quinta-feira, 3 de março de 2016

O fcp descer de divisão? É claro que não!


Não, meus amigos, eu não me esqueci desta notícia: o presidente do fcp, Jorge Nuno Pinto da Costa, ameaçou, mas ameaçou mesmo, com todas as letras, o árbitro Rui Costa por este não ter validado o golo limpo marcado por Brahimi, no Estádio do Cabrão Dragão, no jogo da 21.ª jornada da Liga NOS com o Arouca que o fcp perdeu. "Vou tratar da tua saúde e da do teu irmão (Paulo Costa, membro do Conselho de Arbitragem da Federação de Portuguesa de Futebol)", disse assim o líder portista, o que lhe valeu uma multa de 153 euros e invalida o facto desta notícia ter sido inventada, até porque a ameaça consta no relatório do árbitro portuense e quiçá também portista. O problema é que o regulamento da Federação Portuguesa de Futebol (n.º 2 do artigo 66) é bastante claro: casos de ameaças, consoante a gravidade da infracção, resultam na descida imediata de divisão do clube em questão. O presidente lagarto, Bruno de Carvalho, levou um mês de castigo por menos: chamou "cromo" ao árbitro Artur Soares Dias depois de ter sido expulso no jogo entre o Boavista e o Sporting...
Pá, se o fcp nunca desceu de divisão por causa do famoso Apito Dourado, como é que haveria de descer de divisão agora por causa disso que, como diz o outro, são peaners?!

Sem comentários: