sábado, 30 de julho de 2016

Médico húngaro atacado

Na Alemanha, um médico húngaro foi atacado com uma faca pelo pai de um paciente muçulmano na passada segunda-feira em Troisdorf. O médico, que estava no meio de uma cirurgia, disse que o homem o obrigou a ajoelhar-se e pedir desculpa ao seu filho. Ah, e gritou também Allahu Akbar ameaçando cortar-lhe a cabeça...

video

A sorte é que não existe nenhuma islamização nem nada do género...

4 comentários:

Adilson disse...

Eita! Se eu fosse um médico que trabalha para o governo na Alemanha eu colocaria três coisas no meu consultório: 1) um porquinho de pelúcia, 2) um pedaço de bacon bem diante dos olhos dessas bestas pacientes e, por último, uma boa pistola 9 milímetro (na gaveta de minha mesa), para servir de garantia, caso o safado ousasse me atacar

Anónimo disse...

Hungaro , tem certeza ? é que ele nada difere em aparencia dos refugiados .

FireHead disse...

Adilson,

Pois é, o problema é que a Alemanha neste aspecto é capaz de estar como em Portugal. Se tiveres uma arma e puxares dela para a usares em auto-defesa, o culpado és tu se magoares ou matares quem te quiser fazer mal!

FireHead disse...

Anónimo,

Lá por ele te parecer um refugiado não quer dizer que ele não possa ser húngaro, mas já sei que tu sabes como é que é a cara de um húngaro e sabes melhor que ninguém quem é húngaro e quem não é. E como eu compreendo muito bem o teu ponto de vista, também te digo a ti e a todos que tu tens cara de merda, logo és uma merda. Vá, agora baza daí e preocupa-te com o teu Brasil.