terça-feira, 16 de agosto de 2016

Marta Pereira da Costa, a primeira e única guitarrista profissional de Fado

video

10 comentários:

CÉU disse...

Desconhecia, completamente, FireHead, mas há sempre uma primeira vez, uma primeira pessoa para tudo e neste caso, uma mulher, k é a primeira e única guitarrista profissional de fado.

É preciso gostar-se mto de algo, e ela, e segundo diz no vídeo, mal saía da faculdade, ia para as casas de fado ouvir tocar guitarra. Mário Pacheco é um nome k refere, como mestre, talvez. Bom gosto!
As dores nos dedos, irão passando com o tempo, ou criando cama e calos,julgo eu, pke eu tb as tenho, já fui operada e continuo a escrever mto.

Boa sorte, empenho e mto trabalho, Marta Pereira da Costa.

Agradeço a divulgação, sempre preciosa, FireHead.

FireHead disse...

Eu confesso que não sou fã de Fado, mas fico contente por saber que há sempre quem goste e que faça de tudo para levar esse estilo musical que é só nosso além-fronteiras, potencializando-o ao máximo. :)

Não tem nada que agradecer! Este blogue aqui também não pode estar sempre a cascar no islão, a falar do Benfica ou a bajular a Igreja Católica, né? :)

Afonso de Portugal disse...

Nada mau... mas o ideal era termos mais compositores, para além de intérpretes.

CÉU disse...

Eu gosto muitooooooooooooo de fado, e até já ganhei um concurso, uma noite de fado, mas coisa local, qdo era adolescente.
Fado é tanta coisa, tanto sentimento!

É isso. Esbofeteia-se, qdo se tem k esbofetear e beija-se, qdo se tem k beijar.

Também sou do Benfica, ah, ah!

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

E pelo que vejo parece que não é muita a malta nova que curte Fado.

FireHead disse...

CÉU,

Fado resume praticamente cantando aquilo que é ser um português. Assim tristonho, melancólico... :)

Porque é que acha que existe a expressão "triste Fado"? :)

Afonso de Portugal disse...

FireHead disse...
«E pelo que vejo parece que não é muita a malta nova que curte Fado.»

O problema é que não é só Fado, a música erudita de uma forma geral está em queda em todo o mundo. A procura por Música Clássica, por exemplo, tinha crescido durante anos 90, mas está novamente nos níveis dos anos 70. É o que dá só passarem hip-hop e 'gangsta rap' nas MTVs e afins... um cérebro que passou a infância e a adolescência a ouvir apenas merda dificilmente apreciará outra coisa.

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Como é que é aquela canção do Justin Beaber?? "Like baby, baby, baby, ohhhhh"!

Porra, uma vez estava na China mais um amigo meu que queria comprar uma mala para levar de viagem e na loja estava o rapaz responsável pela mesma a dançar à nossa frente ao som desta canção! Foi surreal! O tipo não falava inglês, mas já a letra sabia-a toda. :)

Afonso de Portugal disse...

Ui, o Justino Biberão é de facto muito mau. Quase tão mau quanto os seus fãs. Mas a Ri Ana, a Bi Onça, a Taylor Loira Burra e a No-Lady Gagá não ficam atrás. A "música" contemporânea é realmente muito má. Até a nossa música pimba é melhor.

FireHead disse...

Epá, não digas uma coisa destas! Os ídolos são sagrados. Aliás, são divinos!