terça-feira, 26 de abril de 2016

Áustria: nacionalismo ganha na primeira volta das eleições presidenciais

Esta é uma excelente notícia derivado à crise dos refugiados e também à gradual perda de confiança da população nos principais partidos políticos que dominam na Áustria desde a II Guerra Mundial. 



É assim a democracia. Força, FPÖ (Freiheitliche Partei Österreichs - Partido da Liberdade da Áustria)!

"Nós acreditamos na nossa juventude (e não na imigração/invasão muçulmana)"

6 comentários:

Afonso de Portugal disse...

Olé, olá! O Nacionalismo é o melhor que há!

Lura do Grilo disse...

Não é extrema direita. É gente patriótica que ama o seu povo e as pessoas ordeiras e trabalhadoras.

Adilson disse...

Hoje vou rezar pela Áustria e pelo seu povo, especialmente os cristãos. Que eles consigam receber essa vitória.

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Se é o melhor que há não tenho como afirmar. Mas que é uma alternativa cada mais recomendada, é.

FireHead disse...

Lura do Grilo,

A mim não me incomoda que o nacionalismo seja extrema-direita, embora os politiqueiros correctos e os idiotas úteis parecem fazer questão de se esquecer, ou mesmo não saber, que também há nacionalismo da direcção oposta. O que me incomoda mesmo, isso sim, é comparar o facismo ao nazismo ou, pior, dizer que o nazismo era de extrema-direita quando o próprio nome oficial do nazismo é nacional-SOCIALISMO. Há gente que vive num mundo à parte.

FireHead disse...

Adilson,

Como eu disse ao blogueiro Afonso de Portugal, não sei se o nacionalismo é de facto o melhor que há. Mas entendo que é agora algo necessário em muitos países da Europa, caso estes queiram sobreviver.