quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Polónia proíbe o abate 'kosher'


A católica Polónia, governada por nacionalistas de direita, decidiu acabar com o abate judaico kosher que, apesar de não ser tão horrível como o abate muçulmano halal, é uma prática que, defendem os defensores dos direitos dos animais, faz sofrer os animais devido a uma prática religiosa, um sofrimento que pode perfeitamente ser evitado, como é evitado em países verdadeiramente civilizados, através do atordoamento prévio.
Os judeus, como é óbvio, protestaram contra esta decisão. O Ministério dos Negócios Estrangeiros de Israel afirmou-se decepcionado com a Polónia, que tem uma pequena mas importante comunidade judaica, alegando que a abolição dessa prática dos tempos antigos "prejudica seriamente o processo de restauração da vida judaica na Polónia desde a Segunda Guerra Mundial".
Ainda que o abate kosher consista em fazer um corte no pescoço do animal (que nunca é um porco porque os judeus não comem porcos) de maneira a fazer induzir o dessangramento rápido e completo e provocar assim uma morte rápida e sem dor (ao contrário do abate halal que consiste em fazer com que os animais morram em agonia, isso sim, verdadeiramente selvagem), a sua abolição não deixa de ser um evidente sinal de como a Polónia está apostada em manter a sua verdadeira identidade que é católica. O nacionalismo assim é bom e de salutar. Não é por acaso que os países mais nacionalistas da Europa são também países mais cristãos, ao contrário dos países mais apostatados que têm em conta os valores maçónicos (pagãos) da igualdade, liberdade e fraternidade (ou seja, multiculturalismo, marxismo cultural, ditadura do relativismo, etc.). Realmente nada acontece por acaso.

4 comentários:

Afonso de Portugal disse...

Os judeus devem estar furiosos! Se os nazionaliztaz tiverem razão (LOL!), a Polónia está prestes a pagá-las!

FireHead disse...

Os nazionalistas lá têm razão! Também juram que Israel é um Estado homogéneo e depois, nas forças armadas israelitas, vemos a quantidade de não-judeus que por lá há...

Anónimo disse...

Dizem que em Israel só tem judeus? Bem, e eles vem de toda a parte, inclusive da China e Africa, sem contar os muçulmanos arabes(e outras minorias do medio oriente). Dizer que eles sao homogeneos foi a maior idiotisse que ja li. Normalmente sao os broncos naciobalistas de QI extremamente elevado que dizem essas coisas. O que me faz com certa frequencia questionar o QI deles.

FireHead disse...

É, não é? Os nazionalistas lá sabem porque é que dizem que os judeus promovem a miscegenação no Ocidente através da imposição da imigração terceiro-mundista e ao mesmo tempo mantêm Israel um Estado "puro".