sábado, 27 de fevereiro de 2016

Neopaganismo do multiculturalismo

Revelam as estatísticas que 81 por cento dos americanos se identificam como cristãos. Todavia, os multiculturalistas continuam a remover normas bíblicas do currículo escolar público para eliminar símbolos cristãos dos edifícios públicos suportados pelos impostos. Esforços similares não são feitos contra grupos não-cristãos ou neopagãos. De facto, alguns esforços especiais ocasionais são feitos para implementar e apoiar práticas e símbolos não-cristãos.
O preconceito em favor dos valores religiosos pagãos, em oposição aos valores e símbolos cristãos, é igualmente evidente em filmes recentes, por exemplo, no Rei Leão e Pocahontas. Ambos os filmes exortam favoravelmente crenças neopagãs. Pocahontas, apontado amplamente como um filme "multicultural", presta uma grande homenagem às crenças panteístas da tribo Pohatwan. Tem a Avó Willow (uma árvore falante) que diz à Pocahontas que os espíritos sagrados residem em plantas, pedras, vento, terra, e por aí fora. "Tudo em tua volta são espíritos, criança. Se tu os ouvires, eles guiar-te-ão", diz a Avó Willow. Assim, as crenças panteístas dos índios americanos são apoiados pelo multiculturalismo, enquanto que numerosos filmes discriminam contra o Cristianismo.
Nos seus primos anos, o Cristianismo sempre condenou o panteísmo por duas razões. Primeiro, ele falha em distinguir Deus das Suas obras criadas, e segundo, ele vê todos os elementos terrestres e criaturas como divinos. O multiculturalismo reavivou o panteísmo no Rei Leão e Pocahontas e usa também subtilmente estes filmes para infiltrar nas mentes em formação das crianças crenças contrárias ao Cristianismo. Ironicamente, o panteísmo, antigamente uma marca das sociedades incivilizadas, está hoje a ser repacotado naquilo que são hoje as crenças da Nova Era - tudo parte da agenda multiculturalista.

Alvin J. Schmidt in The Menace of Multiculturalism: Trojan Horse in America

6 comentários:

Adilson disse...

Bo dia FireHead. São seis horas da manhã e ainda continua escuro, aqui o Brasil. Estamos caminhando para o solstícios de inverno, onde os dias são curtos e as noites longas.
O início da postagem aponta para um questionamento que sempre tive: se um país, como os EUA, tem uma maioria esmagadoramente cristã, então como um pequeno grupo de cretinos usam e abusam dos impostos para promover a destruição da sociedade??? Outra coisa: certamente, nos governos de esquerdistas, como Obama, há uma boa quantidade de funcionários cristãos na administração e nas escolas públicas, protestantes e católicos certamente. Aí pergunto: como essas pessoas não reagem a imposição esquerdista? Então só há uma resposta: conivência ou covardia. Aqui no Paraná (sul do Brasil), estado onde moro, tenho amigos professores que mesmo ser católicos praticantes, se negaram a apoiar a distribuição de materiais pornográficos nas escolas que ensinam. Creio que pequenas coisas podem resistir aos ataques dessa esquerda mundial cretina, que parece ter construído uma grande hegemonia durante esses últimos 7 anos, desde que o bandido do Obama subiu ao poder!

Abraço.

wind disse...

Resto de bom fim de semana:)

Anónimo disse...

COISA BELA:

https://scontent-mad1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpa1/v/t1.0-9/12122723_10208061000499125_7129329106852051562_n.jpg?oh=5ac70e25c700385d1709b243ebacb535&oe=5756B76D

FireHead disse...

Adilson,

A resistência somos nós, meu caro. E enquanto houver gente como nós, a luta continua.

FireHead disse...

Wind,

Bom domingo! :)

FireHead disse...

Anónimo,

Essa tipa já reconheceu que o cartaz foi um erro. Está agora a ver se põe água na fervura.