quinta-feira, 14 de julho de 2016

Ainda bem que Marcelo também condecorou os outros medalhados

Jéssica Augusto, Dulce Félix, Tsanko Arnaudov, Patrícia Mamona e Sara Moreira
Quem não chora não mama mesmo: depois do presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira, ter criticado o presidente da república por este ter condecorado os jogadores da selecção nacional de futebol - mesmo que eles não tivessem ganhado (é ser/estar ganho e ter/haver ganhado que se diz/escreve correctamente) o Euro 2016, como o próprio afirmou - e não também os atletas medalhados no Campeonato da Europa de Atletismo, Marcelo Rebelo de Sousa lá dignou-se em condecorá-los também com a Ordem do Mérito. Fernando Pimenta, campeão nos Europeus de Canoagem de Moscovo em K1 1000 no mês passado, também foi, e bem, condecorado.
A equipa portuguesa de atletismo teve este ano os melhores resultados de sempre, trazendo de Holanda para Portugal seis medalhas no total, três de ouro, uma de prata e duas de bronze. "Estamos num tempo de afectos, mas sabemos que os afectos não têm sido iguais a todos. Neste caso, somos nós que temos de passar os afectos aos atletas. Quando vejo um jogo de futebol, penso que os nossos atletas são iguais a estes. Esforçam-se e não se esforçam menos. Por isso, merecem o mesmo reconhecimento, o mesmo afecto que outros merecem na sociedade desportiva", lamentou, na altura, Jorge Vieira. Fonte ligada à presidência da república garantiu, no entanto, que estes atletas não foram esquecidos e que sempre iam ser condecorados. O dia de ontem, dia em que Marcelo condecorou os atletas que afinal não foram esquecidos, coincidiu também com a cerimónia da despedida da missão olímpica, nos jardins do Palácio de Belém, com o presidente da república a desejar boa sorte aos olímpicos e a fazer votos para que "daqui a duas semanas" possa receber "muitos outros atletas" para condecorar.
A gente bem sabe que estes atletas não ganham balúrdios nem são tão famosos como os futebolistas, mas, caramba, também é gente que representa e brilha em nome de Portugal! E sempre quero ver se os nossos hoquistas vão ou não ser igualmente condecorados se ganharem o Europeu de Oliveira de Azeméis!

2 comentários:

Portuguesinha disse...

O presidente da associação de atletismo está coberto de razão.
Pode-se dar toda esta desmesurada atenção ao futebol mas chiça... Guardem um bom pedaço de tempo televisivo ou de destaque na imprensa para outros feitos nacionais que não só esse! Criem outros ídolos do desporto, além da Telma Monteiro que soma e segue medalhas (por acaso não sei se tem a do mérito). A meu ver, condecorações bem justas e merecidas.

FireHead disse...

Acho que isso das condecorações não tem efeito retroactivo, ou seja, os medalhados do era pré-Marcelo Rebelo de Sousa não estão abarcados neste novo regime.

A mim irrita-me a excessiva importância que se dá ao futebol em Portugal. Se dantes quando ainda não tínhamos um único título oficial nos séniores já era o que era, imagino como serão as coisas agora que já sabemos o que é que é sermos campeões da Europa...

A Telma Monteiro já é das melhores judocas da Europa e mesmo do mundo, mas raramente tem o devido e merecido destaque...

O presidente da república meteu-se numa alhada, agora que se desenrasque. É bom que todos os nossos atletas se sintam com uma motivação extra para ganhar medalhas... pelo menos enquanto o Marcelo estiver na presidência. :)