quarta-feira, 18 de maio de 2016

Bebé atada a uma pedra enquanto os pais trabalham


Em Ahmedaba, na Índia, uma menina de 15 meses, Shivani, é amarrada todos os dias a uma pedra num local de construção enquanto os seus pais, ambos trabalhadores da construção civil, trabalham que é para ela não fugir e porque as creches no país são raras e caras. Descalça e no meio do pó, Shivana chega a passar nove horas por dia ao sol e a temperaturas acima dos 40º. "Eu amarro-a para ela não ir para a estrada", disse assim a progenitora, Sarta Kalara, à Reuters. "O meu filho mais novo tem três anos e meio e não consegue controlá-la. O local tem muito trânsito. Faço-o pela segurança dela". Sarta e o seu marido ganham juntos 250 rupias por dia, o equivalente a 3,35 euros.
Quanto mais a população do terceiro-mundo aumentar, mais a situação irá piorar.

6 comentários:

wind disse...

Cristo, que horror!

FireHead disse...

E essa gente multiplica-se que nem ratos... No futuro, os únicos capazes de fazer frente aos chineses serão os hindustânicos.

Anónimo disse...

Deviam ser um casal homossexual só pode.... (Ironia)

FireHead disse...

Gays na Índia? Só se forem mesmo muito valentes...

CENSURADO AGAIN disse...

Anónimo Anónimo disse...

Deviam ser um casal homossexual só pode.... (Ironia)

20 de maio de 2016 às 20:51

POIS VAI VER ATE AS BICHAS SERIAM PAIS MENOS PODRES VIDE A QUANTIDADE DE BEBES JOGADOS FORA POR HETEROS

FireHead disse...

Por isso é que tu és bicha.