quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Morreu o senhor Atletismo


Peço desculpa por só agora falar do falecimento do professor Mário Alberto Freire Moniz Pereira, o histórico do atletismo português, no dia 31 de Julho vítima de uma pneumonia. Moniz Pereira tinha 95 anos, participou em 12 Jogos Olímpicos, foi treinador de atletas medalhados como Carlos Lopes, Fernando Mamede, Domingos Castro, Dionísio Castro, Francis Obikwelu ou Naide Gomes e era o sócio n.º 2 do Sporting Clube Portugal. Além do atletismo, Moniz Pereira notabilizou-se como compositor de Fado e letrista.
A Câmara Municipal de Lisboa, cidade de onde Moniz Pereira era natural, quer agora dar o seu nome a um lugar a designar. E eu concordo com a ideia, pois ele foi um grande campeão e fabricador de campeões num pequeno país como é Portugal. A vitória de Carlos Lopes, o primeiro português a ganhar uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos, a 12 de Agosto de 1984 em Los Angeles, foi a concretização do seu sonho: "Que um dia um atleta treinado por mim vá aos Jogos Olímpicos ganhar a medalha de ouro e que eu ouça o hino português ouvido em toda a parte do Mundo".
Paz à sua alma e condolências à sua família! O desporto nacional está de luto.

Velha é a pessoa que tem a vida cheia de anos. Eu tenho anos cheios de vida (Moniz Pereira).

4 comentários:

wind disse...

Que RIP!

Adilson disse...

Que Deus console a família que fica.

FireHead disse...

Wind,

Até me deu um aperto quando ouvi o testemunho emocionado do Domingos Castro. O Moniz Ferreira foi mais do que um treinador para eles, foi mesmo um pai. Além disso, era um português dos verdadeiros e valorizava imenso a Portugalidade.

FireHead disse...

Adilson,

E dê o eterno descanso ao grande campeão. Creio, creio não, tenho a certeza, que foi graças a ele que o Sporting se tornou numa potência no atletismo. Se o Sporting tem hoje muitos títulos e taças deve-se mais à sua vertente ecléctica do que propriamente ao futebol.