sexta-feira, 5 de agosto de 2016

A quantas anda Portugal governado pela geringonça? (III)








2 comentários:

Afonso de Portugal disse...

Agora repare-se: por um lado, estes anormais incentivam as pessoas a comprar painéis solares, bateriais e micro-turbinas, promovendo o auto-consumo (consumir a energia produzida localmente pelos painéis e micro-turbinas, ao invés de consumir a energia veiculada pela rede de distribuição, produzida nas grandes centrais eléctricas).

Mas, por outro lado, querem tributar a circunstância que permite maximizar esse auto-consumo, que é precisamente a disponibilidade de energia solar que possa ser aproveitada da forma mais eficiente pelos painéis e também para aquecer as casas durante o Inverno!

Enfim, só podia ser uma medida da "geringonça"!

FireHead disse...

Olha, com toda a sinceridade, eu não sei como é que a geringonça até agora ainda não foi abaixo. O que é que se passa com os comunistas de hoje em dia? Ah, já sei, só podem ser todos uma cambada de vendidos...