou uma época inteira a elogiar um treinador que perdeu tudo (excepto um troféu no primeiro jogo da época), lhe atribui o título de melhor treinador do ano, isso é natural. 

Eu é que não posso dizer o que penso,... porque sou do Benfica! 

Se a ex-mulher do presidente de um clube afirma que ele desejou a vitória da Grécia contra Portugal, no Euro 2004, sem nunca ter sido desmentida, até hoje, isso é curial. 

Eu é que não posso dizer o que penso,... porque sou do Benfica! 

Se um presidente de um clube afirma que basta retirar o vermelho da bandeira portuguesa e “é tudo nosso”, isso é banal. 

Eu é que não posso dizer o que penso,... porque sou do Benfica!  

É verdade que falhei uma previsão tão normal de acontecer quanto as casas de apostas a achavam muito mais possível que a oposta. 

É verdade que vencer contra 9 foi tão fácil como era ganhar contra 11 nos tempos do... Apito Dourado. 

Já mais difícil, vai ser ganhar, no próximo jogo, a atestar pelos recentes elogios às nomeações vindos daquele lado. 

Roma já não é o que era. 

E em Alvalade, vencerá o elogio recente e desesperado da dupla que, para “sobreviver”, tem mesmo que ganhar este ano ou quem recorreu aos métodos do Apito Dourado para invocar uma matriz de vitórias repetidas? 

Como benfiquistas, sabemos qual é o verdadeiro conceito de Verdade Desportiva! 

Como sabemos respeitar nomeações, como a de Tiago Martins, um jovem internacional de elevada qualidade. 

O que não seria se esta nomeação tivesse sido feita por Vítor Pereira (então, se enviasse Artur Soares Dias para a Madeira, seria o bom e o bonito)? 

Por mim, só me pronuncio sobre actuações, não sobre nomeações. 

Mas estou cada vez mais de acordo com o que disse Pedro Proença na sua recente entrevista ao fazer um grande elogio ao excelente trabalho feito pelo o ex-presidente do CA. 

De facto, aquilo que os une (a inveja ao Benfica) é mais forte que aquilo que os separa. 

Por isso, somos mesmo MAIORES QUE PORTUGAL. 

VIVA O BENFICA!!!

2 comentários:

CÉU disse...

Que respostas mais certeiras, brutais, como agora se diz, na mouche e revelando mta inteligência e humor, e olhe, que eu até achava que Rui Gomes da Silva nem sempre brilhava nas declarações, k fazia, mas desta vez arrasou, como dizem os brasucas.

Portugal tem 10/11 milhões de almas, portanto, nós somos 6/7 milhões, então já somos muitossssssssssssssssssssssssss, mas temos de crescer, ainda mais.

E VIVA O BENFICA!

FireHead disse...

Sinceramente não gosto muito desse gajo e não é por ele ser maçon, mas, claro, esta resposta que ele deu está demais. Pois é, é tão chato vermos que o patriotismo bacoco só é aplicado num só sentido! Os outros parece que não se lembram ou não querem saber das grandes festas que já houve por causa das finais europeias perdidas pelo Benfica. Quem tem telhados de vidro não atira pedras, não é assim?

Viva o Benfica, hoje e sempre! :)