segunda-feira, 9 de maio de 2016

Benfica vence nos Barreiros


E pronto, já só falta mais uma final para a Liga NOS acabar. Depois da vitória do Sporting sobre o frágil Vitória de Setúbal por 5-0 no Estádio de Alvalade, era imperioso conquistarmos os três pontos para recuperarmos a liderança no campeonato e felizmente foi isso que aconteceu com toda a justiça, depois de uma primeira parte marcada pela expulsão ingénua de Renato Sanches aos 37' e de alguns lances de muito perigo para a baliza do guarda-redes francês Salin. No reatamento entrámos fortes e foi com toda a naturalidade que Mitroglou inaugurou o marcador aos 48', aproveitando-se de um mau alívio de Alex Soares. Talisca, que entrou para o lugar de Carcela aos 66' para refrescar e reforçar o meio campo, apontou de forma soberba um livre aos 83' e estabeleceu o resultado final. A nossa vitória é indiscutível e o resultado só não ficou mais dilatado porque ainda houve duas bolas no ferro da baliza maritimista e algumas grandes defesas do Salin. Mas pronto, seja como for, o que interessava era a vitória e foi isso que conseguimos, independentemente do jogo da mala, dos jogadores poupados e dos incentivos leoninos aos adversários para nos travarem.

Kostas Mitroglou foi considerado o melhor em campo e, tal como Jonas, saiu esgotado
No final do encontro, Rui Vitória disse que o jogo foi difícil mas que a vitória "foi justa e categórica" contra uma equipa que se bateu bem. Questionado pelo jornalista sobre as declarações de Jorge Jesus, que reiterou no sábado que o Sporting é a melhor equipa do campeonato, o treinador benfiquista disse assim: "Isso não interessa para nada!". Jardel afinou pelo mesmo diapasão do técnico: "Palavras de Jesus? Ele pode falar o que quiser, não me interessa. O foco é no nosso trabalho e é deixá-lo falar". João Gabriel, o nosso director de comunicação, aproveitou a deixa do Jardel e acrescentou que foi uma "grande vitória num jogo em que tentaram de tudo para nos atrasar". Do lado madeirense ninguém se atreveu a pôr em causa a justiça do resultado. "O Benfica justificou a vitória e o Marítimo soube dignificá-la", admitiu Nelo Vingada.

Os suplentes que entraram em campo, como o Talisca, acrescentaram qualidade ao nosso jogo
Já com alguns pontos nos is nesta Liga NOS - apuramento inédito do Arouca para a Liga Europa e a esperada despromoção da Académica (não se esperava outra coisa de uma equipa que faz anti-jogo, como se viu contra nós) ao fim de 14 anos -, falta mesmo o seu epílogo, no dia 15. Só temos é de manter a alma de bicampeão se quisermos ser tricampeões.

4 comentários:

Josephvs disse...

Estamos fodidos lol

Temos Q grammar os lampioes heheh

FireHead disse...

Estou a ver que o Benfica deixa-te mesmo completamente transtornado, hehehe... segue em frente, vai, há mais vida para além do futebol. :P

RICARDO DA SILVA LIMA disse...

Que é isto, senhores, não briguem por causa do fut-ball. :P

Espírito esportivo, sempre. :)

FireHead disse...

Ninguém é perfeito, hehehe. ;)