quinta-feira, 21 de abril de 2016

Taiwan não é um país, pá!


Aqui em Macau não foi permitida a entrada de uma mulher proveniente de Taiwan por esta ter apresentado um passaporte com um autocolante amarelo que dizia "Taiwan é o meu país", algo que foi considerado como uma "falta de respeito ao poder da China". A mulher, que é uma dançarina de apelido Su, tinha um espectáculo no final da semana passada, tendo que indemnizar o organizador por não ter comparecido. "Nada foi adicionado ou retirado do meu passaporte. Nem carimbos. Mas a Alfândega de Macau rejeitou-me a entrada e exigiu que apanhasse outro vôo para voltar a Taiwan, por suspeitar da autenticidade do passaporte", disse Su ao jornal taiwanês Apple Daily. Esta é também a razão dada na notificação de recusa de entrada, escrita em língua chinesa. Su disse ainda que, quando as autoridades viram o documento, levaram-na para "um quarto individual" para a revistar e que ela terá pedido para retirar o autocolante para que a deixassem entrar no território, através do aeroporto de Macau, por onde veio, mas as autoridades não o permitiram e exigiram que ela se fosse imediatamente embora. Durante quatro anos, alegou Su, nunca teve problemas com procedimentos alfandegários e controlos de imigração nos aeroportos de países europeus, Japão e Coreia do Sul. Do lado de lá do estreito do Mar da China a resposta não se fez esperar: Ho Hsin-chun, membro do Partido Democrático Progressista de Taiwan, o partido que venceu as eleições em Janeiro e que está para tomar posse do poder em breve, lamentou a inexistência de liberdade de expressão na China e os prejuízos causados aos direitos laborais de cidadãos de Taiwan. O que aconteceu não é inédito, pois já tinha sido registado no passado um caso semelhante em Macau.


Como Macau faz parte da República Popular da China, é óbvio que as autoridades macaenses não iam nunca admitir que Taiwan é um país. Só existe um país que é a China, mas para todos os efeitos existem de facto duas Chinas, a República Popular da China (RPC) e a República da China (ROC), que é Taiwan. Ao abrigo do "Consenso de 1992", os partidos comunista (RPC) e nacionalista (ROC) reconhecem que existe uma única China, mas cada lado faz a sua própria interpretação desse princípio. Os apoiantes da independência de Taiwan, os tais que afirmam que Taiwan não é China, iniciaram no ano passado uma campanha para a colocação de autocolantes nas capas dos passaportes de Taiwan para tapar as palavras "República da China" e de autocolantes que retratam os monumentos emblemáticos para cobrir o emblema nacional.

4 comentários:

CENSURADO AGAIN disse...

AO MENOS ELA TA NA LONGITUDE DELA PIOR SÃO OS COME RATOS QUE FUGIRAM DA EUROPA EM 1900 E FORAM PRO SUL DO MERDIL E AGORA DIZEM QUE É DELES A ZONA QUE QUEREM ROUBAR E JA ERA DO MERDIL ANTES DE CHEGAREM

CENSURADO AGAIN disse...

MAS CLARO SABEMOS QUE TAIWAN É USADA PARA DESTRUIR CATAI VIA NY-TENDA

FireHead disse...

«AO MENOS ELA TA NA LONGITUDE DELA PIOR SÃO OS COME RATOS QUE FUGIRAM DA EUROPA EM 1900 E FORAM PRO SUL DO MERDIL E AGORA DIZEM QUE É DELES A ZONA QUE QUEREM ROUBAR E JA ERA DO MERDIL ANTES DE CHEGAREM»

Isto é conversa de índios do Brasil para os negros e também para os brancos??

FireHead disse...

«MAS CLARO SABEMOS QUE TAIWAN É USADA PARA DESTRUIR CATAI VIA NY-TENDA»

Cathay Pacific via New York-Tenda? Acho que não é tenda (hut), não...