quinta-feira, 31 de março de 2016

Catarina Martins porque te callas?

17/10/2015 - Luaty Beirão ainda não fora condenado. 


Março de 2016 - Luaty foi condenado a uma pena de cinco anos e seis meses. 

Catarina quiçá traumatizada pelos considerandos do Arroja calou-se. Ou então, coitadinha, ficou afónica com o combate à espanholização da banca. Ou como não tem tarifa social de electricidade ainda não comprou máquina de secar e a t-shirt apodreceu no estendal que o Inverno, por via das alterações climáticas, não há quem o entenda.


Fonte: Blasfémias

12 comentários:

Ana Martins disse...

Vergonhosa é a posição tomada hoje pelo CDS, PSD e PCP.
Que amigos eles se tornam para defender ditaduras.

FireHead disse...

Então e não se pode colocar em questão a ingerência em assuntos que não dizem respeito a Portugal, mas sim à Angola? Os chineses saberiam dizer logo, e muito bem, que nos seus próprios assuntos sabem eles porque caso contrário trata-se de ingerência interna...

Quanto à ditadura que se refere, penso eu que da angolana, mas não é Angola um ideal máximo da esquerda?? Porque é que o PCP tomou a posição igual à da direitinha? E que dizer da hipocrisia do PS?

http://oinsurgente.org/2016/03/31/155791/

Se em Angola não se pode ir contra as elites reinantes, e isto é coisa que os próprios angolanos deveriam saber já de gingeira, porque é que armaram-se em activistas, ou seja, parvos?

A mim não me interessa se o Luaty Beirão é ou não tuga (tem dupla nacionaliadde, o que só lhe dá jeito para casos como este). Para mim ele e os restantes activistas armaram-se em parvos. Pensavam que estavam num país que sabe o que é que é isso dos direitos humanos? Não, Angola fica em África e tem um governo esquerdista...

FireHead disse...

https://espectivas.wordpress.com/2016/03/31/a-classe-poltica-portuguesa-no-tem-que-se-meter-no-que-se-passa-em-angola-ou-no-brasil/

Os esquerdistas (menos os comunas, por um motivo muito óbvio neste caso), como não têm mais nada que fazer, ficam indignados com o facto da direitinha portuguesa não querer nada com o que está a acontecer em Angola. Porque é que os esquerdistas não se indignam também com o que acontece por exemplo na Arábia Saudita? Já agora, porque é que as feministas não se indignam com a situação das mulheres nos países islâmicos? É impossível não dar razão ao blogueiro Orlando Braga: puta que os pariu!

Ana Martins disse...

Está visto que você é uma pessoa que gosta de ditaduras, nem sequer admite que outros possam pensar de forma diferente.
Mas você acha que Angola é alguma democracia? E já agora, creio que a dicotomia direita/esquerda está totalmente ultrapassada, se é que alguma vez fez sentido. Existem democracias e existem ditaduras, o resto é totalmente secundário. E sim, as pessoas que vivem em ditaduras têm o direito a lutar pela democracia. Dava tanto jeito que ficassem quietinhos sem fazer barulho, não era?
E em relação aos países árabes quem é que no seu perfeito juízo não se indigna com o que se está a passar lá? E a globalidade das mulheres, feministas ou não, estão profundamente revoltadas com a forma como as mulheres são tratadas nos países islâmicos. Parece que você não contacta com muitas mulheres.
Gostava de terminar da mesma forma que você, mas sou educada. Sei que isso o deve aborrecer mas ainda existem pessoas educadas.

FireHead disse...

Por acaso você está enganada, você só se sentiria ofendida com o que eu escrevi se fosse de esquerda. Se não é, não tem motivos para isso.

Se eu gosto de ditaduras? Bem, se é para ter uma democracia como esta que temos, é claro que prefiro uma ditadura, sim, desde que não seja de esquerda - as que existem no mundo são de esquerda, ora repare: os únicos países do mundo onde só existe um partido no poder e sem democracia são todos países comunistas, embora a China seja mais capitalista selvagem que outra coisa.

Em Angola, se houvesse uma ditadura, não haveria eleições. Mas já sei que você teria resposta para isso: é tudo forjado, manipulado, acertado, etc.

E você acha que Portugal é uma democracia? Acha que é democrático pessoas levarem por tabela por erros que não cometeram? Democracia implica que os justos paguem pelos pecadores, não é assim? Basta vermos os políticos que temos! Se estão no poder para fazer a porcaria que fazem, a quem se deve? Mesmo agora com o Costa que não foi eleito, mas que se aproveitou de uma coisa manhosa da própria democracia para chegar ao poder à revelia da vontade dos eleitores??

Eu tanto admito que as pessoas pensam de forma diferente que também espero que admitam que eu pense como penso. Ou é por eu dizer que sou a favor duma ditadura de Direita, como a do Salazar, vou ser presenteado com impropérios típicos e habituais como "fascista", "extremodireitista", "PIDE", etc.?

