quarta-feira, 31 de agosto de 2016

A vida.

Encontrei o seguinte texto no Facebook:


Esta é a minha mão. Segurando o meu querido bebé, Ezekiel. Eu dei-o à luz no dia 20 de Janeiro de 2016. O coração dele parou de bater às 11 semanas e dois dias. Ele teve pulsação. Um som doce. Ele teve vida! Ele não era uma partícula. Ele não era apenas um amontoado de células. Ele estava formado. Perfeito. Olhai os detalhes. Os seus queridos dedos. Os dedos dos pés. Sou uma abençoada por ser a mãe dele. Ele viveu para mostrar a vida aos outros!
Por favor sinta-se à vontade para partilhar esta VIDA com os outros. Ele é o meu pequeno querido missionário!

Tiffany Burns, Texas, EUA

12 comentários:

wind disse...

Só um boa tarde:)

Afonso de Portugal disse...

Pois é... mas em quase todo o Ocidente, o aborto vai continuar a ser uma "escolha" de mulheres tão tristes que nem sequer se percebem a si próprias.

Lura do Grilo disse...

Triste

FireHead disse...

Wind,

Por aqui é bom dia. :)

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

É uma conquista da esquerda, que assim conseguiu recuperar uma prática pagã.

FireHead disse...

Lura do Grilo,

Ainda bem que sempre há mulheres que não abortam. :)

Portuguesinha disse...

Não tem qualquer efeito em mim esse tipo de propaganda. Faz décadas que vejo os contra-abortistas a usar imagens até mais agressivas que essa, em campanhas que deviam ter vergonha de espalhar. Também já soube do uso fictício de bonecos ensanguentados para chocar todos os que fossem a favor do aborto. Mas cada qual com a sua opinião...

Aqui é uma forma mais subtil de praticamente fazer a mesma coisa. Ainda que a intenção da Tiffany Burns possa ter sido, realmente, a de homenagear a vida que, presume-se, perdeu espontaneamente. Só acho que para homenagear algo assim bastaria a força das palavras, torna-se um pouco exploratório divulgar uma imagem tão íntima... Mas nisso também acredito que cada qual é que sabe de si.


Ivan Baptista disse...

Somos assim ás 11 semanas ?! Mete-me impressão ver o "girino" ser-humano com aquele sangue ! É parecido com um boneco de plasticina ou cera, parecido com um ET ! Blharrr

FireHead disse...

Portuguesinha,

Mas imagens como esta são para os sensíveis e não para os insensíveis. :P

Isso no fundo é como os maços de tabaco com imagens chocantes e horríveis que nos mostram que fumar faz mal à saúde. Continua e vai continuar a haver fumadores, né?

Acho que a intenção da Tiffany é dizer-nos a todos que com 11 semanas há vida, pois o coração bate. Não é um conjunto ou um amontoado de células como dizem os abortistas que não devem ter surgido a partir disso quando estavam dentro da barriga das suas mães.

De resto é sempre muito fácil uma pessoa ser a favor do aborto porque não foi abortada. Se tivesse sido abortada aí é que não estaria vivinha da silva para defender o aborto.

FireHead disse...

Ivan Baptista,

Sem comentários... :/

Douglas Sulzbach disse...

Bem comovente, bem tocante, essa imagem vale mais que mil palavras!

Abortar é assassinar, querendo ou não.

FireHead disse...

Douglas Sulzbach,

E o pior é que não é um assassinato qualquer. Trata-se de uma mãe que acaba com a vida do(a) seu(sua) próprio(a) filho(a). Haverá algum assassinato pior que este?