quinta-feira, 21 de abril de 2016

China censura videoblogueira


A censura chinesa eliminou os vídeos difundidos no Youku (o Youtube chinês, pois o Youtube é censurado na China), Weibo (a versão chinesa do censurado Facebook) e WeChat (uma espécie melhorada do WhatsApp) pela conhecida cibernauta Papi Jiang, que nos últimos meses se converteu numa sensação devido aos monólogos em que ironiza com a vida quotidiana no país. A Administração Estatal de Impresa, Publicações, Rádio, Cinema e Televisão, um organismo do governo comunista, removeu os vídeos, que tinham no conjunto mais de 100 milhões de visualizações, por causa da "linguagem repugnante e conteúdo vulgar".
Papi Jiang, o pseudónimo da xangainesa Jiang Yilei, de 29 anos e formada pela Academia Central de Teatro de Pequim, usa uma linguagem directa e mordaz e inicia sempre os seus monólogos com a frase "Sou Papi Jiang, uma mulher que combina beleza e talento". Encalhada, Papi Jiang costuma criticar as pressões familiares para que as jovens casem, o excessivo consumismo no país e até mesmo as tradições do Ano Novo Lunar, e acabou por ter de pedir desculpas públicas através do Weibo: "Terei mais cuidado com as minhas palavras e a minha imagem, responderei decididamente a todas as petições de rectificações dos meus vídeos e transmitirei energia positiva".
Resumindo e concluindo, agora a Papi Jiang vai ter de dizer coisas "de acordo com os valores socialistas", como assegurou o seu sócio e empresário Yang Ming. O presidente chinês, Xi Jinping, chegou a apelar em várias ocasiões aos agentes culturais para que obedeçam aos "valores socialistas" nas suas criações, o que reforçou a censura para níveis nunca dantes vistos: nos últimos meses, as séries de televisão foram proibidas de incluir homossexuais e vários jornalistas e editores de órgãos de comunicação social chineses foram despedidos ou censurados por criticar decisões do governo comunista, mesmo que de forma subtil.

6 comentários:

Ivan Baptista disse...

Pois, olha, não acredito muito no teu futuro Chinês, é demasiada censura para o meu gosto :/

Para mim, nem 8 nem 800, e é por isso mesmo que prefiro o ocidente que por enquanto, ainda tem mais liberdades ;)

FireHead disse...

Eu também não queria acreditar mas os factos estão lá e não dá para os contrariar. A China é o país mais populoso do mundo, a população por lá cresce, a China está a dominar economicamente o mundo (2ª maior potência económica), a China é o maior produtor mundial, a China é uma potência militar (a 3ª, salvo erro, atrás dos EUA e da Rússia), a China é grande e tem recursos naturais... Isso enquanto o Ocidente vai definhando, envelhecendo, islamizando e ficando cada vez mais kalergicamente acastanhado! Quando a Europa morrer, isto é, os europeus desaparecerem, quem é que sustentará a escória parasitária que vem de África, América Latina e muslaria? Os asiáticos como os chineses?? Isso é que era bom... Mais depressa limpam-lhes o sarampo se se atreverem a afrontá-los como fazem os muçulmanos uighures de Xinjiang que são executados às carradas pelo governo comunista chinês...

Ivan Baptista disse...

Olha, interessante seria uma mistura asiática com a africana, no continente Africano .
Não sei que resultado sairia dali, mas seria interessante ver isso em grande escala :)

FireHead disse...

No continente africano é capaz de haver ou pelo menos havia, pois conheço uma senhora que é uma mistura de chinesa com negra. Mas se quiseres ver uma mistura de chinesa com negra aqui tens:

http://fireheadsblog.blogspot.com/2012/06/negra-achinesada.html

E como os chineses e os japoneses pertencem à raça amarela, tens também o exemplo da Miss Japão Ariana Miyamoto, que é filha de um afro-americano e duma japonesa. Também falei disso aqui:

http://bloguedofirehead.blogspot.com/2015/04/ariana-miyamoto-nova-miss-japao.html

A vitória dessa japonesa mestiça no concurso enfureceu muitos ditos racialistas brancos. Também devem ter-se sentido japoneses por algum momento... XD

Ivan Baptista disse...

E mistura cultural ? Multi culturismo Asiática com Africana, que resultado isso dara :)

FireHead disse...

Isso acontece independentemente das raças. Ou pensas que se tu, que és português e tens, como é óbvio, cultura portuguesa, te juntasses a uma russa, com uma cultura e religião diferentes, não haveria uma mistura cultural? Ou pelo menos uma tolerância cultural? Ou assimilação?

Mesmo que arranjes uma portuguesa, nada te garante que tenham o mesmo grau de cultura. E até mesmo religiosa. Imagina se a tua namorada fosse protestante, tipo mórmon ou testemunha de Jeová. Ela seria sempre portuguesa mas aí vocês já teriam um handicap.