domingo, 17 de julho de 2016

O que é que aconteceu na Turquia?


Nada de mais. Houve apenas uma tentativa de golpe Estado. Não passou disso mesmo, duma tentativa de golpe de Estado.
É bom não nos esquecermos que o presidente turco, que é pró-islão, foi democraticamente eleito. E os verdadeiros muçulmanos votam sempre contra a democracia e a favor do islão.

10 comentários:

Anónimo disse...

Quase 300 mortos nesta tentativa falhada de golpe de Estado: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/07/turquia-diz-que-161-morreram-em-tentativa-de-golpe-militares-seriam-104.html
Como devem ser muslos, logo não te interessam.

FireHead disse...

Uma afirmação insensata. Então e tu, interessas-te pelos cristãos que são perseguidos e mortos no mundo islâmico??

Adilson disse...

Esse anônimo deve estar a brincar! O cara digitou a pior fonte jornalística que alguém poderia mencionar. Logo o G1? Pelo amor de Deus. Não sei o que realmente está acontecendo naquele país que certamente é um barril de pólvora islâmica velado nos últimos anos. Ainda aguardo alguma análises do pessoal do portal MídiaSemMascara, o melhor para nós brasileiros. Mas quero dizer algo: duvido que os militares tenham tentado derrubar a suposta democracia da Turquia. Ora, toda pessoa sensata sabe que o atual presidente da Turquia, Erdogan, é um árduo apaixonado por Hitler. Ainda esse ano ele se babava todo em elogia Hitler. Logo, se os militares tentaram derrubar Erdogan é porque há um motivo, e creio que se deve mais a postura do Erdogan de concentrar poderes. Não conheço os militares, mas o fato é que a vida na Turquia não tem sido democrática para os cristãos. E certamente, caso realmente houvesse uma guerra civil, quem de fato iria sofrer mesmo seriam os cristãos. Além do mais, a Turquia insiste em não reconhecer o genocídio contra o povo armênio. Enfim, a Turquia pode ser até uma democracia no modelo do politicamente correto dos esquerdistas, para os quais todo elogio a assassinos totalitários é ignorado desde que não seja feito por um conservador. Se há uma democracia no oriente, só uma pode ser considerada como tal, qual seja, Israel. O resto é hipocrisia ou mentira deslavada dos esquerdopatas.

Anónimo disse...

Hitler está de volta?

FireHead disse...

Adilson,

Têm aparecido muitos anónimos por aqui, uns com comentários mais estúpidos que outros, mas eu de vez em quando ainda lá permito uns quantos comentários que é para não me acusarem de ser fascista, como se os esquerdalhos não fazem igual ou mesmo pior.

Este atentado falhado só veio reforçar ainda mais os poderes do Erdogan. E que ele admire o Hitler, tal não é novidade nenhuma, qualquer muçulmano que se preze tem admiração pelo Hitler por causa do que ele fazia com os judeus. E por muito que o Erdogan negue que quer (re)islamizar o país, traindo assim o legado do laico Atätürk, a obra que ele já mostrou parece não deixar margem para dúvidas.

Já agora, vê só aqui imagens daquilo que fizeram os apoiantes do Erdogan aos golpistas:

http://www.barenakedislam.com/2016/07/17/erdogan-supporting-turkish-muslims-are-beating-torturing-and-killing-soldiers-who-staged-a-failed-coup-attempt-to-wrestle-the-goverment-away-from-the-islamofascists/

Não faltou também a famosa decapitação islâmica:

http://www.barenakedislam.com/2016/07/16/turkish-soldier-from-the-guardians-of-ataturks-secular-legacy-was-beheaded-by-a-pro-erdogan-mob-of-savages-in-istanbul/

Isso está-lhe nos genes.

A Turquia, por muito laica que tente ser, não consegue afastar nunca dela um facto: é a herdeira do Império Otomano. Mais palavras para quê?

FireHead disse...

Anónimo,

É capaz. Até já se ouve falar por lá do "espaço vital" e da "raça ariana" e tudo...

Afonso de Portugal disse...

«Têm aparecido muitos anónimos por aqui»

De facto, até eu que não sou dono do blogue noto a presença de mais trolls do que é costume... efeito Lá Lá Cardo?

Anónimo disse...

mas quem é que acredita que a tentativa de golpe de estado foi de facto real?
se os militares estivessem mesmo empenhados em faze-lo, teriam-no feito...
na minha opinião, foi uma chantagem exercida para que os poderosos ficassem a saber quem está a favoe, e quem está contra... agora... nem os juizes escapam...

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Eles «andem» aí! :)

FireHead disse...

Anónimo,

Eu não acredito nem deixo de acreditar...