sexta-feira, 27 de maio de 2016

As novas da engenharia social neomarxista no Ocidente...

Na Austrália, «o chefe do Executivo do estado da Victoria, Daniel Andrews, pediu oficialmente desculpas por leis antigas que criminalizavam a homossexualidade e que enviaram para a prisão milhares de pessoas.» 

No Reino Unido, uma mulher decidiu casar consigo própria: «Sophie Tanner tinha 36 anos e estava solteira. Desde criança que o seu sonho era casar e, mesmo sem namorado, a britânica não desmoralizou. No ano passado decidiu casar consigo própria.» 

Ainda no Reino Unido, um professor universitário defendeu, numa entrevista, que os pais não devem poder ler histórias infantis aos seus filhos, porque «isso coloca em desvantagem as crianças cujos pais não lhes lêem as mesmas histórias». A conclusão do "professor" é a premissa central do marxismo cultural: «devíamos abolir a família» como forma de «resolver este problema de justiça social». Mas atenção, caros leitores, o marxismo cultural é uma teoria da conspiração perpetuada por extremistas de direita! 

O mais insólito é que todas as notícias anteriores parecem quase normais quando se lê a nova tara do Al-Guardian: defender o "estilo de vida alternativo" dos homens que escolhem viver como cães! Não, não estou a gozar, ora vejam só:


A "crónica" do Al-Guardian começa assim: «É fácil rir de um homem adulto dentro de um fato de cão feito de borracha que mastiga um brinquedo que guincha. Talvez fácil demais, porque rir é descartar, é denegrir, é ignorar o facto de que muitos de nós, em algum momento das nossas vidas, encontrámos conforto e alegria em fingir sermos animais.» 

... E este, por incrível que pareça, é o parágrafo mais normal do artigo. Porque depois encontram-se pérolas como esta: 

«Trata-se de nos darmos licença para nos comportarmos de uma forma que sentimos como natural, até mesmo primal. Quando somos cães, não nos preocupamos com dinheiro, comida ou trabalho. É simplesmente uma oportunidade de desfrutarmos da companhia uns dos outros de uma forma muito simples.» 

Eu cá desconfio que eles também devem cheirar o cú uns aos outros! E para aqueles que eventualmente ainda estiverem a esfregar os olhos de incredulidade:

video

Sem comentários: