quarta-feira, 6 de julho de 2016

«Já vai sendo hora de reivindicar um dia contra as aberrações sexuais dos sodomitas»


O padre espanhol Jesús Calvo, pároco da localidade leonesa de Villamuñio conhecido por não ter papas na língua e também já elevado à categoria de referência dos católicos tradicionalistas de Espanha, reagiu aos ataques anticristãos feitos durante a parada de orgulho gay no sábado passado em Madrid dizendo que "já vai sendo hora de reivindicar um dia contra as aberrações sexuais dos sodomitas que ridicularize os movimentos degenerados importados dos orgulhosos das anomalias físicas e psíquicas que denigrem as leis naturais", movimentos degenerados esses que fazem "apologia da degeneração moral e da ruína da sagrada personalidade humana, criada nada menos que à imagem e semelhança de Deus". "Não esqueçamos que estes manejismos anti-sociais são a ponta do icebergue da obra satânica que luta para destruir a grandiosa obra do Criador e, nesta eterna luta do mal contra o bem, se inclui tudo o que de bom, verdadeiro e belo saiu da mão sapientíssima e amorosíssima de Deus", acrescentou o sacerdote, dizendo ainda que entidades como a UNICEF, a UNESCO e várias ONG's "têm elaborado muitos documentos para esta falsa ideologia homossexual". "Do que se tratam estas obscuras ideologias-moda é a destruição da família cristã, indissolúvel, como a primeira escola de formação religiosa e humana dos filhos", frisou, denunciando também a "cobardia generalizada da Igreja e do Estado por esta falta de unidade católica" que é "uma solução para o problema de Espanha". "Há que voltar a reconhecer e ressuscitar o nacional-Catolicismo. É isso ou o suicídio colectivo", sentenciou.

2 comentários:

Anónimo disse...

Este padre é bem capaz de estar na lista negra do esquerdelho por estar a incentivar ao ódio, que isso do ódio só pode partir sempre dos grupos dos opressores e os cristãos fazem parte desses grupos. É preciso acabar com o cristianismo depressa que é para o esquerdinhos poderem reinar. A questão é saber como é que eles pensam fazer isso se ao mesmo tempo apoiam a causa muçulmana, e qualquer pessoa minimamente normal sabe que os muçulmanos não são amigos da GBLT ou da igualdade.

FireHead disse...

O islão serve-se da esquerda para se propagar e a esquerda serve-se do islão para erradicar as influências do Cristianismo na sociedade, e no final ganha o islão à esquerda porque os mariquinhas não conseguem fazer frente aos machos islâmicos.