segunda-feira, 28 de março de 2016

O Cristianismo chegou mais cedo à Dinamarca do que se pensa?

Fo encontrado um artefacto que se supõe ser cristão na ilha de Funen, na Dinamarca, e, segundo um detector de metais amador, pode ter 1100 anos e indicar que o Cristianismo afinal chegou mais cedo do que se pensava. De acordo com Malene Refshauge Beck, curadora e arqueóloga dos Museus Este de Funen (Østfyns Museer), "Esta é uma descoberta sensacional da primeira metade do século X", lembrando que uma figura idêntica descoberta na Suécia foi datada nesse período. "Nos últimos anos tem havido mais e mais sinais de que o Cristianismo se espalhou mais cedo do que se pensava - e esta é a prova mais clara até agora. A descoberta deste crucifixo pode levar à conclusão que os dinamarqueses se tornaram cristãos mais cedo do que se pensava", acrescentou a arqueóloga. "A pessoa que usou este colar tinha com certeza aderido à fé cristã". 
Segundo o que podemos estudar a História, a maioria da população dinamarquesa adoptou o Cristianismo em 1050, no fim da era viking, e antes deste achado a prova mais antiga da presença do Cristianismo na Dinamarca datava de 965: Pedra de Jelling, uma pedra gigante esculpida com uma representação de Jesus Cristo na cruz. 

Sem comentários: