quarta-feira, 27 de julho de 2016

Ciganos vandalizaram quartel dos bombeiros


Na madrugada do dia 26, o quartel dos bombeiros voluntários de Campo Maior, no Alentejo, foi vandalizado por um grupo de mais de 30 pessoas e um bombeiro acabou por ficar ferido, diz a SIC Notícias. O órgão informativo, contudo, fez questão de ocultar a etnia dessas pessoas, pois o politicamente correcto é sempre aquela base (código deontológico dos senhores jornalistas e tal...). No entanto, se fordes ao link e visionardes o vídeo, podereis ouvir o que disse um bombeiro entrevistado: "Vieram pedir socorro e depois... eles não têm regras. Eles... é um tipo de pessoas que só têm direitos, não têm deveres. (...) Esse grupo de pessoas, sabemos onde pertence, sabemos quem são, de que raça são..."
O comentador que assina com a alcunha Punisher escreveu assim: "30 pessoas????? Mas que merdda de atitude cobarde é esta da SIC, ao não atribuir nomes correctos aos suinos que fizeram isto??? CIGANOS!!!! Foram 30 CIGANOS!!!! Sim, os mesmos porcos parasitas que vivem á nossa e vossa custa, Srs. Jornalistas!!! É por causas destas atitudes do politicamente correcto, que isto está como sabemos..."; já Paulo A. Andrade escreveu: "Quais investigações? Vão concluir que os selvagens responsáveis por estes atos são os coitadinhos do sistema, para não variar!"
É sabido que em Campo Maior existe uma grande comunidade de ciganos...

6 comentários:

wind disse...

Os ciganos são assim...

FireHead disse...

Nos tempos do Salazar baixavam a bolinha, mas agora, depois do 25 de Abril de 1974, tudo mudou... para melhor. XD

Afonso de Portugal disse...

Que vibrante, pá! O que seria do nossos país sem o enriquecimento proporcionado pelas "minorias étnicas"!

Ou como disse o Quaresma: "deu-me gozo ver os franceses chorar!" :P

FireHead disse...

O que seria do nosso país sem o enriquecimento proporcionado pelas "minorias étnicas"? Olha, seria um tédio imenso mergulhado num profundo cinzentismo! Seria uma enorme seca, pois não haveria crimes nenhuns. Ou melhor, haver até havia, mas a Justiça daqueles tempos costumava ser implacável, mas tão implacável que até desencorajava qualquer tendência criminosa. Hoje em dia é que Portugal está bem, foi libertado das trevas castradoras da liberdade! Agora é sempre a melhorar daqui para a frente! Aliás, foi sempre a melhorar a partir do 25 de Abril de 1974 e segue a um ritmo imparável rumo à perfeição total, qual Nirvana que se aproxima cada vez mais da plena comunhão com o cosmos e o divino!!

Adilson disse...

Creio que isso vai continuar... aqui no Brasil, onde eles acampanham, não sobra nada por perto.

FireHead disse...

Nos tempos doutra senhora nem piavam... e hoje em dia, não só vivem de subsídios, como têm direito à habitação, podem ir às feiras vender as roupinhas que eles vão buscar às fábricas, cometem os seus delitos por aí, casam as suas filhas ainda adolescentes, com 12 ou mesmo 13 anos já são mães (pedofilia??), fazem uma carrada de filhos... e quem está contra tudo isso é porque é um ciganofóbico porque há que respeitar as culturas alheias, logo a cultura cigana não pode ser uma excepção.