sábado, 9 de julho de 2016

Brexit - O fim da Europa? (Nando Moura)

video

2 comentários:

Anónimo disse...

Nando moura nega a existencia de raças pois ele proprio é um mestiço . Vejo isso como um complexo de inferioridade que ele tem em relaçao aos que ,ao contrario dele ,tem uma raça a qual pertencer e se orgulhar.
Ao negar a existencia de raças se revela tambem um esquerdista ,uma vez que faz apologia a falacia da tabula rasa e ideologia igualitarista ; ambas disciplinas do marxismo cultural que por sua vez sao frutos da escola de frankfurt e servem como instrumentos para destruiçao da civilizaçao ocidental atraves da aniquilaçao da raça que a criou e a mantem.

FireHead disse...

Se ele nega a existência de raças, o problema é dele. Não é este ponto de vista dele que é aqui debatido, portanto passa à frente.

Se o próprio Nando Moura é um mestiço, isso é coisa que gente paranormal como tu consegue ver a olho nu. E se isso de ser mestiço significa ter um complexo de inferioridade, então quem tem problemas com isso é quem não é mestiço. Mas como tu és capaz de ser um branco veradeiro, e quando digo isso estou a insinuar que tu não tens origens extra-europeias, possivelmente nem sequer descendes do Australopithecus, Homo Habilis, etc. etc., mas sim directamente de um ser que já surgiu branco que nem cal (Hahahaha), deves ter realmente um grande moral para falar dos mestiços e de saberes o que é que eles pensam ou deixam de pensar acerca deles próprios. Eu conheço muitos mestiços que têm orgulho de ser o que são, e até muitos deles consideram-se superiores aos "puros". Há quem se orgulhe da sua raça, como os pretos, e há outros que têm orgulho de ser uma mistura. E ainda bem que assim é.

Pois, ele até pode ser tudo isso que dizes... mas parece que em termos religiosos não é assim, o que faz com que a tua opinião acerca dele falhe, e também é por esse lado que mais me interessa. O que criou a civilização foi, mais que a raça, o Cristianismo.