Pois, estas pessoas que têm o direito a lutar pela democracia nas ditaduras que lutem! Agora o que é que Portugal tem a ver com a luta dos angolanos pela democracia em Angola?? É país irmão, né? O que é que Angola dos traidores fez a Portugal, você sabe? Possivelmente não tem família que foi roubada ou mesmo morta em Angola. Em Angola, quer gostemos quer não, mandam os angolanos. E para eles o que estes activistas fizeram não é admissível, logo foram condenados. Temos agora que ser solidários com eles, ou melhor, com o Luaty Beirão, que só por acaso também tem nacionalidade portuguesa??

Você tem como provar que as feministas estão revoltadas com o que se passa no mundo islâmico? Olhe que eu não concordo. Tirando umas poucas manifestações da FEMEN, realmente nunca vi nenhuma feminista a criticar o islão como critica o patriarco ou o Cristianismo. São mais as vezes em que fecham os olhos e assobiam para o lado quando os opressores não são ocidentais nem brancos. E eu contacto sim com mulheres, não com feministas. As feministas podem ser do sexo feminino, mas de mulheres têm pouco.

Vergonhosa não é a tomada de posição do PSD, CDS-PP e do PCP. Vergonhoso é por exemplo termos uma coligação esquerdista de bandidos que assaltaram o poder. E isso graças à... democracia. Não queiram fazer desse assunto dos angolanos algo mais importante que os problemas reais que afligem Portugal. Preocupe-se antes com a actual situação política de Portugal que não é uma ditadura... mas talvez uma ditamole ou mesmo uma ditadura disfarçada... Talvez seja necessário lutar pela democracia também em Portugal, de novo, e fazer um novo 25 de Abril, para dar ainda mais cabo do país, já que o que houve pelo visto não serviu...

CENSURADO AGAIN disse...

POR QUE ESTÃO VESTINDO CAMISAS COM PRETOS?

Leocardo disse...

Oh oh oh, gosto da Ana Martins: nota-se que veio parar aqui "por acaso" e esta a ser genuina. Interessantes as "tomadas de posicao" do Hugo - mais um hino a coerencia e firmeza de principios LOL.

FireHead disse...

É claro que gostas da Ana Martins, pois se ela está contra o que eu penso, logo tu estás do lado dela. É tão simples quanto isso mas é para o lado que eu durmo melhor.

Quanto à coerência e firmezas, já eu e muitos leitores deste blogue estamos mais que habituados vindo de quem constantemente vem. Eu pelo menos não confundo doutoramentos com mestrados, ressurreição com reencarnação, nem digo que comer porco faz de alguém superior aos outros - aliás, nem sei de onde é que isso foi inventado. A minha língua materna é mesmo a língua portuguesa.

FireHead disse...

«POR QUE ESTÃO VESTINDO CAMISAS COM PRETOS?»

Porque estes pretos armaram-se em activistas lá em Angola e lixaram-se por causa disso. Como se isso tivesse alguma coisa a ver com o governo português. Quando os homossexuais são enforcados no Irão também tem alguma coisa a ver com o governo português?

Anónimo disse...

Fodase, até aqui o deficiente mental do Leocardo comenta....

Carlos disse...

Firehead concordo 99% consigo

Vários temas neste blog, muito interessante

FireHead disse...

Vá lá, é sinal de que há gente para todos os gostos. Há uns que concordam plenamente, uns concordam assim-assim e outros que não concordam nada comigo. Não se pode agradar a gregos e a troianos, né?

O que eu aqui defendo é o facto de Angola ser um país soberano - e não é? Não lutaram contra Portugal para conseguirem a independência? -, daí Portugal, e qualquer outro país, não ter nada que andar a meter-se nos assuntos de Angola, pois isso não lhes diz respeito. É o mesmo que Portugal ter uma coisa qualquer que não agrada aos outros e os portugueses quererem, e mesmo assim não poder fazer porque os outros não querem que os portugueses tenham. Chama-se a isso ingerência interna. Não estou com isso a dizer de forma alguma que eu acho bem aquilo que a Angola está a fazer com os activistas. Mas as coisas lá são assim, então os angolanos que as resolvam. Angola já não faz parte de Portugal por muito que existam saudosistas dos tempos do Salazar. É passar à frente e acabou.

Virem agora aqui esquerdistas pseudo-democratas e que supostamente defendem as liberdades barafustar comigo por dizer aquilo que para mim é a verdade só revela duas coisas, a meu ver: patriotismo saloio (se o Luaty Beirão não tivesse também, convenientemente digo eu, a nacionalidade portuguesa, quem é que falaria disso em Portugal e com tanta preocupação?) ou simplesmente desenquadramento da realidade.