quarta-feira, 8 de junho de 2016

Manuscrito revela que o islão dominará a Europa

Segundo esta fonte, foi redescoberto um manuscrito do século XV que prevê a conquista da Europa por parte do islão e a erradicação do Cristianismo (um sonho partilhado também por muitos traidores do Ocidente, como os esquerdistas, os pagãos e demais anticristãos). Ou seja, trata-se de um manuscrito, denominado "Mapa do Inferno", que prevê o fim da superior civilização ocidental.


Escrito entre 1486 e 1488 em latim, o autor, possivelmente de Lübeck, na Alemanha, fala da ascensão do islão, do profetizado Anticristo e do Juízo Final, que ele achava que seria em 1651 baseando-se sabe-se lá em quê. O autor, que se supõe ter sido alguém com conhecimentos médicos, avisa que o islão é uma ameaça ao mundo cristão (é um facto que é). Na imagem de baixo podemos ver cinco espadas do islão, cada uma com uma legenda excepto uma: "isto corrige", "isto reforma", "isto esmaga" e "Para Roma". A quinta espada poderá possivelmente conter como legenda algo que diria "controlo da Europa".


Este manuscrito apocalíptico (embora já com o prazo de validade ultrapassado) encontra-se actualmente na Biblioteca de Huntington, em San Marino, na Califórnia.


O reino florescente dado por Deus (Europa) floresce até ao seu fim. De repente, ele será destruído por muçulmanos. Aparecerá um leão destruidor (o Grande Monarca francês) e cravará as suas garras nos inimigos (...) De uma forma fácil e horrível, a terra será ocupada e destruída. (...) O império (europeu) tremerá e sofrerá a catástrofe vinda do Oriente que irá até a América, e alcançará o seu objectivo (...) Aparecerão grandes sinais no céu. Em dois anos de miséria, o império dos iníquos estará infestado em todos os lados (profecia de São Francisco Xavier).

4 comentários:

AF disse...

Muitíssimo interessante, verdadeiro e profético.

Não sei se você já viu, mas também há um padre que em 1938 previu sobre o perigo ameaçador do islã:

"[Os ocidentais] esqueceram tudo sobre o Islam. Eles nunca entram em contato com ele. Eles têm como óbvio que ele é decadente e que, de todo modo, ele é só uma religião estrangeira com a qual eles não vão se preocupar. Ele é, na verdade, o mais temível e persistente inimigo que nossa civilização já teve e pode, a qualquer momento, se tornar uma ameaça tão grande no futuro quanto foi no passado... Sempre me pareceu possível e mesmo provável que haveria uma ressurreição do Islam e que nossos filhos e netos veriam o renascimento daquela tremenda luta entre a cultura cristã e o que é, há mais de mil anos, seu maior oponente."

Fonte: http://olhonajihad.blogspot.com.br/2011/05/uma-declaracao-profetica-sobre-o-islam.html

FireHead disse...

AF,

Não, não conhecia (Hillaire Belloc não era padre) e vou ter de colocar este texto também aqui neste blogue que é para as pessoas deixarem de pensar que o Cristianismo anda feito com a islamização.

Obrigado pela partilha.

Anónimo disse...

Mas não é o Vaticano que é a favor da entrada do tal povo??

FireHead disse...

Anónimo,

Com muros construídos para proteger o Papa desse tal povo??