terça-feira, 7 de junho de 2016

Mais uma refugees' lover violada por um «refugiado»

Sim, também há (muitos) rapefugees entre os refugees
Foi violada na semana passada mais uma refugees' lover que acolheu um «refugiado» muçulmano em sua casa, em Colónia, na Alemanha. A vítima, de 20 anos, tinha conhecido o rapefugee em questão, um afegão (o Afeganistão está em guerra com o Estado Islâmico?) de 26 anos, através do grupo internético Flüchtlinge Wilkommen ("Bem-vindos, refugiados") e foi a sua vagina (e sabe-se lá que mais) que acabou por dar as boas-vindas ao pénis alógeno. O «refugiado» acabou por ser detido e às autoridades ele afirmou que o sexo foi consentido, o que foi provado em tribunal tratar-se de uma mentira. Apanhou apenas dois anos e meio de cadeia.

Sim, há os que não são perigosos e há também os que não estão em perigo coisa nenhuma!
Sim, e depois de abrirem os braços para o acolhimento, abrem também as pernas...
Sim, o esquerdume, o feminismo e o islão andam sempre de mãos dadas
Não sabemos se a vítima continua agora a apoiar entusiasticamente o acolhimento de «refugiados». É capaz de ainda apoiar, pois claro, com certeza...

2 comentários:

Ivan Baptista disse...

Nós cá também temos disso ai - ( https://www.youtube.com/watch?v=mU4oAqw008Y ) Elas(e/ou eles)não sabem bem que no fim, quando já não forem necessárias/os, ou quando não for mais preciso este tipo de iniciativas, ficarão entregues a si próprias/os.
Ainda não perceberam que tudo isto das justiças e das igualdades e etc, é apenas fantoche. É, Infelizmente é a realidade, ainda há gente que se ilude.

FireHead disse...

Não te iludas. Até agora ainda não vi manifestações feministas contra a misoginia islâmica. Ok, minto. O único grupo feminista que eu já vi que tem tomates para se insurgir contra o islão é a FEMEN.