quarta-feira, 22 de junho de 2016

Celebração pagã do solstício de Verão

Ontem foi o dia mais longo do ano, com 17 horas de luz diurna, e agora os dias vão diminuir até ao dia 21 de Dezembro, o dia mais curto do ano. Este ano o solstício coincidiu com o strawberry moon ("lua de morangos"), com a lua a ficar avermelhada e a significar, conforme crença pagã dos índios Algonquin dos EUA, um sinal para colher morangos. O solstício é um mero fenómeno astronómico, mas para o paganismo irracional ele é mais do que isso e muitas culturas pagãs entendem o solstício como a representação de um tempo de fertilidade e renovação que é para ser celebrado.

No famoso monumento megalítico britânico Stonehenge reuniram-se
umas 12 mil pessoas, cerca de metade da aderência do ano passado
Neo-druídas, WICCAnos e pagãos de vários tipos, entre eles cornudos (satanismo??)
Tudo muito «ancestral», «etnicamente europeu», apesar da vibrante diversidade e tal...
Este ano não houve detenções, pois pela primeira vez foi proibido o consumo do álcool e drogas
Em Portugal apostatado também se idolatrou o solstício, como em Foz Coa, na Guarda

6 comentários:

wind disse...

Esteve uma noite linda, pois também esteve Lua cheia, u fenómeno que só acontece de 70 em 70 anos:)

FireHead disse...

Exactamente, foi o que eu referi. A Natureza tem muitas coisas bonitas, mas daí a considerá-las sagradas e merecedoras de celebração... por amor de Deus...

Dr. No disse...

A Natureza tem muitas coisas bonitas e são merecedoras de celebração porque são obra da Criação de Deus e do Seu amor.

(o que é muito diferente do que estes pagãos fazem)

FireHead disse...

O que é que merece ser celebrado? A chuva? A neve? :O

Dr. No disse...

Merece ser celebrado o milagre da Vida e da Criação.

FireHead disse...

Sim, claro, mas isso é independente da natureza. Maravilharmo-nos das criações apenas enaltece o Criador.