terça-feira, 8 de março de 2016

Suécia: mais uma nativa atacada por muçulmanos


Ainda na Suécia, informa o jornal Fria Tider que uma nativa de lá, Nathalie Hager, de 29 anos, foi atacada por um grupo de homens que falavam árabe. Ela deu luta aos alógenos, que a queriam violar, e conseguiu escapar, mas ficou bastante ferida. "Eles bateram-me e deixaram-me cheia de nódoas negras. Esfaquearam um dos meus seios, ao mesmo tempo que gritavam 'tu és uma puta sueca'!", contou a vítima. "Eles começaram por esmurrar-me no estômago e arrastaram-me pelo cabelo, ao longo de uma subida pavimentada, até um beco. Tenho várias nódoas negras e hematomas no rosto e nos braços, para além de um corte num seio, que deve ter sido feito com um canivete ou lâmina de barbear, porque a ferida é longa e estreita", acrescentou.
Serão esses alógenos "refugiados" da Síria?

4 comentários:

Adilson disse...

Bem... a contagem não vai parar! Creio que ainda estamos bem no início da bestialização. Enquanto isso, o suecos continuam a entregar suas almas aos politqueiros da destruição e à... deixa pra lá!

FireHead disse...

Este é o verdadeiro retrocesso civilizacional. De um país super seguro, homogéneo e desenvolvido a nível social, a Suécia está em vias de passar a ser definitivamente do terceiro-mundo... Isto enquanto o povo sueco não abrir a pestana enquanto é tempo e começar a votar nos Democratas Suecos...

CENSURADO AGAIN disse...

super seguro, homogéneo e desenvolvido a nível social

PLEONASMO A ENDOGENIA DO MAIS EVOLUIDO SEMPRE DEU CERTO

FireHead disse...

Pois deu. Até ao momento em que decidiram auto-destruir-se. A culpa queres ver que é do Cristianismo ou do judaísmo?? Ou da falta do Cristianismo, hem???