sexta-feira, 8 de julho de 2016

O homem que derrubou a estátua de Saddam Hussein está arrependido


O homem que derrubou a estátua do Saddam Hussein na praça Firdos, em Bagdad, no ano de 2003, Kadhim Sharif al-Jabouri, está arrependido do que fez, pois "o Saddam matava pessoas mas não tanto como este governo". Admitindo que ficou muito contente por os americanos terem mandado o regime de Saddam Hussein abaixo - diz ele que o ditador matou 14 dos 15 membros da sua família -, hoje diz que tudo ficou pior no Iraque. "Agora, quando passo pela estátua, sinto dor e vergonha. Pergunto-me: por que deitei a estátua abaixo? Gostaria de voltar a pô-la no lugar, reconstruí-la, mas tenho medo de ser morto", contou o ex-mecânico que hoje é um refugiado em Beirute, no Líbano, ao Washington Post. Agora Kadhim culpa os EUA de terem formado um governo de "corrupção, disputas internas, assassinatos e roubos": "O Saddam desapareceu e no seu lugar apareceram mil Saddams". O Bush e o Blair, continuou, destruíram o Iraque, e mandaram os iraquianos de volta à estaca zero: "Se eu fosse um criminoso, iria matá-los com as minhas próprias mãos".
13 anos depois, o Iraque encontra-se submerso num conflito de etnias - cada etnia vê-se a si própria como uma nação - e a braços com o Estado Islâmico (EI). A capital iraquiana já deixou de ser segura a todos os níveis e só este ano o EI já realizou oito atentados terroristas no país. O último atentado do grupo extremista em Bagdad foi no passado domingo e provocou mais de 200 mortos, tornando-se no ataque mais mortífero com bombas desde a invasão dos EUA em 2003. O regime de Saddam Hussein, tal como o regime do Mubarak (Egipto) e do Muammar Khadafi (Líbia), servia de tampão, mas mandaram-no abaixo em nome da... democracia. E agora é isto. Ah, e, como não estão ainda contentes com isso, continuam a querer mandar também abaixo o regime de Bashar al-Assad!
Já agora, por curiosidade, o Donald Trump, esse tipo terrível que pode chegar a presidente dos EUA, foi contra a invasão americana no Iraque, alertando para os problemas que daí adviriam...

8 comentários:

Anónimo disse...

O arrependimento não mata...

FireHead disse...

Mas mói.

Natã disse...

Espero muito que Trump vença as eleições.

FireHead disse...

Penso que todos os que são minimamente decentes desejam o mesmo. Se a Hilária ganhar, a merda continua nos EUA.

RICARDO LIMA disse...

Se a Hilária ganhar, acho que a merda vai aumentar muito nos EUA (e vai ficar mais mal cheirosa do que já é :O )

Vasco disse...

O problema não é a merda nos EUA, mas a merda que eles fazem além fronteiras. O Trump já mostrou diversas vezes que não está minimamente interessado em guerras e investidas militares.

FireHead disse...

RICARDO LIMA,

Se a Hilária ganhar, o trabalho desenvolvimento por Obama terá continuação e também um upgrade.

FireHead disse...

Vasco,

Por isso que só temos é de esperar que o Trump ganhe. Também é bom para o mundo que os EUA sejam great again.